O melhor afrodisíaco para as mulheres são as palavras

O melhor afrodisíaco para as mulheres são as palavras

abril 3, 2016 em Emoções 1037 Compartilhados
As palavras são o melhor afrodisíaco

Seduza-me com palavras, com letras sussurradas ao pé do ouvido enquanto você me abraça, fale enquanto você me olha para ver o mais profundo do meu ser, me escreva quando você se lembrar de mim e me faça saber que estou presente na sua vida através das suas letras. Você só precisa saber de um segredo: o melhor afrodisíaco para as mulheres são as palavras.

Não serve qualquer palavra, não serve qualquer abraço, nem qualquer beijo. Preciso sentir a sua sinceridade, que os seus gestos acompanhem as suas palavras, que você tem interesse real em mim, porque do contrário, as suas palavras ficarão vazias e a magia não acontecerá.

Como usar as palavras como afrodisíaco com as mulheres

A comunicação sempre é fundamental, mas quando duas pessoas estão se conhecendo, ela é ainda mais importante. Nós mulheres, em geral, prestamos atenção em tudo, em como nos olham, em como nos falam, no que nos dizem, nos gestos, na forma de se expressar ou de se vestir. Isto não quer dizer que tiremos conclusões rápidas, e sim que simplesmente temos interesse em conhecer quem está diante de nós.

casal-dançando

Um dos aspectos mais importantes e que mais costumam nos seduzir são as palavras, que se forem bem empregadas, com atenção e respeito, podem ser um afrodisíaco potente. Como devem ser usadas as palavras para que nos seduzam?

Sinceridade e naturalidade

As palavras que saem do coração, que são sinceras, que não são um discurso preparado, podem arrebatar nossos corações. Não se trata de pensar em frases bonitas e logo dizê-las em voz alta, mas sim de sentir o que inspira você nessa maravilhosa mulher que você tem a sua frente, e se expressar com a maior naturalidade e respeito.

Um excesso de cantadas ou de elogios não é legal, e inclusive pode chegar a ser desconfortável. É importante encontrar o equilíbrio entre o que é demais e o que é perfeito, mas é só questão de estar atento, de olhar as reações da outra pessoa; seus olhos falarão.

Acompanhe as suas palavras

As mulheres gostam de conversar, mas também gostam de ser olhadas, de ser ouvidas quando falam, gostam que demonstrem interesse pelo que dizem. Uma palavra acompanhada de um olhar sugere muitas coisas, mas esse olhar também precisa ser sincero e natural, porque gostamos que o homem seja ele mesmo.

Conforme a confiança crescer, uma carícia acompanhada de palavras é uma mistura perfeita, mas sempre com delicadeza, com respeito, com sentimento, nunca com excesso de confiança, de arrogância, ou desprezo.

Fale com senso de humor

Certas palavras ditas com senso de humor, com ironia, com toque, podem ser muito sedutoras. Nem todos temos o mesmo senso de humor, por isso é preciso ter cautela quando você não conhece a pessoa que tem à sua frente, e brincar sempre com respeito e inteligência.

Todos gostamos de rir e sempre há pessoas que são especialmente divertidas, mas é complicado que dois sensos de humor encaixem. É preciso passar um certo tempo para que se conheçam, para se adequarem ao que a outra pessoa gosta e não gosta.

Fale e ouça

O excesso de palavras não funciona, não seduz, se torna um tanto monótono. Falar demais e não deixar a outra pessoa falar pode ser desconfortável para essa pessoa que não consegue expressar o que pensa e sente. Uma conversa entre duas pessoas deve deixar espaço para as palavras de ambos, para os silêncios de ambos, e para os olhares que se cruzam e se encontram.

casal-apaixonado

Um afrodisíaco para as mulheres que não funciona

Se as palavras não forem sinceras, se não forem acompanhadas de atitudes, ficarão vazias, não haverá uma coerência entre o dito e o feito, e todas essas palavras que foram ditas sem motivo, sem sentimento, voarão, se diluirão, ficarão no nada.

As mulheres são especialmente sensíveis, e essa falta de coerência entre palavras e sentimentos pode machucar, leva a pensar que não é verdade o que as frases pronunciadas escondem.

Imagens cortesia de Pascal Campion.
Recomendados para você