As 12 regras de uma família narcisista disfuncional

Em famílias narcisistas e disfuncionais, os filhos cumprem um único papel: gratificar seus pais. Apenas as necessidades dos pais importam, formando assim uma fábrica de sofrimento psicológico sem fim.
As 12 regras de uma família narcisista disfuncional
Valeria Sabater

Escrito e verificado por a psicóloga Valeria Sabater em 15 Novembro, 2021.

Última atualização: 15 Novembro, 2021

Existem várias dinâmicas que constroem as bases de uma família narcisista disfuncional. São comportamentos em que a figura dos pais é o único centro de poder e atenção. A educação e criação dos filhos é orientada exclusivamente para satisfazer as necessidades dos primeiros para que, aos poucos, se construa um ambiente baseado na manipulação, na infelicidade e também no descaso.

Esses cenários são fábricas de sofrimento emocional absoluto. Da mesma forma, não podemos ignorar um aspecto: crescer em um ambiente disfuncional orquestrado por comportamentos baseados na submissão e no esgotamento psicológico tem um grande impacto psicológico. Muitas dessas crianças atingem a maioridade sob a sombra de um trauma orquestrado durante aqueles anos de infância.

Na verdade, é muito comum que as famílias narcisistas sejam definidas como pequenas seitas, grupos que se esgotam psicologicamente por anos, deixando graves consequências a curto e longo prazo…

Deixar uma família narcisista de lado não é fácil. Os fios que prendem as crianças são profundos e nem sempre podem ser cortados assim, de um dia para o outro.

Cena para representar família narcisista disfuncional

As regras de uma família narcisista disfuncional

Muitas pessoas vão à terapia psicológica para descobrir que sua depressão, transtorno de ansiedade generalizada ou estresse pós-traumático é o efeito de uma família narcisista disfuncional. Porque a verdade é que, quando você cresce em um ambiente familiar prejudicial, nem sempre está ciente de que essas figuras seguem um padrão narcisista.

A única coisa que se percebe é a violação constante, a falta de afeto, o distanciamento emocional e o impacto da crítica que constrange e destrói. Também temos várias documentações científicas que falam sobre esse problema. Pesquisas como as realizadas na Universidade Bahauddi, no Paquistão, nos mostram algo interessante a esse respeito.

Em média, nesses núcleos familiares, a figura narcísica é exercida pelo pai. Toda a dinâmica de manipulação, controle e submissão psicológica recai sobre esta figura. Geralmente, os demais membros sempre agem de acordo com os deveres e necessidades dos pais, negligenciando-se completamente.

Então, vamos examinar as regras de uma família narcisista disfuncional.

1. Assumir e aceitar tudo (medo da desaprovação)

O motor que impulsiona esses cenários familiares é o medo e a submissão. O narcisista (ou narcisistas, se ambos os pais forem) define as diretrizes e mandatos. Ninguém pode sair dessas linhas, você tem que aceitar tudo que eles dizem, ordenam ou pensam. É obrigatório, por exemplo, ter as mesmas opiniões, os mesmos valores, se ajustar 200% à narrativa familiar…

Portanto, o que define as crianças nessas situações é o medo da reprovação, de não ser como o narcisista deseja.

2. Adorar o narcisista (suas necessidades não importam)

Trabalhos de pesquisa como os realizados na Universidade de Wollongong, na Austrália, lembram que a personalidade narcisista é definida por traços muito específicos. Eles mostram grandeza patológica combinada com uma grande vulnerabilidade. Isso significa que precisam de reforço constante para serem validados, admirados…

Assim, no ambiente de uma família narcisista disfuncional, apenas as necessidades do narcisista importarão. As dos outros ficarão em segundo lugar.

3. Não demonstre fraqueza e muito menos seus sentimentos

Não se engane, não mostre falibilidade, e o mais importante: não ouse mostrar suas emoções. Os narcisistas não hesitarão em ridicularizá-lo e envergonhá-lo por isso, por cada lágrima, por cada erro cometido… São hábeis boicotadores da autoestima.

4. Você vai assumir a culpa por tudo

Um dos traços da família narcisista disfuncional é a projeção da culpa. Sempre que a figura (ou figuras) narcisista se sai mal em algum aspecto, como o trabalho, ela vai jogar a responsabilidade sobre os outros. É um comportamento nocivo e claramente destrutivo que deixa consequências graves.

5. A família narcisista disfuncional e o autoengano

“Nossa família é a melhor, os outros são irresponsáveis e falsos.” Esses tipos de verbalizações são uma constante em ambientes dominados por um narcisista. É comum eles destacarem as virtudes que os definem (todas falsas), conseguindo, assim, convencer os filhos de que sua casa é a melhor do mundo.

6. Não há amor para todos, então haverá “favoritos”

A figura narcisista é o foco para o qual todas as atenções devem ser dirigidas. As necessidades, desejos e opiniões dos outros não importam, só importa a figura que detém o poder naquele núcleo familiar. Portanto, outro fator recorrente é a falta de afeto, apego saudável, validação e reconhecimento de muitos dos membros que compõem aquele agregado familiar.

É comum o narcisista ter um favorito: um filho de ouro. São aquelas crianças para quem as concessões e elogios são mostrados, discriminando assim os outros. No entanto, esse filho predileto carrega nos ombros a obrigação de cumprir todas as expectativas do narcisista, e isso também é uma fonte notável de sofrimento.

7. Manter as aparências

Ninguém sabe o que realmente acontece dentro de uma casa. Existem famílias que parecem ser felizes e um exemplo claro de harmonia, e o mesmo acontece com a família narcisista disfuncional. Poucos adivinhariam a dinâmica de desgaste que existe entre quatro paredes.

8. A raiva (externalizada ou reprimida) é uma constante na família narcisista disfuncional

O narcisista é uma pessoa frustrada que precisa da atenção dos demais para fortalecer a sua imagem. Porém, raramente fica satisfeito e esse sentimento, essa raiva, acaba sendo projetado nos demais membros da família.

Por outro lado, as crianças também acumulam silenciosamente a mesma raiva. A infelicidade e a raiva vivenciadas por cada experiência e submissão se acumulam e muitas vezes são até somatizadas.

9. Negação: nada do que acontece é problemático

Uma das razões pelas quais alguém que viveu em uma família narcisista disfuncional acaba precisando de ajuda psicológica é que, com o passar dos anos, eles presumiam que tudo o que vivenciavam era normal. Os abusos, as críticas, a humilhação, a manipulação emocional e o clima de medo condensando cada canto da casa eram vistos como algo comum. Além disso, era algo a ser escondido, silenciado e negado.

A negação do sofrimento como mecanismo de sobrevivência é um recurso comum aplicado pelas vítimas dos narcisistas. Até chegar um momento em que eles não aguentam mais…

Bonecos de papel formando uma família narcisista disfuncional

10. Você não terá identidade ou iniciativa

Você será impedido de ter seus próprios ideais e valores. Você terá grandes problemas para construir sua identidade e lhe faltará iniciativa. Porque as famílias narcisistas são prisões psicológicas baseadas na submissão e na anulação.

11. Alguns membros da família herdarão a personalidade narcisista

Este é um fato que ocorre com muita frequência: alguns filhos criados por pais narcisistas acabam herdando (ou modelando) essa mesma personalidade. Outros, por outro lado, quando chegar a hora, tentarão por todos os meios se distanciar daquela cena familiar.

12. Sair de uma família narcisista disfuncional não é fácil, mas no final, você vai conseguir

A família narcisista disfuncional opera com os mesmos mecanismos psicológicos de uma seita. Eles anulam mentalmente as pessoas e as fazem acreditar que não são nada sem elas. A dependência mental, o medo e a indecisão tornam difícil para essas crianças se tornarem independentes.

No entanto, é uma necessidade vital separar-se daqueles laços nocivos que não deixam crescer, que subjugam e anulam as personalidades. Portanto, se você estiver nesta situação agora, não hesite em pedir ajuda. Existem bons profissionais que podem nos aconselhar e oferecer recursos, apoios e mecanismos de ação.

Pode interessar a você...
Filhas de mães narcisistas: o vínculo de egoísmo e frieza
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Filhas de mães narcisistas: o vínculo de egoísmo e frieza

As filhas de mães narcisistas são criadas com base no egoísmo e na falta de empatia. A mulher tenta moldar na criança uma versão de si mesma.



  • Bajwa, Ruqia & Batool, Iram & Abid, Momina. (2016). Narcissistic Personality and Family Relationship among Adults: A Correlational Study. Imperial Journal of Interdisciplinary Research (IJIR). 2. 121-124.
  • Day, N.J.S., Townsend, M.L. & Grenyer, B.F.S. Living with pathological narcissism: a qualitative study. bord personal disord emot dysregul 7, 19 (2020). https://doi.org/10.1186/s40479-020-00132-8
  • Minullina, A.. (2018). Psychological Trauma Of Children Of Dysfunctional Families. 65-74. 10.15405/epsbs.2018.09.8.
  • Kintner, M., Boss, P., & Johnson, N. (1981). The Relationship between Dysfunctional Family Environments and Family Member Food Intake. Journal of Marriage and Family, 43(3), 633-641. doi:10.2307/351764