Psicologia do esporte: o que podemos aproveitar em nosso dia a dia?

O que podemos aproveitar da psicologia do esporte para o nosso dia a dia?

Fevereiro 7, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Psicologia do esporte

A psicologia do esporte é uma disciplina que se aplica, acima de tudo, aos atletas altamente competitivos, e seu objetivo final é melhorar o desempenho do atleta usando diferentes ferramentas. Além disso, o que se observa ao analisar os atletas de alto nível é que as diferenças entre eles são cada vez menores, de modo que fatores que antes não recebiam importância, porque acreditava-se que melhoravam muito pouco o desempenho, agora são observados como os demais… e essa pequena diferença pode ser a que separa o primeiro do último.

Por outro lado, qualquer um pode se beneficiar das técnicas e instrumentos utilizados na psicologia do esporte em seu trabalho diário. Afinal, todos nós temos desafios de rotina que devemos superar. Também competimos contra nós mesmos para sermos melhores.

Os atletas sabem que uma boa parte de suas conquistas depende do componente mental. Eles precisam de concentração, confiança, grande tolerância à frustração e muita orientação para a realização. Tudo isso também é o que cada um de nós precisa para enfrentar as tarefas diárias. É por isso que não é ruim saber um pouco mais sobre as táticas usadas pela psicologia do esporte e considerarmos a possibilidade de incorporá-las em nossas vidas.

“Tudo o que sei com maior certeza sobre a moral e as obrigações dos homens, eu devo ao futebol”.
-Albert Camus-

Psicologia do esporte

Três técnicas bem-sucedidas associadas à psicologia do esporte

Existem infinitas técnicas de psicologia do esporte. Todas elas são muito válidas. No entanto, dentro destas há três que são as mais usadas. Isso é porque elas são muito eficazes para enfrentar uma competição. As três técnicas são:

  • Visualização. Trata-se de imaginar cenários e ensaiar mentalmente como vamos agir quando nos encontrarmos neles. Deve ser feito da maneira mais detalhada possível. A pessoa deve se visualizar em uma posição vencedora em cada uma dessas circunstâncias. É uma técnica usada especialmente por atletas que precisam realizar algum tipo de execução isolada, como uma cobrança de falta.
  • Diálogo interno positivo. Compreende o que alguém diz para si mesmo e o que responde. Quando este diálogo é positivo e encorajador, as habilidades são aprimoradas. Esta técnica é amplamente utilizada por aqueles que praticam esportes individuais, como golfe ou tênis.
  • Técnica “Sim… então”. Consiste em imaginar os possíveis problemas que podem surgir em uma competição. Ao mesmo tempo, as estratégias ou respostas que serão realizadas para neutralizá-las. É uma técnica que aumenta a autoconfiança.

Cada pessoa consegue desenvolver uma técnica melhor do que outras. No entanto, todas as três podem ser usadas ​​simultaneamente. Para os atletas de alto desempenho é quase um mantra. Eles exercitam essas táticas repetidas vezes como parte de seu treinamento.

Corpo humano e psicologia

Um experimento sugestivo

Para tentar medir a eficácia de algumas das técnicas mais usadas na psicologia do esporte, foi realizado um experimento. Foi organizado pela BBC e realizado de maneira virtual em 2012. Mais de 44 mil pessoas participaram deste estudo.

Os participantes foram convidados a passar por uma série de testes definidos por uma característica comum: submetiam o participante a uma situação em que a pressão era muito alta. Os resultados foram medidos numericamente. Então, eles receberam instruções sobre as três técnicas básicas da psicologia do esporte e o teste foi repetido. Os resultados foram surpreendentes.

Praticamente todos os voluntários melhoraram seu desempenho. Os resultados foram tão apreciáveis ​​que chamaram a atenção de outros pesquisadores. Atualmente, estes resultados ainda estão sendo examinados para melhorar e polir as técnicas utilizadas.

Aplicações diárias das técnicas

Existem várias áreas onde as técnicas básicas da psicologia do esporte foram testadas. São raros os casos em que estes não levam a um melhor desempenho. Atualmente, sabe-se que algumas técnicas são mais aplicáveis ​​a certas situações do que outras.

Mulher falando em público

Vamos ver alguns exemplos disso:

  • Falar em público. Está provado que a técnica de “Se… então” funciona muito bem para superar o medo de falar em público. Essa tática aumenta a autoconfiança. Ao imaginar as possíveis dificuldades e as estratégias para enfrentá-las, o medo de se expressar em público diminui.
  • Atividades que envolvem alto risco. Atividades que envolvem riscos geram mais ansiedade. Foi evidenciado que a técnica de visualização é particularmente eficaz para este tipo de trabalho. É o caso, por exemplo, dos cirurgiões. Eles formam um mapa mental da intervenção cirúrgica e isso os ajuda a melhorar seu desempenho.
  • Situações sociais estressantes. Compreende as situações que geram tensão devido à presença de uma figura de autoridade. Também por causa da rigidez excessiva da atmosfera social ou fatores similares. De acordo com as observações, nestes casos é mais apropriado recorrer à técnica do diálogo interno positivo. Isso fortalece a segurança e permite enfrentar melhor a situação.

Essas técnicas associadas à psicologia do esporte têm provado ser efetivas para muitos atletas. Então, por que não vão ser para qualquer pessoa? O importante é que nós mantenhamos a disciplina em sua prática. Na verdade, elas começam a ajudar quando as implementamos como um hábito em nosso dia a dia.

Recomendados para você