Independentemente do que acontecer, o importante é saber como reagir

29 Julho, 2020
A vida não é definida apenas pelo que acontece conosco. A forma como reagimos diante das circunstâncias importa, e o aprendizado obtido diante dessas experiências e os recursos adquiridos para enfrentar situações semelhantes com mais destreza também são fundamentais.
 

O destino é caprichoso… Às vezes nos proporciona momentos extraordinários, para logo depois nos apresentar crises e dificuldades. Entretanto, como o filósofo Epíteto dizia, independentemente do que acontecer, o importante é saber como reagir. No entanto, às vezes não fazemos isso de forma adequada, porque não é fácil ser um estrategista diante da adversidade, nem mesmo um guru quando a questão é o vaivém da existência.

Poderíamos adicionar outra ideia interessante à clássica frase de Epíteto. O que determina nossa qualidade de vida não é apenas a forma como reagimos diante das dificuldades inesperadas. A aprendizagem obtida com essas experiências também importa.

Assim, algo que se vê com frequência é que as pessoas, embora passem pelas mesmas circunstâncias, reagem e entendem essas experiências de forma muito diferente.

Para alguns, por exemplo, o fato de perder o emprego equivale à sensação de estagnação e/ou de cair em depressão. Outros, entretanto, aproveitam este acontecimento para se reinventarem e criarem novos projetos que acabam dando grandes resultados.

Tudo isso demonstra que, além de saber reagir, também é preciso saber responder para sair fortalecido de algum acontecimento complicado.

Mulher segurando canga
 

Não é o que acontece com você, e sim como você vai reagir

Quem já leu ou ouviu a frase que diz “A vida é aproximadamente 10% o que acontece com você e 90% a forma como você reage”?

Boa parte de nós somos vítimas exclusivas daquilo que acontece conosco. Nos sentimos incapazes de fazer qualquer coisa, porque existem impactos imensos que acabam nos deixando presos ao sofrimento por bastante tempo.

Surgem cada vez mais perguntas em nossa mente quando deixamos de agir ou enfrentar o problema. Por que isso teve que acontecer comigo? Eu fiz algo de errado? O que vai ser de mim nessas circunstâncias? A pessoa acaba focando apenas nos acontecimentos, nas adversidades que aconteceram. No entanto, existe outra forma de lidar com estas situações.

Em vez de agir com obsessão pelos acontecimentos, é preciso despertar as atitudes. Mais do que perguntas, precisamos elaborar estratégias para reagir diante de determinados problemas. Trata-se de substituir a angústia pela tomada de decisões e conseguir, assim, fazer com que o medo e a dor desapareçam aos poucos.

Diante do que não podemos mudar, aceitação e transformação

Não importa a dificuldade que você tenha diante de si, importa como você reage e como escolhe responder a este problema. Como dizia Albert Ellis, uma pessoa amadurece quando para de colocar a culpa da própria infelicidade nos demais.

Não importa o que os nossos pais fizeram, não importa quão ruim foi o seu último relacionamento afetivo ou o quanto você está farto da gestão política atual ou passada. O que importa é a forma como você reage. Somente isso.

 

Você importa, você é o ponto central da sua vida e a sua maior responsabilidade. Por isso, quando acontecer algo que te deixe sem fôlego e fuja do seu controle, o primeiro passo será a aceitação deste fato.

O segundo passo é a transformação. Somente quando nos atrevemos a mudar e tomar decisões corajosas a nossa realidade muda para melhor.

O melhor traje para dias difíceis: sua atitude

De tudo que você possui, o mais poderoso e belo é a atitude. É ela que vai moldar seus sentimentos e emoções em direção a algum propósito.

A atitude repara inseguranças, atenua os medos, situa objetivos no horizonte e também nos ajuda a tomar decisões confiando em nós mesmos.

Mulher em praia de areia preta

Você tem a oportunidade de construir o seu futuro diariamente

Pode ser que você esteja passando por dias incertos, duros e complicados no momento. Nestas circunstâncias, também importa como você reage e o que você escolhe fazer. Além disso, é preciso lembrar que tudo que fazemos hoje edificará ou limitará nosso futuro. Podemos construir ou desconstruir, avançar ou retroceder.

As decisões que você toma impactam o seu futuro. Sendo assim, escolha se responsabilizar por si mesmo, atue, responda, mobilize sonhos e estratégias lembrando-se de que o ontem não importa, o que realmente importa é o hoje, o aqui e o agora.

 

Reagir implica sempre mudar algo em nós mesmos

Reagir e responder são verbos que indicam ação, movimento; uma atividade inovadora daqueles que escolhem deixar velhos padrões para agir com um novo foco. Assim, qualquer evento inesperado, qualquer grande ou pequeno desafio, nos obriga irremediavelmente a nos desprendermos de máscaras pessoais que já não servem, despertando com uma luz mais forte, energia, coragem e criatividade.

Porque muito além do que acontece conosco, muito além das pedras em nosso caminho, o que importa é como reagimos diante das adversidades e como escolhemos lidar com elas, enxergando novas habilidades que nos atrevemos a utilizar para superar tais obstáculos. Precisamos ter isso em mente: saber reagir nos permite viver melhor.