Cinco maneiras de encontrar a conexão com você mesmo

Em mais ocasiões do que gostaríamos, somos absorvidos por nossas atividades diárias, trabalho, responsabilidades e perdemos a conexão com nosso ser interior. Desse modo, nosso equilíbrio físico e mental é rompido, por vivermos dissociados de nossa interioridade, de nosso universo interior.
Cinco maneiras de encontrar a conexão com você mesmo

Última atualização: 27 janeiro, 2022

Você sente que está triste sem motivo aparente? Se os sentimentos de tristeza o invadem e você não consegue encontrar nenhuma causa para se sentir assim, provavelmente você precisa se conectar com a sua essência. Descubra, por dentro, o que falta para alcançar a harmonia. A falta de conexão consigo mesmo pode levá-lo a ter uma sensação de vazio emocional significativo.

Conectar-se é um aspecto fundamental para desfrutar de uma vida em paz, calma, serenidade e harmonia. Apesar do estresse do dia a dia, é importante reservar um pouco de tempo para nós mesmos. Um espaço em que nos dedicaremos simplesmente a estar com nós próprios.

Por que as pessoas se sentem mal sem motivo aparente?

Muitas pessoas se perguntam isso em algum momento de suas existências. Sentem-se desanimados, desmotivados, tristes apesar de terem um bom emprego, uma família linda e nenhum problema grave.

Às vezes, estamos tão cientes do trabalho, da casa e de outros assuntos que nos esquecemos de prestar atenção às nossas necessidades mais íntimas. Em outras palavras, nos desconectamos de nosso próprio ser, de nossas próprias necessidades.

Muitas pessoas comem bem, fazem exercícios e cuidam bem da saúde, mas ainda são atormentadas por esses sentimentos inexplicáveis de infelicidade. Além disso, é necessário, de vez em quando, ouvir o nosso corpo, prestar atenção às nossas próprias sensações, para alcançar um estado de paz interior.

Cinco dicas para se reconectar com você

1. Pare por alguns minutos e aproveite algum tempo sozinho

Reserve pelo menos cinco minutos por dia para mergulhar em seu próprio universo interior. Encontre um local sossegado dentro de sua casa, no jardim ou no parque para ouvir os sons da natureza e pergunte-se: “O que me estimula nesta existência? O que é que realmente nutre a minha essência? “

É um momento de desconexão externa e conexão interna. Vamos observar tudo o que acontece em nossa mente à distância, e assim conheceremos os pensamentos que nos dominam. Dessa forma, observando nossos pensamentos sem julgá-los, chegaremos a um estado de calma que nos ajudará a nos conectarmos com nós mesmos.

Quando a água de um riacho está tão turva de lama que nos impede de ver o fundo, o melhor que podemos fazer é esperar que a terra agitada assente no fundo. Qual é o resultado disso? Água limpa e transparente; uma mente em calma e harmonia.

2. Preste atenção aos sinais do seu corpo

Respire fundo, tente aliviar o estresse do dia e pergunte-se como você se sente fisicamente. Talvez seu corpo esteja clamando para que você descanse ou coma um determinado alimento. Agradeça ao seu corpo por permitir que você cumpra tantas obrigações diárias e pense no que você precisa para se sentir melhor.

3. Reconheça seus sentimentos sem julgá-los

Muitas vezes, quando nos conectamos conosco depois de um tempo sem fazer isso, podemos nos sentir pior no início. Isso ocorre porque temos muitas emoções reprimidas que precisam ser assimiladas.

Tente reconhecer essas emoções, gerenciá-las e deixá-las sair. Talvez você precise liberar a tensão, praticar esportes ou até mesmo relaxar. Há quanto tempo você não dedica um dia a si mesmo? Vale a pena investir tempo em si mesmo.

encontrar a conexão com você mesmo

4. Reserve um momento todos os dias para apreciar quem você é e tudo o que você faz.

A conexão com o seu interior também passa a atender aquela voz interna que passa o dia nos criticando. Quando essa voz crítica interna te censurar por tudo o que você não foi capaz de fazer ou conquistar, pare um minuto e se parabenize por tudo o que você conquistou e por dar o seu melhor. Você é um ser humano e não é perfeito, por isso deve valorizar cada passo que dá na direção certa.

5. Mantenha um diário para registrar esse processo interno.

Esse aprendizado deve ser algo positivo para você, não uma tarefa que você deva concluir por obrigação. Analise o que está acontecendo dentro do seu ser, ouça aquele chamado interno que lhe diz o que você precisa. Deixe que as respostas surjam espontaneamente. Talvez você os encontre em um livro, em seus sonhos, através da meditação ou em sinais da natureza. Aceite essas respostas, mesmo que elas te assustem. Seja paciente e registre este processo de transformação.

A conexão com você mesmo

Em suma, não deixe que o turbilhão de cumprir as obrigações diárias o impeça de se conectar com você mesmo, quem você realmente é. Permita-se ouvir a sua própria essência e alimente-a com o que ela precisa, para encontrar a paz interior de que tanto precisa.