O que é aprendizagem interativa?

maio 17, 2020
A aprendizagem interativa está se tornando cada vez mais eficiente. Através de ferramentas tradicionais e inovadoras, mostra tudo que as as novas correntes e recursos educacionais podem nos oferecer.

Muitos psicólogos, biólogos e matemáticos têm falado sobre a aprendizagem e dado a sua contribuição na tentativa de melhorar a nossa compreensão sobre o processo. Então, neste contexto, hoje falaremos sobre a aprendizagem interativa.

Vamos começar definindo aprendizagem e interação. Segundo a Royal Academy of Language, o primeiro conceito refere-se à ‘aquisição de um comportamento contínuo pela prática’, e o segundo a uma ‘ação que é exercida entre dois ou mais objetos, pessoas, agentes, forças, funções, etc.” Agora, o que é a aprendizagem interativa?

Aprendizagem interativa

Aprendizagem interativa: do que se trata?

Consiste em um aprendizado dinâmico, associado ao movimento. Caracteriza-se por proporcionar atividades motivadoras que incentivam a pessoa a permanecer ativa e a aprofundar seus conhecimentos. Para isso, são necessários vários atores e elementos:

  • Professor: trabalha como um líder que motiva a aprendizagem.
  • Alunos: permanecem ativos durante a aprendizagem.
  • Espaço: pode ser ou não uma sala de aula, o importante é que seja propício ao aprendizado.

Na aprendizagem interativa, podem ser incluídas várias ferramentas que ajudem a alcançar os objetivos estabelecidos. É importante manter o aprendizado, evitando a procrastinação.

Como ensinar de forma interativa?

É importante que as atividades de aprendizagem se baseiem em um diálogo constante. A ideia é que o professor se envolva mais na aprendizagem, mas de maneira global, ou seja, que vá além do teórico.

Em sintonia com o ambiente e os objetivos, o professor deve:

  • Planejar o processo de aprendizado.
  • Intervir para motivar a aprendizagem e orientar os alunos.
  • Supervisionar o trabalho dos alunos.
  • Mostrar-se aberto ao diálogo.
  • Gerar expectativas positivas sobre o conteúdo a ser abordado.
  • Ser inovador no processo de aprendizagem.
  • Ser dinâmico em sintonia com o processo curricular.

Portanto, o professor atua como um facilitador da aprendizagem. Para isso, além das características mencionadas, ele deve ter autoconhecimento e autogestão. Portanto, nesse tipo de aprendizado, as emoções, cognições e comportamento também contam. Na verdade, estamos falando de uma pessoa que deve dar o exemplo: mostra e os alunos assistem, para depois repetirem ou criarem algo novo.

Além disso, no aprendizado interativo, a inteligência é vista de maneira integral, de modo que não propicia apenas o desenvolvimento intelectual. As habilidades artísticas, culturais, a empatia, autorregulação, etc., também contam. O professor, como guia, deve estar ciente e ajudar a aprimorar essas capacidades. Fantástico, não é mesmo?

Como aprender de forma interativa?

O aluno é um ator (ativo) na aprendizagem interativa. Portanto, ele pode estar envolvido em todas as atividades; por exemplo, expondo um tema. Além disso, ele recebe feedback não apenas de seu professor, mas também de seus colegas e de si mesmo. Poderá trabalhar em:

  • Sala de aula invertida: são adotadas as melhores estratégias virtuais e presenciais. Além disso, o aluno pode desenvolver várias habilidades que lhe permitirão ter um aprendizado abrangente.
  • Atividades que promovem o aprendizado por habilidades. Trata-se de aprender passo a passo, até desenvolver uma determinada competência.
  • Interação com recursos tecnológicos ou não. O aluno deve se relacionar com várias ferramentas que facilitam a aprendizagem; por exemplo, participando de uma sessão de brainstorming em um espaço virtual e compartilhado, realizando um vídeo de exibição, aprendendo através de jogos, etc.
Crianças aprendendo em computador

Existem muitos lugares dedicados à educação que utilizam a aprendizagem interativa. O importante é procurá-los se quisermos fazer parte dessa forma de aprender. Embora o processo seja lento, ela está ficando mais forte e mais rica a cada avanço tecnológico que é colocado em função da aprendizagem. Não se trata apenas de escolas primárias; isso também é evidente no ensino superior.

Agora, com relação à virtualidade incorporada ao aprendizado, foram realizadas várias pesquisas. Arenas Márquez, Domingo Carrillo, Molleda Jimena, Ríos Martín e Ruiz del Castillo (2009), em seu artigo publicado na revista Media and Education, sugerem que: “Não basta transferir os materiais clássicos para um site, é necessário adaptá-los ao novo espaço”. Portanto, não estamos falando apenas de transferir; nos referimos a um tipo de aprendizagem inovadora, mas direcionado, supervisionado e com uma forte base teórica.

Conclusão sobre a aprendizagem interativa

A aprendizagem interativa enfatiza uma relação construída em diferentes ambientes, no qual professor, aluno e colegas de classe estão envolvidos, de forma dinâmica e consciente, e cada participante dá a sua contribuição. Ela vai além dos modelos clássicos de aprendizagem, integrando-os a uma proposta inovadora.

Márquez, F.J.A., Carrillo, M. Á. D. Jimena, G.M. Martín, M. Á.R. & del Castillo, J.C.R. (2009). Aprendizaje interactivo en la educación superior a través de sitios web. Un estudio empírico. Pixel-Bit. Revista de Medios y Educación (35),127-145.