Seitai, a cultura da harmonia e da saúde

· junho 28, 2018

Seitai é movimento, harmonia vital e saúde. Estamos diante de uma prática corporal que aprofunda as suas raízes em um tipo de cultura tradicional japonesa criada, em um determinado momento, pelo terapeuta Haruchika Noguchi. Falar de Seitai é se referir, antes de mais nada, à arte do movimento espontâneo, aquele capaz de nos regenerar, de aliviar tensões, de nos proporcionar um vigor sensacional.

É bem possível que o termo “Seitai” seja algo completamente novo para muitos de nós. É possível, também, que acreditemos ser algum tipo de prática muito similar à ioga, ao Tai Chi Chuan ou, inclusive, ao mindfulness. No entanto, ele não vai muito por esse caminho; na verdade, não estamos diante de um tipo de disciplina onde cada movimento esteja pautado, ou onde exista um tipo de estratégia básica que busque um fim terapêutico.

O Seitai não é uma terapia, nem uma técnica de meditação, nem uma disciplina espiritual. Na realidade, é algo melhor e talvez, mais ambicioso. Seitai é um tipo de cultura que nos orienta a uma existência mais simples, na qual voltamos a confiar na vida com intensidade e, além disso, somos capazes de favorecer nossa saúde física e mental.

“Deixe que o seu corpo se movimente de maneira espontânea e se equilibre sozinho. Confiar nessa inteligência inata é a chave da cultura do Seitai”.
-Laura López Coto –

Floresta silenciosa

Seitai: a importância do movimento saudável

O movimento é vida, todos nós sabemos disso. No entanto, às vezes nos confundimos, às vezes praticamos outros tipos de movimentos que prejudicam a nossa saúde, equilíbrio interior e bem-estar. Em “Alice no País das Maravilhas”, por exemplo, encontramos uma metáfora que define com perfeição a nossa sociedade atual. Quando Alice chega ao país da Rainha de Copas, descobre que seus habitantes são obrigados a correr para permanecer no mesmo lugar. Se eles desejam chegar a algum lugar em especial, devem correr “mais rápido”.

É isso que nós fazemos, corremos cada dia mais rápido porque o nosso mundo é cada vez mais exigente. No entanto, este tipo de movimento vai contra o nosso próprio corpo. Às vezes, inclusive, a mente vai mais rápido do que a vida, e o corpo mais lento do que os nossos desejos, porque nos enferrujamos, porque a tensão e o estresse nos torturam, porque aparece a dor, o cansaço, e não aguentamos mais…

Nós estamos condicionados pela sociedade, não há dúvida, e é disso que nos lembra o Seitai. Por isso, devemos nos propor a colocar em prática outro tipo de movimento, um movimento regenerador, vital e espontâneo, com o qual cada peça do nosso ser (o físico, o psíquico e o energético) recuperem a sua harmonia.

Movimentos corporais

Benefícios do Seitai

Como indicamos, Seitai é um tipo de cultura. Por sua vez, o Katsugen Undo é a prática básica que o define; ela nos convida a algo com o qual não estamos tão acostumados: mover-nos com liberdade e segundo as nossas necessidades. E mais, quando alguém entra pela primeira vez em uma aula de Katsugen Undo, encontrará um grupo determinado de pessoas se movendo a seu bel-prazer, realizando aquecimentos livres, dançando com os olhos fechados, deitando no chão ou procurando uma posição específica que a sua mente deseje.

Deste modo, podemos ter uma ligeira ideia do quão catárticos podem ser estes tipos de exercícios livres, vitais e regeneradores. Seus benefícios são notáveis:

  • Aliviam e previnem as dores de coluna. Este tipo de prática favorece o correto alinhamento da coluna e a sua flexibilidade.
  • Apaziguamos as preocupações e tensões. O estresse se reduz de forma considerável e conseguimos gerenciá-lo muito melhor em nosso dia a dia.
  • Nossas emoções positivas despertam, nos sentimos mais animados, mais livres e mais receptivos e abertos às experiências.
  • Melhora a autoconfiança.
  • Melhora a nossa saúde digestiva e fortalece o sistema imunológico.
Pessoa desfrutando sua liberdade

O Seitai, a prática dos infinitos movimentos

O Seitai é a prática dos infinitos movimentos, com a qual cada um de nós pode se expressar à sua maneira, movimentando-nos como trapezistas no ar desfrutando a liberdade. No entanto, existe um aspecto que devemos considerar: o Katsugen Undo coloca um especial interesse na nossa coluna vertebral.

Os movimentos são livres, mas devem ter uma certa harmonia para cuidar do eixo vertebral que, por sua vez, deve ser acompanhada de uma respiração profunda. Vejamos alguns exercícios básicos:

  • Olhe para cima e fique nas pontas dos pés. Relaxe, respire profundamente.
  • Levante seus ombros por alguns segundos e depois volte para a posição original. Repita esse movimento enquanto caminha de forma relaxada.
  • Gire a sua cintura para a esquerda e para a direita mantendo a coluna reta. Acompanhe esse movimento com os braços para que o exercício seja mais harmônico.
  • Mova o seu abdômen, sua pelve, o ventre, exercite essa parte do corpo movendo-se lentamente, sem exercer nenhuma tensão, favorecendo a flexibilidade, a liberdade, o dinamismo do seu corpo…

Para concluir, o mais interessante do Seitai é que ele nos anima a lembrar que existe outro tipo de cultura, uma que funciona com outro ritmo, que se move de acordo com as nossas necessidades mais básicas. Assumir esse foco não custa nada, como também não custa nada fazer alguns desses exercícios propostos por Katsugen Undo.

Escute o seu corpo, confie nele e encontre a harmonia com esses movimentos que ele sugere.