Existem relacionamentos que nos fazem perder tempo

17 Setembro, 2020
Certamente você já teve aquela sensação horrível de estar em um relacionamento em que sente que está perdendo o seu tempo. Neste artigo, falaremos sobre como esse processo é doloroso e os indicadores que ajudam a terminar a relação para evitar danos desnecessários.

Existem relacionamentos que nos fazem perder tempo, algo muito precioso que só valorizamos em momentos críticos de nossas vidas. Perder tempo é perder algo que nunca mais voltará. Cada um de nós, em média, tem cerca de 27.000 dias de vida. É preciso subtrair um terço para dormir e outra parte para os primeiros anos de vida, dos quais não nos lembramos.

Por que nos envolvemos em relacionamentos que nos fazem perder tempo? Por que compartilhamos minutos, dias ou anos com pessoas que não valem a pena? A resposta é extremamente complexa e, é claro, envolve analisar cada história pessoal para lhe dar um sentido.

No entanto, podemos dizer que não embarcamos em relacionamentos insípidos ou que nos fazem perder tempo “porque sim”. Não se trata de ser uma pessoa egoísta, mas sim saudável em seus comportamentos, em seus relacionamentos. Podemos dar amor e ser amados, mas quando nos fazem perder tempo, perdemos a oportunidade de aproveitar a vida com outra pessoa.

Existem relacionamentos que nos fazem perder tempo

Perder tempo com alguém é mais sofrer do que aproveitar

Há pessoas que agora fazem você perder tempo, mas que antes o preenchiam de alegria. A vida é uma mudança constante e está cheia de fases: é preciso aceitar isso e vivê-la. Não sofra além do necessário.

Embora muitas vezes queiramos manter as aparências, os sentimentos não falham nem enganam. E os sentimentos de frustração e decepção acumulados em um relacionamento se transformam em um estado de espírito negativo em relação à outra pessoa, na incapacidade de dar carícias ou abraços, na falta de habilidade de elogiar e receber elogios e, ainda, na busca dissimulada pelo seu melhor sorriso, porque ele nunca sai espontaneamente.

Os relacionamentos exigem manutenção, mas há uma diferença entre manter um bom relacionamento e tentar forçar um mau que já não tem muito sentido. Quando você é fundamentalmente incompatível com alguém, corre o risco de perder um tempo valioso.

Cada relacionamento que você encontra em sua vida terá servido a um propósito diferente: alguns trarão à tona o que há de melhor em você, outros, o pior, e a maioria o deixará indiferente. O importante é que isso não limite as suas ideias sobre os relacionamentos e não o impeça de manter o coração aberto.

Esse relacionamento nem sempre fez você perder tempo

Se há algo difícil nas relações humanas, é saber quando se afastar de uma determinada pessoa, quando assumir que é melhor ficar sozinho em um determinado momento do que compartilhá-lo por mera necessidade de companhia. Porém, perder tempo não é perder a oportunidade de recuperá-lo. Há pessoas que nos fazem recuperar todo esse tempo perdido de censuras, inseguranças ou deslealdades.

Há pessoas que aparecem para nos ajudar a recuperar o tempo perdido.

Pare de desperdiçar minutos, dias e anos com relacionamentos que tiram o significado da sua existência. Você sabe que perdeu o seu tempo com alguém quando não sente falta dele. Quando os bons tempos não são lembrados sem estar nublados pela sensação de fracasso e decepção posterior. Perder tempo é compartilhar a sua vida com alguém que você não admira nem valoriza.

Alarmes que indicam uma deterioração

Um relacionamento deteriorado é algo fácil de detectar, mas muito difícil de enfrentar. Quantas vezes somos obrigados a ir a um encontro sem querer, a uma reunião, a pagar uma viagem querendo que ela termine antes mesmo de começar. Esses são indicadores claros de que algo está muito errado, mas é difícil agir.

Como se distanciar sem sofrimentos, sem destruir cada passo do relacionamento que você construiu? É difícil, mas necessário. Às vezes, apenas o fato de querer fazer isso nos faz sentir instantaneamente culpados.

Indicadores de que algo está errado

Existem alguns indicadores objetivos que o levam a pensar e se esforçar para tomar uma decisão. Alguns dos mais claros e dolorosos são:

  • A sua presença parece incomodar a outra pessoa. A maneira como você se expressa, a sua opinião ou até mesmo a forma como ela come é um incômodo. Você deixa de se sentir confortável para estar alerta.
  • O outro o questiona na frente dos seus conhecidos: traz à tona questões pessoais sobre qualquer assunto, o colocando na mira de várias pessoas que não deveriam estar envolvidas nessa sua conversa pessoal.
  • Sente desconfiança em vez de calma quando não está com ele, sente que ele fala mal de você.
  • Ele não o aconselha, não o consola: avalia, ridiculariza ou até o “repreende” por qualquer coisa.
  • Nenhum plano que você propõe parece bom para o outro.
  • Não há discussões ou raiva evidentes, mas a atmosfera está carregada como uma granada prestes a explodir.
  • O seu olhar não é mais doce, companheiro, tranquilizador. Agora ele o olha na esperança de obter algo que você não sabe o que é. É um olhar acusador, vazio. Você não consegue ver nada na expressão dos seus olhos.
  • Resumindo: você não vê mais clareza, só vê correntes turvas que cada vez mais penetram em você e o fazem se sentir uma pessoa agressiva, triste, estressada e traída.

Todos esses aspectos são sinais de que você está perdendo tempo com essa pessoa. Seja um amigo, primo, irmão, parceiro, pai ou mãe. Dependendo do grau de relacionamento, o desgaste emocional será maior.

Não se esqueça de que hoje pode doer muito, mas depois você vai respirar aliviado. Esse sofrimento será prolongado se você adiar essa decisão por muito tempo.

Mulher se sentindo perdida

Chegarão pessoas que ocuparão esse espaço

Depois do sofrimento, um dia chegará alguém, uma pessoa com quem você sentirá que a sua vida se reconstrói ao mesmo tempo em que se sente amparado. Essa pessoa poderá ser chamada de amiga, colega de trabalho ou parceira.

Então, você saberá que não está perdendo tempo quando puder expressar a sua opinião livremente. Quando o sorriso inundar o seu rosto ou quando você discutir francamente para depois resolver tudo sem rancor.

Não desista dessa oportunidade porque todos nós temos esse direito; a esperança é poderosa e os fatos que ela impulsiona são ainda mais.

Se você “perdeu o seu tempo” com alguém, na realidade, você ganhou; foi capaz de dar um fim a essa história. Tente novamente. Se der errado, não demore tanto quanto da última vez; esse é o ciclo da vida.