O sexo de reconciliação é realmente benéfico?

O sexo de reconciliação é um recurso amplamente utilizado na ficção. Tanto o cinema quanto a literatura o exibem com frequência. Agora, será que ele é bom ou ruim na vida real?
O sexo de reconciliação é realmente benéfico?

Última atualização: 05 Outubro, 2021

O sexo de reconciliação é um conceito muito popular, comum em livros e filmes. Um casal briga, os ânimos esquentam e, surpreendentemente, tudo acaba na cama.

Algumas pessoas afirmam que esse sexo é melhor do que o “normal”. Como isso é possível? A priori, amor e paixão não devem ser compatíveis com gritos e insultos.

Neste artigo, vamos tentar responder à pergunta do título. A seguir, você encontrará o que realmente sabemos sobre esta questão atualmente.

O que é o sexo de reconciliação?

O que é comumente conhecido como sexo de reconciliação é aquele que ocorre após uma discussão acalorada. É um sexo muito apaixonado e as pessoas que já o vivenciaram afirmam que, nele, se misturam a intensidade dos sentimentos de raiva com os da relação amorosa.

É a natureza intensa dessa prática que leva muitos casais a considerarem a experiência do sexo melhor após um conflito. É mais comum observar o sexo de reconciliação em relacionamentos mais instáveis.

Outra razão pela qual os casais gostam de fazer sexo no meio de uma discussão é o valor do próprio encontro sexual para mudar os sentimentos que predominam, especialmente se eles foram gerados por um conflito sem significado. Isso cria uma sensação de finalização e de que foi corrigido um problema que, na verdade, não merecia discussão.

Mãos entrelaçadas de um casal na cama

O sexo de reconciliação é benéfico?

A verdadeira questão é: o sexo é realmente uma boa maneira de encerrar uma discussão? Pois bem, vamos tentar responder.

Muitas vezes ele é usado para pedir perdão

O sexo serve como uma ferramenta de reaproximação para alguns casais, pois após uma discussão cria-se uma lacuna emocional entre os dois. O orgulho costuma ser uma pedra no caminho para a reconciliação, e o sexo pode ajudar nisso.

A conotação negativa dessa prática é que, à medida que sentimentos de amor e reconciliação vêm à tona, o pedido de desculpas oficial costuma ser ignorado. Isso pode criar uma aspereza mais tarde para algumas pessoas.

O sexo de reconciliação pode piorar as coisas

Sexo nem sempre vai bem. Embora não seja culpa de ninguém e baste parar e continuar em outro momento se for necessário, se você iniciar um ato sexual depois de uma briga e ele não for satisfatório, é provável que piore ainda mais a situação.

Pode se tornar um problema em si

Se fazer sexo durante as brigas se tornar um hábito, é possível que a intensidade dos sentimentos despertados acabe normalizando-o como forma de resolver problemas. Alguns casais acabam discutindo para manter relações sexuais ou fazendo sexo apenas quando discutem.

Na maioria dos casos, isso termina em problemas que não são resolvidos e se tornam crônicos. Os casais também podem cair em uma dinâmica prejudicial, como usar o sexo para mascarar sentimentos negativos.

Não serve para esquecer

Embora seja verdade que a paixão, em contraste com o desconforto anterior, pode fazer você esquecer o conflito momentaneamente, ele não desaparecerá num passe de mágica.

Embora os ânimos tenham se acalmado, voltar ao conflito novamente é desagradável para muitas pessoas. Isso costuma fazer com que os problemas fiquem arraigados nos relacionamentos.

Casal zangado na cama

As possibilidades do sexo de reconciliação

Apesar dos perigos que o sexo de reconciliação pode representar, ele pode ser uma ferramenta válida na resolução de conflitos interpessoais.

O problema surge quando o ato sexual substitui o diálogo e a busca por soluções. No entanto, a liberação da tensão e o apelo à intimidade associados ao encontro sexual podem facilitar a resolução do conflito.

O sexo de reconciliação ajuda a temperar seu espírito e clareia sua mente para uma conversa calma que começa com sentimentos positivos.

Por outro lado, em muitas ocasiões, os casais discutem por assuntos sem importância. Por exemplo, algo que um deles fez no passado, que não tem mais importância e que já foi reconhecido como um erro.

Assim como em outras questões dos relacionamentos, uma prática será boa ou não dependendo das variáveis do contexto. Além disso, o que funciona para alguns não funciona para outros. Cada casal deve encontrar a melhor maneira de resolver seus problemas, com ou sem sexo.

Pode interessar a você...
Disforia pós-sexo: sentir tristeza depois da relação sexual
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Disforia pós-sexo: sentir tristeza depois da relação sexual

Conheça a disforia pós-sexo. Aqueles que sofrem com ela sentem uma enorme tristeza depois da relação sexual, durando entre alguns minutos e várias ...



  • Maxwell, J. A., & Meltzer, A. L. (2020). Kiss and Makeup? Examining the Co-occurrence of Conflict and Sex. Archives of Sexual Behavior49(8), 2883-2892.
  • Sprecher, S., & Cate, R. M. (2004). Sexual satisfaction and sexual expression as predictors of relationship satisfaction and stability. In The handbook of sexuality in close relationships (pp. 245-266). Psychology Press.