4 sinais de alerta em um relacionamento

31 Outubro, 2020
O relacionamento amoroso é um vínculo que deve ser nutrido e enriquecido. Quando isso não acontece, certos sinais de alerta começam a soar.

A relação amorosa que mantemos com nossos parceiros é uma das mais significativas das nossas vidas. Por isso, é fundamental que o vínculo permaneça saudável para que os dois saiam enriquecidos dessa interação. No entanto, em muitas ocasiões, nós ignoramos os sinais de alerta importantes de que algo não está funcionando bem no relacionamento.

Cada etapa da conexão possui características diferentes, mas em todas elas existem certos riscos. Ao nos vincularmos a outro ser humano, adquirimos uma responsabilidade conosco e com o outro. Portanto, temos que nos envolver e trabalhar para que os atritos não desgastem o relacionamento e acabem gerando sofrimento.

A seguir, listamos algumas das situações prejudiciais mais comuns entre os casais. Prestar atenção a esses sinais de alerta nos permitirá compreender o estado do nosso relacionamento e agir de acordo.

Sinais de alerta em um relacionamento

Sinais de alerta em um relacionamento

Isolamento

Isso pode acontecer no início do relacionamento devido ao desejo intenso de vocês dois de estarem juntos o tempo todo, ou pode acontecer mais tarde, por causa da inércia da vida conjunta. Da mesma forma, é possível que essa situação tenha sido alcançada porque o parceiro é excessivamente ciumento ou possessivo, ou pode ser que você tenha preferido dedicar a maior parte do seu tempo ao relacionamento.

Em qualquer caso, este é um dos sinais de alerta mais importantes. Estar em um relacionamento não deve nos levar a perder o contato com nossos entes queridos, a abandonar nossa carreira profissional, nossos hobbies ou o tempo que dedicamos a nós mesmos. Todos esses elementos são essenciais para uma existência saudável e equilibrada, e negligenciá-los pode nos colocar em uma situação de grande dependência emocional.

Desequilíbrio

É comum observar que, em alguns casais, um dos parceiros investe muito mais tempo, esforço e energia na manutenção do relacionamento do que o outro. É sempre a mesma pessoa que cede, que planeja e provê física ou emocionalmente, enquanto a outra se limita a receber, sem nem mesmo agradecer pelo que a outra oferece.

Para que a união seja saudável e enriquecedora, deve ser recíproca. Caso contrário, mais cedo ou mais tarde, o peso será impossível para apenas um dos componentes, que enfrentará a frustração, a tristeza e a sensação de solidão. Isso não significa que tudo deva ser perfeitamente justo em todos os momentos, mas em geral é essencial sentir que ambos estão em um caminho conjunto e compartilhado.

Falta de respeito

O respeito é fundamental em qualquer relacionamento interpessoal, mas ainda mais em um tão significativo quanto este. A falta de respeito pode se manifestar de diferentes maneiras. Desde as mais óbvias, como a violência física ou psicológica, às mais dissimuladas, como zombar do outro ou menosprezar seus interesses, opiniões ou sentimentos.

É preciso deixar claro que a falta de respeito não é aceitável nem tolerável em qualquer situação. Por mais zangados ou frustrados que estejamos, somos adultos e devemos ser capazes de usar outras ferramentas que não ultrapassem a linha vermelha.

Se o seu parceiro faz você se sentir inferior, ridiculariza você, te ignora ou minimiza as suas emoções, não tolere isso. O respeito sempre começa com nós mesmos, ensinando aos outros como eles devem nos tratar.

Comunicação inadequada

Por fim, a comunicação agressiva, passiva ou, em última análise, inadequada é um dos sinais de alerta que não podemos ignorar.

Todos os casais enfrentarão discrepâncias em algum momento do relacionamento, mas se souberem se comunicar, serão capazes de resolver os conflitos sem dor e sem consequências. Por outro lado, a incapacidade de se comunicar de forma honesta e assertiva pode aumentar significativamente a distância entre os dois.

Comunicação inadequada no casal

Como agir diante dos sinais de alerta?

A detecção de qualquer um desses pontos não significa que o relacionamento deva terminar. Porém, é importante não ignorá-los, pois se continuar tudo igual, os problemas podem aumentar. Agir a tempo conversando, modificando comportamentos ou até mesmo buscando ajuda profissional, se necessário, ajudará a curar o relacionamento.

Os relacionamentos humanos são complexos, e os amorosos, principalmente, nos atingem de uma maneira ainda mais significativa. Portanto, todo o trabalho conjunto que se investe no relacionamento repercutirá no aumento do bem-estar de ambos.

  • Rodriguez, C. (2013). Parejas viables que perduran en el tiempo. Diversitas9(2), 257-270.
  • Zafra, E. L., & Espartal, N. R. (2008). Relación entre cultura del honor, celos y satisfacción en la pareja. Boletín de Psicología94(1), 7-22.