O discurso de Joaquin Phoenix: por todos os seres e pelo meio ambiente

05 Junho, 2020
Defesa da igualdade, direitos sociais, meio ambiente, conscientização sobre o veganismo, uma lembrança do seu irmão... As palavras de Joaquin Phoenix comoveram milhões de pessoas após ele vencer o Oscar. Falamos sobre o seu discurso a seguir.

Ele segurava o Oscar na mão mas não parecia lhe dar muita importância. Sua voz, segura, destoava um pouco da expressão e dos gestos de um homem que em alguns momentos mostrava timidez, e em outro o peso absoluto da emoção. O discurso de Joaquin Phoenix durou apenas três minutos. Mesmo assim, foi o bastante para dar a volta ao mundo, virar notícia e comover milhões de pessoas.

Não sabemos se a importância da sua mensagem terá a duração que qualquer outra notícia viral tem. Algo breve, que é compartilhado de modo massivo e seguido, mas que depois fica relegado ao esquecimento. Curiosamente, ele deixou uma mensagem semelhante no Globo de Ouro, com a mesma honestidade. Um convite veemente, porém sem ser distante, para que realizemos mudanças, mudanças do ponto de vista da ecologia e do veganismo, como meio para criar um mundo mais sustentável e respeitoso.

Se suas palavras não foram levadas tão a sério nos eventos anteriores onde ele recebeu prêmios, parece que na noite de gala do Oscar do ano de 2020 suas ideias finalmente foram ouvidas. Seu discurso foi muito diferente do resto dos premiados. Ele não apelou para a política, suas palavras tinham a magia da emoção, o brilho da humildade e a sensibilidade de quem deseja despertar consciências.

“Um povo, uma raça, não tem o direito de explorar as outras com impunidade. Nós nos desconectamos demais do mundo natural e estamos em um mundo egocêntrico, e exploramos o nosso ambiente só para o nosso bem”.
-Joaquin Phoenix-

O discurso de Joaquin Phoenix no Oscar

O discurso de Joaquin Phoenix que todos deveriam escutar

Quando as estrelas do mundo do cinema se comprometem com a defesa de algum tema, o fato sempre agrada e vira notícia. Nos últimos anos, o movimento pelos direitos da mulher e pela igualdade de gênero estiveram presentes em quase todas as cerimônias. Os avanços foram notados e tudo isso é tão positivo quanto gera esperança.

Nesse contexto de ativismo social, é quase impossível não se lembrar de Marlon Brando e do dia em que alguém deu o maior tapa da cara da academia de Hollywood ao rejeitar um Oscar.

Em seu lugar, ele enviou Sacheen Littlefeather (Pequena Pluma) para denunciar a situação dos nativos americanos. Aquele momento marcou a história não só pelo fato da situação ter sido amplamente divulgada na mídia, mas também por causa de todos os jornalistas que se preocuparam em explicar o que Marlon Brando estava denunciando.

Não sabemos se o discurso de Joaquin Phoenix gerará o mesmo impacto, não sabemos se após suas palavras, alguma pessoa dará o primeiro passo para mudar seus hábitos de alimentação, para criar novos mecanismos que nos permitam lidar melhor com o nosso planeta.

Seja como for, com certeza estaremos compartilhando algumas de suas frases por um tempo. Analisemos algumas de suas palavras a seguir.

Gratidão e responsabilidade

O discurso de Joaquin Phoenix começou com um gesto de simples gratidão. Ele disse não se sentir melhor que nenhum dos artistas que estavam com ele naquele auditório. No fim das contas, todos compartilham a mesma paixão, e foi essa paixão que, de algum modo, permitiu a ele mesmo ter uma razão de ser.

Seu papel como Coringa foi, talvez, o ponto alto da sua carreira brilhante. No entanto, encarnar o clássico antagonista do Batman o colocou em outro patamar, aquele no qual um artista alcança a mais absoluta genialidade na execução de um papel. Um no qual nunca um personagem dos quadrinhos nos pareceu tão humano.

Para o próprio Phoenix o sucesso é, acima de tudo, uma oportunidade para dar voz àqueles que não a tem.

Criamos um mundo egocêntrico acostumado a explorar os outros

Nenhum povo tem o direito de explorar os outros, diz Phoenix. Mas ainda assim o fazemos. Exemplo disso é a discriminação de gênero, o racismo, o ataque às comunidade LGBT, e a exploração dos animais e do meio ambiente.

Somos uma sociedade egoísta que esqueceu de defender quem sofre injustiças. Não só deixamos de vê-las, como não nos importamos. Até as reforçamos diariamente de modo quase automático e inconsciente.

O discurso de Joaquin Phoenix

Ecologia, veganismo e humanidade

Nós nos desconectamos do mundo natural e estamos roubando seus recursos. Uma das facetas mais conhecidas de Joaquin Phoenix é sua ampla defesa do meio ambiente e a favor do veganismo. Essa convicção e esse estilo de vida eram os mesmos que seu irmão, River Phoenix, seguia, conhecido também por seu ativismo dos direitos dos animais e por colaborar com a PETA.

O discurso de Joaquin Phoenix apela para a sensibilidade em relação aos animais, para a necessidade de conectar-se com o sofrimento e fazer uso daquilo que tanto define o ser humano: seu amor e sua criatividade. Se fôssemos capazes de criar novos sistemas mais sustentáveis e respeitosos com os animais e com o meio ambiente, todos sairíamos ganhando.

O discurso de Joaquin Phoenix e a lembrança do seu irmão

Como bem sabemos, River Phoenix era o irmão mais velho de Joaquin. Era uma jovem promessa que estava crescendo no mundo do cinema e que tristemente perdeu a vida para uma overdose no dia 31 de outubro de 1993 aos 23 anos. No discurso da noite do Oscar, era quase inevitável que ele fizesse alguma referência ao seu irmão.

E o fez, mas foi só com uma frase. Palavras que ficaram em harmonia com a sua mensagem, com seu poderoso discurso: Run to the rescue with love and peace will follow. Corra para ajudar com amor e a paz te seguirá.

Fiquemos então com essa ideia, com a essência desse amor que pode agir como o motor mais poderoso do ser humano, esse capaz de criar mudanças e de alcançar um planeta mais sustentável e respeitoso com todos os seus preciosos habitantes.