O isolamento social - A Mente é Maravilhosa

O isolamento social

junho 26, 2016 em Psicologia 18 Compartilhados
O isolamento social

Em algum momento das nossas vidas, todos já sentimos a necessidade de estarmos sozinhos e nos afastamos um pouco de quem nos rodeia, o que é perfeitamente normal. No entanto, quando esse isolamento social é indefinido e a pessoa deixa de manter qualquer tipo de contato com o que o está à sua volta, a situação deve ser vista como um problema que precisa de atenção.

O isolamento social, também conhecido como “social withdrawal”, acontece quando uma pessoa se afasta totalmente do que a rodeia de forma involuntária, ainda que possa pensar o contrário. Esta condição ocorre em pessoas de todas as idades e pode ser uma consequência de acontecimentos traumáticos da sua história, como ter sido vítima de bullying ou padecer de alguma condição médica, como a depressão.

Causas do isolamento social

Apesar de terem sido realizados diferentes estudos para identificar as causas específicas do isolamento social, a verdade é que essas causas são muito diversificadas e dependem de cada situação em particular. Em alguns casos pode ser porque a pessoa viveu situações anormais na sua infância, como ter sido vítima de bullying, ou por ter sofrido de uma superproteção extrema que a impediu de se relacionar de forma normal com outras pessoas da sua idade, gerando uma falta de segurança e conhecimento para estabelecer novas relações enquanto adulta.

Outro caso se dá quando a pessoa tem algum tipo de condição médica que dificulta ou a impossibilita de sair. Nesta situação é possível encontrar pessoas que, depois de alguma vicissitude médica, se afastam completamente do resto do mundo. Também é possível encontrar esta condição em pessoas que não sofrem de uma condição médica extrema, mas que enfrentam condições de saúde que as distanciam ou que criam estereótipos, como alguns transtornos mentais.

Consequências do isolamento social

Aquelas pessoas que vivem sob esta condição costumam enfrentar diversas situações e problemas, sendo a depressão a mais comum e mais grave. No entanto, vários estudos indicam que as pessoas que vivem o isolamento social normalmente têm problemas de aprendizagem, de atenção e de tomada de decisões.

Isto se deve ao fato de que quando não nos relacionamos com aquilo que nos rodeia, o nosso cérebro não recebe os estímulos adequados e não trabalha da melhor forma. Por esse motivo, as pessoas que vivem em isolamento social podem parecer um pouco lerdas e lentas no momento de tomar decisões.

O que eu devo fazer se vivo em isolamento social?

Se você já se deu conta de que vive sob esta condição e realmente quer sair dela, a primeira coisa a fazer é procurar círculos sociais onde se sinta confortável e começar a frequentá-los. Por exemplo, se gosta de cachorros e tem um, pode levá-lo para passear em um parque. Desta forma, você vai começar a socializar com outros donos de cãesPara sair do isolamento social é fundamental que você se abra a novas experiências, que aprenda a sair da sua zona de conforto e se coloque em situações novas.

Recomendados para você