Ser como o bambu: tempo, força e flexibilidade

· fevereiro 28, 2019
Ser como o bambu implica trabalhar o nosso 'eu interior', investir em resiliência e não ter medo de se "dobrar" de vez em quando. No final, voltaremos à nossa posição com mais força.

Ser como o bambu implica aproximar-se de uma sabedoria milenar inscrita na própria natureza. É entender que o cuidado interno requer tempo e paciência, e não importa o quanto formos atingidos pelo vento ou pela tempestade, porque aprenderemos a ser flexíveis e, acima de tudo, resistentes.

É provável que em todo o reino vegetal não exista uma planta mais marcante e cheia de misticismo do que o bambu. Existem cerca de 1500 espécies, e algumas delas podem atingir 40 metros de altura. Há uma variedade cujas flores germinam a cada 120 anos. Além disso, o bambu libera um alto nível de oxigênio na atmosfera e, por sua vez, absorve mais dióxido de carbono do que muitas outras plantas.

O seu crescimento, resistência e poder benéfico para o planeta fizeram desta planta uma referência de inspiração para diversas práticas filosóficas, espirituais e também psicológicas. Dizem que o bambu carrega um código secreto, uma fórmula singular que a natureza lhe deu para torná-lo uma espécie tão bonita e resistente.

Na China, por exemplo, essa planta faz parte do que é conhecido como ‘Os Quatro Nobres’. Eles representam as plantas mais especiais e simbólicas dessa cultura: ameixeira, orquídea, bambu e crisântemo. Cada um deles representa uma estação do ano. O bambu simboliza a força, o frescor e a beleza do verão.

O bambu contém em suas sementes o poder do triunfo e da força. Quando ele consegue tocar o céu, não importa se o infortúnio cai sobre ele e alguém o corta. Ele voltará a acariciar o topo novamente.

Bambu com pedras

Ser como o bambu: a chave para a felicidade

A natureza é, muitas vezes, a nossa melhor inspiração. Se os egípcios erigiram grande parte da sua cosmogonia observando as estrelas, os seus movimentos, mudanças e mistérios, talvez seja hora de olharmos para a própria natureza para nos aproximarmos da autêntica sensação de felicidade.

Ser como o bambu implica tomar como exemplo as suas características, aquelas que podem nos ajudar a desenvolver duas dimensões essenciais para superar com sucesso qualquer dificuldade: falamos de resistência e flexibilidade. Vejamos em detalhes todas essas virtudes excepcionais dessa maravilha da natureza.

Tempo e paciência

Vamos admitir, somos uma sociedade alérgica à paciência. Além disso, nos acostumamos ao imediatismo, à notificação que nos avisa sobre uma mensagem ou notícia que já deu a volta ao mundo em menos de um minuto. Nós também somos aquelas pessoas que vão ao médico por causa de um resfriado ou gripe pedindo um antibiótico. Queremos nos recuperar o mais rápido possível.

Queremos soluções rápidas, muitas vezes esquecendo que o corpo só precisa de tempo para se restabelecer, para recuperar a vitalidade nestes tempos difíceis.

Ser como o bambu implica investir em paciência. Isso significa lembrar que esta planta leva cerca de 7 anos para germinar. Durante esse tempo ele trabalha o seu “eu interior”. Dessa forma, acondiciona as suas raízes, absorve nutrientes e se prepara. Assim, uma vez que brota para o exterior para ver a luz, nada impede o seu crescimento. É imparável e magnífico, chegando a crescer até um metro por dia.

Mulheres borboletas

Chegar ao topo: um direito de todos

Muitas vezes ouvimos que nós mesmos definimos os nossos limites. Bom, é claro que nem sempre é possível contornar certas situações ou atingir determinados objetivos. A nossa sociedade tem barreiras e filtros, fatores condicionantes que muitas vezes limitam alguns dos nossos sonhos.

Ser como o bambu também significa lembrar que temos o direito de crescer. Pode haver inimigos ao redor, eventos que bloqueiam essa ascensão pessoal. No entanto, se há algo que não devemos perder de vista é a imensidão do céu e o seu leque de possibilidades, bem como o nosso potencial para continuarmos crescendo a cada dia.

Floresta de bambu

Flexível e resistente diante de todas as adversidades

O bambu pode estar em um grupo ou sozinho. Pode crescer em diferentes regiões do planeta e atingir 20 ou 40 metros de altura. Pode formar florestas densas ou subir como uma coluna com um diâmetro em seu tronco próximo a um metro. No entanto, seja qual for o seu crescimento ou disposição, há algo que nunca muda: a sua resistência e flexibilidade.

  • Sabe-se até que eles suportaram terremotos de grande magnitude. Além disso, não importa que as suas hastes sejam cortadas, porque ser como o bambu significa se regenerar, se curar e crescer novamente com uma força superior e imparável.
  • Esses 7 anos de crescimento debaixo da terra, espalhando raízes e garantindo firmemente o seu corpo, tornam possível o milagre desta planta excepcional.

Ser como o bambu significa ter uma atitude resiliente em relação à vida. Implica aceitar que, às vezes, a adversidade poderá nos dobrar. No entanto, quando a nossa atitude for firme, retornaremos à nossa posição original com mais vigor, com mais beleza e integridade.