Por que é importante lembrar daquilo que nos faz ter sucesso?

abril 6, 2019
Você gostaria de analisar cada um dos aspectos da sua personalidade para potencializá-los e saber como ter sucesso? Neste artigo fornecemos algumas ferramentas. Confira!

O que aconteceria se nos lembrássemos apenas do que conseguimos? O que aconteceria se nos esquecêssemos da trajetória? Seria muito difícil repetir as estratégias que nos fizeram ter sucesso; esqueceríamos que é a continuidade que um dia nos fez chegar longe e, acima de tudo, perderíamos o poder de saber que somos nós, com o nosso esforço, que conseguimos. Por isso, é essencial lembrar daquilo que nos faz ter sucesso.

Como cheguei até aqui? Certamente, é fácil identificarmos aquilo que deveríamos melhorar ou trabalhar mais na nossa personalidade, isto é, aquilo que não gostamos ou que nos gera mais problemas. Mas, e se eu lhe perguntar: qual é a característica que faz com que você seja mais forte, especial, e você mesmo? Tente responder a essa pergunta e veja se ela exige mais esforço do que identificar a “pior” coisa a seu respeito.

É importante lembrar daquilo que nos faz ter sucesso porque com isso podemos ver quais características nos definem quando enfrentamos novos desafios. Assim, podemos dissociar o caminho, ver no que falhamos e ajudar a nós mesmos a trabalhar nisso nas próximas vezes. Também podemos voltar a pedir ajuda a quem nos estendeu a mão em um momento difícil e saber confiar em nós mesmos. Se eu consegui uma vez, por que não duas?

Mulher caminhando descalça

Análise SWOT: uma ferramenta valiosa para ter sucesso

O SWOT é uma ferramenta que permite analisar a realidade em um plano objetivo. Considera aspectos internos e externos e avalia os pontos fortes e fracos em cada um deles. A princípio, essa estratégia foi criada para empresas e empreendedores com o objetivo de analisar o mercado e seus postos de trabalho de maneira eficiente. Mas, por que não analisar a nossa personalidade e as nossas habilidades da mesma maneira?

O nome desta técnica é definido por seus quatro componentes: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças (strengths, weaknesses, opportunities e threats). As forças e as fraquezas são constituídas pelos aspectos internos de cada um, e os outros dois, pelo campo externo. Analisemos melhor cada um desses pontos.

Aspectos internos

  • Forças: esta seção requer uma introspecção para analisar e ser consciente dos nossos pontos fortes; pode ser que eu seja especial, que tenha o que me faz diferente do resto. Por exemplo: a criatividade quando se trata de encontrar soluções. Isso nos permitirá encontrar novas maneiras de colocar em prática o que menos colocará nossa vontade à prova.
  • Fraquezas: referem-se aos aspectos internos da pessoa que precisam de mais trabalho, que consideramos fontes de estresse ou problemas, coisas que cada um quer melhorar. Em última análise, seriam as barreiras que temos que superar e resolver. Exemplos de fraquezas relacionadas às características da pessoa, isto é, internas, poderiam ser: falta de vontade, pouca tolerância à frustração, incapacidade de falar em público, etc.

Aspectos externos

  • Oportunidades: neste ponto são analisados os aspectos externos que podemos utilizar para potencializar as forças ou trabalhar as fraquezas. Ou seja, aqueles recursos que podem ser aproveitados para melhorar a construção pessoal. Exemplos: inscrever-se em um curso de técnicas para falar em público, adquirir um DVD com exercícios para fazer em casa, manter uma alimentação equilibrada, etc.
  • Ameaças: nesta seção nos referimos aos aspectos externos que afetam a nossa personalidade, nosso contexto ou nosso desenvolvimento, e que constituem um perigo. É preciso avaliá-las e levá-las em conta quando se trata de adquirir recursos (oportunidades) que nos permitam enfrentá-las. Por exemplo, se precisamos falar em público e sabemos que temos dificuldade, podemos preparar melhor a apresentação.
Análise SWOT

Uma boa análise nos ajuda a ter sucesso

A análise SWOT mostra-se eficaz na sua aplicação prática. Pode ser aplicada, como vimos, a uma empresa inteira. Além disso, não é menos poderosa e eficaz quando a aplicamos pessoalmente para trazer ordem à nossa rotina. É uma ferramenta que podemos aplicar de maneira parcial ou aprofundada em diferentes níveis em cada uma de suas seções. Em outras palavras, nos proporciona uma grande autonomia para sermos criativos e adaptá-la às nossas necessidades.

Essa metodologia nos torna poderosos ao caracterizar nossos traços, sejam eles fortes ou fracos, quer gostemos deles ou não. Sabendo quem somos, quem gostaríamos de ser e os recursos que possuímos, poderemos enfrentar uma tarefa fascinante para projetar esse caminho que nos leva ao ponto que queremos, da maneira que queremos.

“Desafie a si mesmo; é o único caminho que leva ao crescimento”.
-Morgan Freeman-