Como a pornografia afeta o relacionamento do casal?

maio 25, 2020
A pornografia tem quase tantos defensores quanto detratores. Você já deve ter se perguntado como ela pode afetar a relação de um casal. A seguir, falaremos sobre seus principais efeitos positivos e negativos.

A pornografia é considerada o conjunto de representações escritas, pictóricas ou audiovisuais que mostram nudez ou comportamento sexual. Embora tenha uma longa história, com a popularização da Internet e dos dispositivos tecnológicos seu uso disparou de maneira exponencial, tanto individualmente quanto em casal. A seguir, falaremos a respeito de como a pornografia afeta o relacionamento do casal.

O tema gerou um grande interesse entre pesquisadores de diferentes áreas. A maioria das pesquisas realizadas parte da ideia de que seu uso afeta negativamente o relacionamento. No entanto, estudos mais recentes que tentam partir de um ponto mais neutro estão obtendo resultados positivos.

Homem assistindo pornografia

Afinal, como a pornografia afeta o relacionamento do casal?

Efeitos negativos

Especialistas descobriram que casais que não consomem pornografia geralmente apresentam um maior grau de adaptação entre os membros, maior satisfação e dedicação ao outro e uma comunicação mais positiva.

No entanto, isso parece variar dependendo de como o uso ocorre: se é individual ou compartilhado. No caso de ser individual, geralmente a pessoa apresenta níveis mais baixos de comprometimento, maior probabilidade de flertar com terceiros e de cometer infidelidades.

Quando a percepção do parceiro que não a utiliza é negativa, a sua autoestima, a qualidade e a satisfação sexual são afetadas. Nas relações heterossexuais, algumas mulheres enxergam a possibilidade de que seu parceiro consuma pornografia como uma infidelidade.

Em um estudo recente, os participantes indicaram os seguintes aspectos negativos a respeito do consumo de pornografia:

  • Diminuição do interesse pelo sexo. Muitos indicam que a pornografia provocou menos desejo sexual pelo parceiro ou falta de excitação por um relacionamento posterior. Em outros casos, tendem a desejar seu parceiro como um personagem pornográfico.
  • Maior insegurança pessoal. Os participantes relataram uma diminuição na autoestima ou na forma como acreditam ser desejáveis. Eles acham que não são capazes de excitar o outro tanto quanto o material pornográfico.
  • Contribui para ter expectativas irrealistas. Especificamente, tanto os usuários quanto seus parceiros relatam que a pornografia afeta o que pode ser esperado em termos de aparência física, desempenho no ato sexual e até mesmo preferências sexuais.

Efeitos positivos

Os casais em que um ou ambos consomem pornografia podem experimentar níveis mais altos de erotismo e apetite sexual. Além disso, consideram que a pornografia pode atuar como:

  • Fonte de informação. Muitos aludem ao valor educacional desse tipo de material. Assistir a filmes pornô pode trazer novas ideias, além de ajudar a entender o que cada um dos membros do casal gosta e não gosta.
  • Oportunidade de experimentar. A pornografia pode beneficiar os casais ao aumentar o repertório sexual, bem como normalizar a variedade, inspirar, incentivar a criatividade e provocar um estado mental que predispõe à sexualidade.
  • Melhoria da comunicação sexual. Oferece uma oportunidade de falar abertamente com o parceiro sobre sexualidade, gostos e preferências, melhorando a confiança. Facilita a comunicação e promove a compreensão e a aceitação dos desejos sexuais um do outro.
  • Fonte de prazer. A pornografia é entendida como algo que entretém, diverte e excita. Assim, é experimentada como uma atividade prazerosa que faz com que um ou ambos se sintam bem.
  • Um exercício para o conforto sexual. Em muitos casos, os casais percebem que a pornografia promove o conforto ou a autoaceitação da sua própria sexualidade. Da mesma forma, ajuda a reduzir o constrangimento, a culpa ou a ansiedade em relação a certos comportamentos sexuais, melhorando a própria sexualidade e dos demais.
Casal se beijando na cama

Conclusão sobre a forma como a pornografia afeta o relacionamento

A maioria dos estudos se refere a efeitos negativos em casais heterossexuais. No entanto, os próprios usuários geralmente percebem que estes não existem. O que parece estar mais ou menos claro é que tudo depende da percepção dos membros, das suas atitudes e do fato da pornografia ser usada individualmente ou em casal, entre outras variáveis ​​ou fatores.

O nível de comunicação do casal também é um aspecto relevante. Assim, aqueles com um relacionamento de menor qualidade tenderão a experimentar mais efeitos negativos. No entanto, outros, como indicado anteriormente, veem uma oportunidade de aumentar e melhorar a comunicação entre eles. Em resumo, o importante sempre será manter um bom nível de comunicação entre o casal e poder buscar o prazer do outro e de si mesmo da forma mais saudável e honesta possível.