As previsões de Hans Rosling: o profeta da demografia

· abril 20, 2019
De acordo com as previsões de Hans Rosling, nos próximos anos veremos importantes mudanças populacionais no mundo. Uma das mais significativas é o crescimento econômico sem precedentes do continente africano.

As previsões de Hans Rosling começaram a ser altamente valorizadas quando a Gapminder, a fundação da qual ele foi cofundador, desenvolveu um programa de computador muito interessante. O seu principal atributo era converter séries estatísticas em gráficos interativos. A partir disso, Rosling conseguiu visualizar importantes tendências demográficas no mundo.

Este médico sueco, professor de saúde pública, brincava que todos queriam olhar o seu computador, porque ali aparecia o crescimento da economia antes de qualquer outro lugar. Ele tinha razão. As previsões de Hans Rosling sobre a demografia também permitem inferir o destino da economia.

“Em vez de nos deixarmos levar pelo preconceito, a estatística tem o potencial de abrir os nossos olhos, de nos dar uma imagem do mundo baseada em fatos. Assim, mais do que nunca, poderemos nos tornar autores do nosso próprio destino”.
– Hans Rosling –

Não é à toa que o Google adquiriu o seu programa Trendalyzer em 2007. Com base nisso, a multinacional de comunicações publicou o seu famoso Motion Chart, no qual mostra as principais tendências demográficas e econômicas para que todos as conheçam. Mas, quais foram as previsões de Hans Rosling que mostraram como será o nosso futuro imediato? Vamos nos aprofundar.

Hans Rosling

O futuro do mundo será definido nos quartos

Embora este médico e pesquisador fosse um acadêmico muito rigoroso, ele também tinha um grande senso de humor. É por isso que as previsões de Hans Rosling têm um toque de simpatia. Por exemplo, ele disse que a economia mundial não é decidida em Wall Street, ou no Fundo Monetário Internacional, mas nos quartos das pessoas.

Isso significa simplesmente que o futuro da economia depende do número de filhos que cada casal tem. Ele conseguiu estabelecer que, quando a qualidade de vida aumenta, a taxa de natalidade diminui. Isso é o oposto do que aconteceu no passado, quando o crescimento econômico aumentou a taxa de natalidade. Cada país, portanto, está nas mãos do que acontece nos quartos dos seus habitantes.

África: uma das previsões de Hans Rosling

Uma das previsões de Hans Rosling que atraiu mais atenção é a que se refere ao continente africano. Em sua opinião, a África terá um importante crescimento econômico entre 2015 e 2050. É por isso que se refere a ela como a ‘China emergente’.

Ele assegura que a economia que mais crescerá no mundo será a africana. Rosling disse que quem quiser se tornar milionário deve investir na África, onde as mulheres com formação acadêmica já representam 20% da população de países como Tanzânia, Etiópia e Gana. Isso incentivará uma mudança demográfica e promoverá o crescimento.

A idade para aposentadoria será estendida

O mundo está envelhecendo e a população idosa aumentou consideravelmente. Em alguns países, os adultos com mais de 65 anos começam a ser um segmento muito significativo. Para muitos países será muito oneroso ter um grupo populacional alto completamente improdutivo.

Rosling ressalta que no futuro próximo a idade de aposentadoria será em torno de 75 anos. Poucos países podem se dar ao luxo de ter um grande grupo de pessoas “jogando golfe” por um período de 10 anos. Além disso, os avanços na ciência fazem com que as doenças da velhice apareçam mais tarde.

Pessoas idosas trabalhando

A mulher asiática

Outra das previsões mais marcantes de Hans Rosling é a que se refere às mulheres asiáticas. De acordo com os seus dados, uma situação paradoxal surge em vários desses países. Por um lado, as mulheres conquistaram um lugar importante no mundo acadêmico e trabalhista. No entanto, elas continuam a priorizar costumes profundamente machistas dentro da sociedade.

Isso levou muitas mulheres asiáticas, especialmente em Cingapura e Taiwan, a descartar o casamento como uma opção de vida. Elas sabem que, se casarem, estarão sujeitas a fortes limitações por parte dos seus maridos e até dos seus sogros. É por isso que a taxa de natalidade está diminuindo em um ritmo acelerado, enquanto a presença de mulheres orientais no mercado está aumentando consideravelmente.

Hans Rosling: controlar a migração é fundamental para o mundo

Para Hans Rosling, a migração é um dos fenômenos que mais geram dificuldades em todo o mundo. Por essa razão, é uma realidade que se tornará cada vez mais restrita e perseguida. Isso se aplica principalmente aos migrantes que vão para países ricos em busca de melhores oportunidades.

Rosling diz que isso acaba quebrando as famílias e enriquecendo os negócios ilegais. Portanto, a tendência é estabelecer controles cada vez mais rígidos sobre essa prática. Para o especialista, se for alcançado, os próprios migrantes, suas famílias e seus países de origem serão beneficiados.

Todas as previsões de Hans Rosling são baseadas em um estudo completo dos dados disponíveis. As previsões demográficas mostraram ter um alto nível de precisão. Portanto, não será estranho que nos próximos anos vejamos como cada uma dessas previsões se tornará realidade.

  • Granchetti, H., Ponteville, C., & Nuñez, M. (2017). Una imagen vale más que mil datos: las representaciones gráficas en la enseñanza de la Estadística. UNIÓN, Revista Iberoamericana de Educación Matemática, (51), 236-249.