Qual é a influência do método Montessori na atualidade?

· dezembro 29, 2017

O método Montessori na atualidade fomentaria o desenvolvimento natural das habilidades das crianças com base na exploração, na colaboração com outros colegas de turma, na curiosidade, no jogo e na comunicação. Saiba mais a seguir.

Maria Montessori é a criadora de um método educacional que foi uma revolução. Tal foi o alcance de suas propostas que seu nome transcendeu sua área de especialização. O método que ela propôs colocava uma ênfase especial na brincadeira, apontando-a como o meio perfeito para o desenvolvimento de várias habilidades e aptidões em crianças.

Um exemplo de aplicação pode ser encontrado em muitas escolas infantis. Falamos de uma formação não obrigatória que se concentra no jogo, na diversão e na flexibilidade, buscando que as crianças sejam espontâneas e tenham iniciativa. Em última análise, o método de Maria Montessori favorece a independência dos pequenos, ao mesmo tempo em que eles adquirem valores básicos de convivência e cooperação, começando pelo respeito pelos seus colegas.

Os princípios básicos do método Montessori

Atualmente, podemos analisar o método Montessori com base nos princípios básicos que o regem. Embora sua implementação possa levar a diferentes adaptações dependendo das preferências dos educadores, na essência, podemos encontrar o seguinte.

Para começar, o método Montessori incentiva a aprendizagem com base nas descobertas. Descobertas que, por outro lado, ocorrem graças à curiosidade inata que todos nós temos. É só pensar que sempre aprendemos melhor quando algo nos causa curiosidade e quando queremos perguntar para “saber mais”. Precisamente, este método busca aproveitar essa inclinação natural que as crianças têm de fazer perguntas e encontrar respostas.

Meninos aprendendo e se divertindo na escola

Além disso, esse método não esquece que o ambiente precisa atender às necessidades de cada criança de acordo com suas características (idade, cultura, existência de algum diagnóstico: hiperatividade, autismo, etc.). Para isso, devemos adicionar a opção de adaptar o método ao material natural com o qual cada criança pode interagir e tocar. Nos referimos à madeira, terra e outros materiais que não sejam artificiais.

A ideia é que todos os jogos propostos tenham um componente colaborativo e que sejam sempre supervisionados, direcionados e coordenados pelo professor. Ele deverá intervir o mínimo possível no processo de aprendizagem das crianças: tentará ser apenas um guia.

O método Montessori na atualidade transformaria a educação tradicional, transformando as aulas em atividades que são muito mais dinâmicas e divertidas. Por esse motivo, as aulas geralmente são realizadas por 3 horas seguidas, sem qualquer interrupção.

Para terminar com os princípios que regem este método, é necessário ressaltar que o método Montessori busca formar salas de aula grandes e por grupos de faixas etárias diferentes (com uma diferença máxima de 3 anos de idade). Ou seja, crianças entre 6 e 9 anos, por exemplo, juntas em uma sala de aula para que possam interagir não apenas com colegas da sua própria idade. Isso pode ser muito benéfico como estímulo.

Influência do método Montessori na atualidade

Felizmente, o método Montessori sobreviveu à passagem do tempo e hoje o seu espírito faz parte da estratégia educacional de diferentes escolas. Um tipo de formação onde se trabalha muito com o jogo, favorece a independência e a autonomia da criança e sua interação com diversos elementos que despertam sua curiosidade. Em suma, o método aproveita a inclinação natural para o jogo e a diversão que ocorre nesta etapa para transformá-lo no principal motor educacional.

No entanto, à medida que nos submergimos na educação primária, o panorama muda. As crianças passam horas sentados olhando para o professor, recebendo reforço por ficarem quietos (ou punição por não fazê-lo), não podendo falar e tendo que prestar atenção por longos períodos. Aulas que se seguem uma após a outra, com uma dinâmica especializada em acabar com qualquer tipo de motivação intrínseca para a aprendizagem.

Menino brincando na escola

Existem várias escolas que escolheram o método Montessori na atualidade, mas, apesar de tudo isso, é possível que surja uma dúvida. O método Montessori está destinado apenas para crianças entre 0 e 6 anos? Embora a maioria das escolas atualmente ofereça este método apenas para esta faixa etária, o fato é que Maria Montessori o projetou para que pudesse ser usado até os 12 anos de idade.

No entanto, o método Montessori na atualidade também poderia ser aplicado na etapa do ensino médio. Maria Montessori, embora não tenha tido tempo para projetá-lo e desenvolvê-lo completamente para esta etapa, deixou algumas diretrizes estabelecidas sobre os passos a serem realizados com crianças mais velhas.

A educação atual se concentra muito nas notas, por isso são enviadas muitas tarefas aos alunos, cujo sucesso em sua realização garante uma nota favorável na prova final. O método Montessori procura o contrário, não há provas nem tarefas de casa, porque o objetivo principal é aprender, não obter a melhor nota.

Os dados nos dizem que a educação que ocorre após o ensino primário aborrece o aluno. Longe de motivá-lo, faz com que ele pense que ir à escola ou ao colégio é inútil. Esta situação deve ser um incentivo para repensar a maneira como estamos ensinando. Uma maneira em que se promove a competitividade e onde uma nota nos rotula como fracassados ou inteligentes, ao mesmo tempo em que permanece cega ao objetivo prioritário: que o aluno se sinta motivado, além da avaliação, para entender o mundo que o rodeia.

Menino aprendendo com plantas