A vida é uma mudança constante - A Mente é Maravilhosa

A vida é uma mudança constante

5, junho 2016 em Psicologia 1536 Compartilhados
A vida é uma mudança constante

A vida é uma viagem maravilhosa, mas não é estática, estamos em uma mudança constante. Tudo tem um princípio e um fim e as coisas que ontem estavam, pode ser que amanhã desapareçam do nosso presente. Aceitar essa realidade nos permite viver o aqui e agora com mais tranquilidade, desfrutar do que temos nas mãos, sem nos preocuparmos em perdê-lo ou não.

É muito importante aprender a fechar etapas, capítulos ou histórias das nossas vidas, porque isso é viver: mudar, se renovar, e não permanecer na chamada zona de conforto mais tempo do que for necessário.

Quando ficamos presos a uma vida que não está nos acrescentando nada por medo da mudança, na verdade já estamos deixando de viver com plenitude.
Compartilhar

O medo da incerteza e da mudança constante

A mudança constante gera incerteza, e essa incerteza dá medo. O ser humano tem muito desejo de controlar, mas como seres racionais que somos, é preciso aprender que a segurança não existe, exceto no caso da morte. Por mais que procuremos controlar os nossos mundos, haverá certas situações ou circunstâncias que acontecerão sem esperar e sem que tenhamos poder algum para modificá-las.

Portanto, deixe de tentar controlar, você não vai conseguir e isso criará um mal-estar em você. Internalize a ideia, real e verdadeira, de que as coisas podem acabar, e isso será bom porque é o normal, faz parte da vida.

vida-mudança-constante

Não queira permanecer onde você já não deve mais estar por medo da incerteza. Talvez hoje você esteja sofrendo por ter fechado um determinado capítulo, mas amanhã você se alegrará e voltará a abrir outro que provavelmente será muito melhor. Será melhor porque você o fará melhor, terá aprendido com as etapas anteriores, terá tirado conclusões e terá amadurecido como pessoa.

Encare as lembranças como elas são e procure não misturá-las com sentimentos demasiadamente exagerados. O que passou já não voltará e não vale a pena ficar se remoendo. Agora você tem diante de si uma nova etapa, para descobrir, para explorar, para se conhecer melhor e principalmente para apreciar e desfrutar.

Toda etapa envolve um prazer, algo de positivo, algo novo, nunca algo é totalmente ruim, mesmo que agora você não tenha a capacidade de perceber isso.
Compartilhar

Se você pensar friamente, afastando-se das emoções, verá que nada é totalmente bom, nem totalmente ruim. Se o seu relacionamento acabou e você precisa fechar essa etapa, pode pensar que talvez agora você possa fazer coisas que antes não podia com essa pessoa, ou que você descobriu o que você não quer para a sua vida. É verdade que você perderá as coisas boas que você tinha com essa pessoa, mas como dissemos anteriormente, outras coisas boas virão na sua vida, novas portas se abrirão, você descobrirá novos caminhos.

Tudo muda, tudo passa, tudo se reinventa. Estamos em uma mudança constante e também evoluímos como pessoas, não somos estáticos. A pessoa que você era ontem já não é a mesma de agora. Crescemos, amadurecemos, envelhecemos e morremos; essa é a ordem natural das coisas e não temos que ir contra a corrente, nem tentar modificá-la, e sim aceitá-la com serenidade.

Como se livrar do medo?

Deixe de se perguntar o porquê das coisas

Por que tal pessoa morreu? Por que me deixou por outra pessoa? Por que acabou? Por que fui despedido? Eu lhe pergunto: Por que você está se perguntando isto? Por acaso você crê que irá solucionar o seu problema? Deixe isso pra lá!

O passado, passado é, deixe-o ir embora. Não vale a pena arrumar outro problema nem frustração desnecessária por querer saber o porquê. Talvez você nunca saiba o porquê de nada e se souber, também de nada irá servir.

Revise o seu diálogo interior

Não diga coisas como “não é justo que isso acabe assim”, “a minha vida não tem sentido depois do fim do meu relacionamento”, etc. São ideias falsas, exageradas e pouco práticas. Você se adaptará à mudança cedo ou tarde, mas conseguirá isso muito mais cedo se aprender a administrar bem as suas ideias e pensamentos.

Para isso, você precisa substituí-los por frases mais realistas – não necessariamente positivas – até começar a acreditar nelas e torná-las automáticas: “Talvez seja injusto isso acabar assim, mas a vida é injusta por definição. Vou conseguir suportar isto.” “O sentido da minha vida não depende de uma certa pessoa, pois tenho outras coisas que posso aproveitar.”

mulher-com-pombo

Desfaça-se das coisas que não lhe acrescentam nada, sem medo

Jogue fora a velharia, apague fotografias, rasgue documentos, doe roupas, mude de casa, de parceiro ou de trabalho… Não fique preso onde você já não se encaixa faz tempo.

Comece a construir a partir do seu presente e projete o seu futuro. Isso que você acha que precisa e que é imprescindível para a sua vida, na verdade não é. Imprescindível é comer, respirar, dormir, beber… o resto é somente uma rotina, um hábito, e o ser humano é capaz de se acostumar e perder o costume… você pode, vá em frente, sem medo! Não vai acontecer nada grave!

Procure aplicar estes três passos e você irá ganhar sabedoria, maturidade, força e saúde mental. Assuma, abrace e aceite as mudanças, faça delas parte de você, da sua vida, do seu mundo.

Olhe para a frente, como quando você dirige um carro, e não olhe para trás. Você só deve olhar o espelho retrovisor rapidamente, mas é preciso dirigir olhando para a frente, observando e aceitando o que está chegando e o que está por vir. Aceite e abrace a mudança constante que é a vida.

Recomendados para você