Qi Gong (Chi Kung): o que é e como é praticado?

27 Outubro, 2020
O Qi Gong é uma prática milenar especialmente indicada para equilibrar a energia do corpo e da mente através de uma série de posturas e movimentos simples, bem como da automassagem e da meditação.

O Qi Gong, também conhecido como Chi Kung, é uma arte de origem chinesa que tem como objetivo conhecer, aplicar e otimizar a energia do corpo, tal como entendida pela medicina tradicional chinesa. É uma prática antiga, que data de aproximadamente 2.000 anos atrás.

No Qi Gong, se faz com a respiração, movimentos e visualizações, o mesmo que a medicina tradicional chinesa faz com a acupuntura. Segundo essa perspectiva, há saúde quando existe energia vital em abundância, que se chama “Chi” ou “Qi”. Essa energia deve se deslocar por onde deve circular, sem estagnar ou dispersar, mantendo um equilíbrio. No Qi Gong, não deve haver excesso ou deficiência de Chi em nenhuma parte do corpo. Se isso for alcançado, haverá boa saúde física e mental.

“Na medicina chinesa, o homem é visto como parte de um todo”.
– Nuria Lorite –

Idosos praticando qi gong

A prática do Qi Gong

O Qi Gong pode ser praticado por qualquer pessoa, independentemente da idade ou condição física. Não requer um bom condicionamento físico, pois se baseia em posturas estáticas, movimentos dinâmicos, posturas sentadas, marchas e sons. Ao contrário da ioga, não requer grandes habilidades para atingir as posturas mencionadas.

No Qi Gong ou Chi Kung, você não precisa de um professor permanentemente, pode aprender e depois praticar sozinho. Ele também é pautado pelo princípio do “pouco e regular”, ou seja, uma prática de curtos períodos, mas constante. Normalmente, requer de 15 a 30 minutos por dia.

A prática mais comum dessa arte começa com uma automassagem seguida por um desbloqueio auricular. Depois, há uma pose estática, um movimento dinâmico e, finalmente, a meditação. A maioria dos movimentos vem da tradição taoísta, outros são de inspiração budista e alguns foram criados recentemente.

Os benefícios do Qi Gong

O Qi Gong busca equilibrar a energia do corpo e, portanto, o nutre e reforça. Estima-se que os benefícios dessa disciplina tornam-se especialmente perceptíveis cerca de três meses após o início das práticas diárias. Do ponto de vista da medicina tradicional chinesa, o Chi Kung pode proporcionar os seguintes benefícios:

  • Reduz o estresse. Assim como o Tai Chi, essa prática tem efeitos muito positivos para reduzir o estresse e a ansiedade. Na medicina chinesa, essas emoções estão associadas a problemas digestivos, portanto, também haverá uma melhor digestão.
  • Fortalece o sistema imunológico. Ao equilibrar a energia, o sistema imunológico se fortalece, tornando o corpo menos vulnerável a infecções e problemas mais sérios, como o câncer. Isso também ajuda a reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia ou radioterapia.
  • Ajuda a reduzir a dor crônica. A prática do Chi Kung ajuda a reduzir a dor causada por doenças como artrite e reumatismo. Da mesma forma, alivia todos os tipos de dores musculares e previne dores de cabeça.
  • Fortalece a massa muscular. Depois dos 40 anos, a perda de massa muscular se torna muito evidente. Essa prática ajuda a reduzir essa perda, fator muito importante na prevenção de quedas em pessoas com mais de 70 anos.
Casal praticando qi gong na praia

A medicina tradicional chinesa

Na tradição filosófica chinesa, que está na essência da medicina tradicional desse país, todos os fenômenos do universo podem ser classificados em aspectos Yin e Yang. Os aspectos Yin correspondem ao feminino e estão associados a conceitos de frio, repouso, interno, macio, receptivo, frágil e semelhantes.

O Yang, por sua vez, está relacionado ao masculino e é associado com o calor, o movimento, o forte, o ativo, o duro, etc. Por outro lado, para a medicina tradicional chinesa, existe uma energia essencial chamada Chi, que deve fluir através de um sistema de energia composto por uma rede de meridianos.

No entanto, quando o Chi não flui de forma adequada, isto é, quando a sua circulação fica estagnada, interrompida ou dispersa, surge a doença. Por esta razão, a medicina chinesa tem como objetivo fazer com que essa energia volte a fluir adequadamente, para recuperar o equilíbrio Yin-Yang. Para isso, utiliza a acupuntura, a massagem, a dieta, a fitoterapia e o Qi Gong.

Prouzet, A. (2001). La Autocuracin Con El Qi Gong. Editorial Paidotribo.