Por que você deve encontrar e seguir seu propósito de vida?

Se sua existência é monótona e insatisfatória, talvez seja hora de encontrar e seguir seu propósito de vida. Mostramos algumas diretrizes para identificá-lo.
Por que você deve encontrar e seguir seu propósito de vida?

Última atualização: 24 junho, 2022

A vida pode ser uma aventura maravilhosa ou um desafio extenuante, embora para a maioria das pessoas não passe de uma rotina monótona e automática. Levante-se, trabalhe, coma, cuide dos filhos, assista TV, durma e comece tudo de novo.

Este não parece um cenário muito animador, sem falar naqueles momentos em que eventos negativos extraordinários acontecem conosco. Para superar a inércia da monotonia ou desesperança, temos que encontrar e seguir nosso propósito de vida.

Mas o que exatamente é esse conceito? Todos nós, em algum momento, lutamos para procurá-la e ficamos desesperados para não encontrar respostas. Especialmente durante a adolescência, muitas vezes lutamos com questões existenciais, como “o que é a vida?”, “para que estou aqui?”, “qual é o sentido de tudo isso?”. Na verdade, cada um de nós é responsável por construir esse significado de forma pessoal.

mulher andando

O que é propósito de vida?

O propósito da vida é a intenção, significado ou propósito que uma pessoa dá à sua própria existência. Assim, inclui um compromisso com a vida, uma percepção de que ela é útil e valiosa e uma motivação que nos leva a desenvolvê-la de uma determinada maneira.

Diferentes autores e correntes tentaram abordar este conceito oferecendo diferentes explicações. Por exemplo, você pode ter ouvido falar de ikigai, um termo japonês que se traduz aproximadamente como “razão de viver”.

Esta é uma missão ou uma motivação que dá vontade e coragem para levantar todas as manhãs e enfrentar o dia. Ikigai é o ponto comum entre o que você é bom, o que lhe dá prazer em fazer e o que pode agregar valor ao mundo. Se você identificar as características do seu caso, terá encontrado um motor de vida.

Outra abordagem interessante é aquela feita a partir da logoterapia de Viktor Frankl. Após ser prisioneiro em vários campos de concentração e sofrer em primeira mão os horrores do holocausto nazista, este neurologista e psiquiatra austríaco desenvolveu uma corrente terapêutica que focava sua ação em ajudar as pessoas a encontrar o sentido de suas vidas para curá-las de forma integral..

A resposta à pergunta “por que você não se mata?” foi o ponto de partida para o trabalho terapêutico que se seguiria.

Encontre e siga seu propósito de vida

Pode parecer para você que encontrar o propósito da vida é algo extremamente complicado e irrelevante. Porém, na realidade, além das questões filosóficas e ter essa motivação traz múltiplos benefícios :

  • Diversas investigações reforçam a ideia de que ter um propósito vital reduz o risco de morte entre 17% e 33% e reduz a probabilidade de sofrer acidentes cardiovasculares.
  • Quem encontrou um significado ou missão vital tem hábitos mais saudáveis e consome menos toxinas.
  • Eles também são mais capazes de gerenciar e lidar com situações de estresse, sofrendo menos impacto em sua saúde.
  • Aumenta o senso de competência pessoal, para que o indivíduo se perceba mais capaz de enfrentar desafios e dificuldades.
  • Aceitar a vida com suas dificuldades e limitações e percebê-la como igualmente valiosa reduz os estados de decadência e a presença de distúrbios afetivos. Da mesma forma, há uma tendência maior a buscar experiências gratificantes e vitalizadoras que contribuam para a obtenção de humores positivos.
  • Promove relações sociais e afetivas próximas, gratificantes e enriquecedoras.
  • Há, em suma, uma maior satisfação e compromisso com a vida.
Mulher feliz pulando

Como identificá-lo?

Como antecipamos no início, o propósito da vida não é comum a todos os seres humanos, mas profundamente pessoal. Além disso, isso pode variar de acordo com cada estágio e momento evolutivo e tem um importante componente de vontade. Ou seja, para algumas pessoas esse propósito é revelado de forma clara e clara desde o início, mas mais comumente é necessário construí-lo e desenvolvê-lo. Para obter algumas pistas, vá para as seguintes perguntas:

  • O que você gostava de fazer quando era criança?
  • O que impulsiona e motiva você a se levantar todas as manhãs?
  • Em que atividade você passaria seu tempo com prazer sem ter que receber nada em troca?
  • Por que os outros vêm até você porque o consideram especialmente adequado nessa área? Isso não precisa estar relacionado à sua profissão e pode estar mais associado às suas características de personalidade.
  • Quais de suas experiências pessoais foram mais significativas para você e o que elas lhe ensinaram?
  • Se não houvesse impossíveis, o que você gostaria de fazer com sua vida? Tente ir além do material e do superficial e procure o que realmente faria você se sentir completo e realizado como indivíduo.

Com as orientações acima, tente definir um objetivo para si mesmo e divida-o em pequenas metas alcançáveis no curto-médio prazo. Como dissemos, o propósito da vida não é recebido, mas construído. Além disso, lembre-se de que requer um investimento de tempo e esforço, tanto para identificá-lo quanto para praticá-lo.

Assim, a cada dia você tem a oportunidade de se aproximar dele, de sua compreensão e de sua realização. E lembre-se que isso pode variar ao longo do tempo dependendo de suas próprias experiências; portanto, nunca se limite.

Pode interessar a você...
O método dos 7C para alcançar os objetivos
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
O método dos 7C para alcançar os objetivos

O método dos 7C é uma ferramenta simples para refletir sobre os eixos que nos ajudam a definir e alcançar objetivos. Saiba mais sobre ele aqui!



  • Cohen, R., Bavishi, C., & Rozanski, A. (2016). Purpose in life and its relationship to all-cause mortality and cardiovascular events: A meta-analysis. Psychosomatic medicine78(2), 122-133.
  • Frankl, VE. (1999). El hombre en busca de sentido. Barcelona: Herder.