O que é sabedoria sexual e por que devemos desenvolvê-la?

A sabedoria sexual não tem nada a ver com nossas proezas como amantes. Está relacionado à nossa generosidade, honestidade e inteligência que derruba preconceitos, medos e estereótipos.
O que é sabedoria sexual e por que devemos desenvolvê-la?

Última atualização: 21 julho, 2022

Vivemos em uma sociedade aparentemente moderna que trata o sexo de forma distorcida. Basta testemunhar o poder da indústria pornográfica, atuando quase como a principal e única fonte de educação nessa área para nossos jovens. Também dos eternos tabus existentes em muitas mentalidades. Nosso mundo precisa desenvolver a sabedoria sexual adequada.

Referimo-nos a esse tipo de inteligência que parte do respeito ao outro, da honestidade e do conhecimento. Porque em uma área que rotulamos como “natural”, como o sexo, e que cada um descobre à sua maneira, ainda há um excesso de preconceitos, falsos mitos e concepções perigosas sobre essa importante esfera do ser humano.

Esquecemos que o órgão mais importante em qualquer encontro sexual é o cérebro. Negligenciamos que preconceitos e inseguranças limitam a oportunidade de ter uma vida plena nesta área da vida. Também que sem respeito pelo outro este ato não tem lugar nem significado.

Ser sábio no nível da sexualidade requer tempo e vontade. Obriga-nos, sobretudo, a ultrapassar estereótipos, certas crenças religiosas e até as páginas online para adultos. Numa sociedade que nos transmite mensagens tão contraditórias sobre esta matéria, somos nós que temos a obrigação de desenvolver as competências adequadas.

Não se nasce bom amante, mas é algo que também se aprende ao longo dos anos e da experiência.

Mulher idosa abraçando seu parceiro desenvolvendo sua sabedoria sexual
Os idosos geralmente desfrutam de uma vida sexual satisfatória, de acordo com a ciência.

Chaves para a sabedoria sexual

Esses dados podem surpreender mais de um. Segundo um estudo da Universidade de Minnesota, grande parte da população entre 60 e 80 anos mostra o que os especialistas chamam de sabedoria sexual. Essa competência vai além da própria habilidade no ato sexual. Tem mais a ver com aptidão, generosidade e boa comunicação.

Isso nos ajuda a tomar consciência de dois aspectos-chave. O primeiro é que a sexualidade na velhice é tão enriquecedora e gratificante quanto na juventude. A segunda tem a ver com a importância de desmantelar outro mito: não se nasce bom amante, mas é algo que também se aprende ao longo dos anos e da experiência.

A sabedoria sexual é um tipo de aprendizado que está ligado a três áreas específicas: ser um conhecedor objetivo e sensível de tudo relacionado à sexualidade, ter um bom autoconhecimento e, finalmente, ter a capacidade de se conectar com seu parceiro.

Encontrar a verdadeira satisfação nesta área requer uma abordagem holística. Trata-se de acumular aprendizado, trabalhar em si mesmo e saber criar uma boa intimidade com os parceiros sexuais. Analisamos agora os componentes que compõem a inteligência sexual.

A sabedoria sexual vai além da educação sexual. Não se trata apenas de saber como evitar as DSTs, é entender quais são os elementos que favorecem as experiências agradáveis a dois, é saber se comunicar, desmistificar ideias falsas e abandonar o egoísmo.

Conhecimento objetivo e desmistificado sobre sexualidade

É muito bom que os adolescentes aprendam no ensino médio o que são Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e como preveni-las. Também é positivo que eles recebam informações sobre como evitar a gravidez indesejada. Mas, esse conhecimento, embora decisivo, pouco tem a ver com a sabedoria sexual.

O verdadeiro conhecimento ligado a este tipo de sabedoria tem a ver com o seguinte:

  • Saber que temos o direito de desfrutar de nossa própria sexualidade, seja ela qual for, livremente. Sem que ninguém nos submeta ou nos obrigue. Somos donos do nosso corpo e cada um de nós decide o que quer e o que não quer em determinado momento.
  • Temos o direito de conhecer nosso corpo sem vergonha. Também para desfrutar de relacionamentos sem medo, sem se sentir limitado por inseguranças.
  • A sabedoria sexual é também adquirir conhecimentos sobre as práticas sexuais para desativar mitos e preconceitos sobre esta área. Não há nada de negativo em nos informarmos, em adquirir uma cultura sobre essa área, desde que o façamos de forma respeitosa.

Sabedoria sexual e autoconsciência

Cada um de nós tem uma impressão digital sexual, por assim dizer. Descobri-la, saber o que gostamos, o que incita nossas fantasias, nossos desejos e nossas necessidades facilita o relacionamento com outras pessoas. Desta forma, e assim como é importante “descobrir-se” para ter uma vida sexual mais agradável, também é importante saber quais são os nossos sinais de alerta.

O que não gostamos, o que nos incomoda e aquilo que não combina conosco também é algo que deve ser comunicado aos nossos parceiros sexuais. Muitas vezes, aqui entram em jogo experiências passadas, algumas vezes enriquecedoras e outras traumáticas. Aprender com o que vivemos e entender como somos é essencial para alcançar a sabedoria sexual adequada.

Jovem casal aplicando sabedoria sexual
A comunicação no casal é o elemento central para alcançar uma vida sexual plena.

A conexão, o jogo da intimidade

Poderíamos dizer que o ingrediente mais poderoso da sabedoria sexual é a intimidade. É o vínculo que nos aproxima do outro de forma cúmplice, livre e curiosa ao mesmo tempo. É o tecido que parte do respeito autêntico pela outra pessoa, somado ao desejo expresso de se conectar com essa pessoa de todas as maneiras possíveis.

É favorecer uma abordagem emocional, mental e sexual, saber o que a outra pessoa quer, o que ela precisa e o que ela gosta. Ser sexualmente sábio também implica deixar de lado o egoísmo, para cuidar do prazer do outro. Da mesma forma, e não menos importante, um pilar que sustenta a inteligência em assuntos sexuais é a comunicação.

Saber comunicar sem vergonha e sem medo, abrindo-nos emocionalmente, revelando desejos e pensamentos, alimenta o jogo da sexualidade, e também do amor. Todos nós devemos nos tornar competentes nesta arte que não é aprendida nas escolas, que é quase sempre encoberta em nossa sociedade, e que só pode ser adquirida através da experiência, responsabilidade e maturidade emocional adequada.

Pode interessar a você...
A psicologia por trás do sexo casual
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
A psicologia por trás do sexo casual

O sexo casual é aquele que não exige compromisso, mas quais são os critérios para escolhermos esses parceiros?



  • Oronowicz-Jaśkowiak, Wojciech. (2016). Does sexual intelligence exist? Do we need another intelligence construct?. 10.13140/RG.2.1.3856.5523.
  • Forbes MK, Eaton NR, Krueger RF. Sexual Quality of Life and Aging: A Prospective Study of a Nationally Representative Sample. J Sex Res. 2017 Feb;54(2):137-148. doi: 10.1080/00224499.2016.1233315. Epub 2016 Oct 31. PMID: 27798838; PMCID: PMC5235964.