Segundo a ciência, com quantas pessoas "deveríamos" ter relações sexuais?

Segundo a ciência, com quantas pessoas “deveríamos” ter relações sexuais?

Abril 28, 2017 em Curiosidades 0 Compartilhados
Segundo a ciência, com quantas pessoas deveríamos ter relações sexuais?

Esta é uma célebre frase da famosa atriz Sharon Stone: “as mulheres são capazes de fingir um orgasmo, mas os homens podem fingir um relacionamento inteiro“. O que devemos fazer para que isto não aconteça com os rapazes e as moças? Será que o número de pessoas com quem você tem relações sexuais ao longo da sua vida poderá lhe dar a resposta?

Existem muitos estudos até hoje tentando encontrar uma resposta para estas questões. A promiscuidade é saudável? Existe algo positivo em continuar virgem até o casamento? Vamos ver o que a ciência diz sobre isso.

“O sexo sem amor é uma experiência vazia. Mas mesmo como experiência vazia, é uma dos melhores”.
 – Woody Allen –

A ciência e o número de pessoas com quem você deveria fazer sexo durante a vida

A verdade é que nem sempre sabemos se é bom ter muitas relações sexuais ou não. Além disso, existe alguma razão para considerar se há um número ideal de encontros amorosos? Apesar de ser algo subjetivo, que depende da educação de cada indivíduo, a ciência tem as suas respostas.

Em primeiro lugar, consideremos o estudo realizado pelo site de encontros Illicit Encounters. De acordo com este site e seu trabalho, existe um número ideal de encontros sexuais: 10. Esta é a quantidade perfeita a partir dos resultados produzidos pelas suas pesquisas.

casal-apaixonado

Por que 10? Aparentemente esta é a quantidade ideal de encontros sexuais segundo nós mesmos, seres humanos. Acima desta quantidade, consideramos a pessoa promíscua, e abaixo dessa estimativa, com pouca experiência. No entanto, de acordo com os entrevistados, a quantidade que é realmente considerada exorbitante para a maioria das pessoas é 20. Ou seja, acima desse número, muitas pessoas acreditam que estão diante de uma pessoa muito promíscua, o que gera insegurança e desconfiança.

Outros estudos científicos sobre as relações sexuais

É interessante observar outras pesquisas sobre o assunto e comparar os dados extraídos. É o caso do trabalho realizado na Universidade de Michigan. De acordo com suas descobertas, as mulheres confessaram ter tido cerca de 9 amantes ao longo da sua vida, contra 32 dos homens.

“Os homens temem mais o sexo do que as mulheres”.
 – Arthur Miller –

No entanto, outros estudos sugerem que enquanto os homens tendem a exagerar esses números, as mulheres fazem o oposto, reduzindo o número das suas experiências. Se não fosse assim, será que atingiríamos um valor entre 10 e 20 amantes?

Desta forma, talvez pudéssemos dizer que cerca de 10 amantes é a quantidade ideal. No entanto, devemos sempre lembrar que esses estudos são feitos por pesquisadores americanos. O que aconteceria em países mais liberais como o Brasil? É possível que os resultados fossem diferentes.

Cuidado com o número de amantes: ele pode levá-lo ao divórcio

Um outro estudo da Universidade de Utah estima que as mulheres que tiveram mais de 10 amantes têm uma probabilidade maior de se divorciarem. Isto contrasta com aquelas que mantiveram relações com apenas uma ou duas pessoas que, aparentemente, também têm muitos motivos para acabar com seu casamento antes do tempo.

O pesquisador Nicolas H. Wolfinger, cuja especialidade são os casais, analisou a taxa de divórcio nos Estados Unidos através do comportamento sexual feminino e chegou a várias conclusões: os comportamentos mudam radicalmente de acordo com a época. Há 40 anos, 20% das mulheres afirmavam chegar virgens ao casamento. Hoje, apenas 5%. E curiosamente, quanto mais parceiros amorosos a mulher tivesse antes de se casar, maior era a possibilidade do relacionamento acabar em divórcio.

coracao-partido

Estes dados contrastam com aqueles discutidos anteriormente em relação às mulheres com pouca experiência sexual antes do casamento. Wolfinger analisou as pesquisas do Instituto de Estudos da Família e descobriu que esta mesma tendência de divórcios foi encontrada em mulheres com menos de 3 relacionamentos sexuais anteriores.

Com quantas pessoas devemos fazer sexo antes do casamento

Em suma, a ciência estuda as tendências sociais e psicológicas humanas. De todos esses estudos, podemos extrair dados gerais que não podem ser transformados em dogmas. Ou seja, o fato de uma pessoa ter muitos parceiros sexuais não significa que o seu futuro casamento termine cedo.

Portanto, para concluir, podemos dizer que talvez 10 seja um número ideal, mas talvez houvesse uma proposta diferente e mais interessante. Seria algo como “faça o que quiser quando desejar”. Você pode fazer sexo com quem quiser; desde que não machuque ninguém, desfrute e viva. O que tiver que ser será, mas tudo está em suas mãos. Na verdade, você decide. Todo o restante são dados, números, tendências, ideias… que não deixam de ser curiosas e servem para termos uma ideia geral de como percebemos as relações sexuais em cada sociedade ou grupo de estudos.

Recomendados para você