Vingança: olho por olho e o mundo acabará cego

A vingança é como o fogo, queima tudo o que toca. Apagá-lo com compaixão é o primeiro passo para que algo novo renasça das cinzas.
Vingança: olho por olho e o mundo acabará cego

Última atualização: 28 janeiro, 2022

Gandhi disse que “olho por olho e o mundo acabará cego”. Com a não-violência como máxima, essa frase vai em busca de ouvidos dispostos a ouvi-la e entender sua mensagem. Seu aviso sobre vingança é simples de entender, mas difícil de aplicar.

As pessoas sentem o desejo de se vingar quando as ferem profundamente. Quando alguém que amamos e apreciamos nos machuca, pode deixar uma cicatriz emocional que arde com intenso calor, pedindo para ser desligado, causando mais uma ferida no coração do agressor.

Diante de uma ferida emocional profunda, podemos sentir a necessidade de causar à outra pessoa um dano semelhante ou maior do que aquele que nos foi causado no início.

Qual é a origem da expressão “Olho por olho, dente por dente”?

Embora a origem dessa expressão não seja totalmente clara, ela pode ser encontrada com uma estrutura diferente, mas com o mesmo significado, tanto na Bíblia quanto no Código de Hamurabi. Em ambos os textos, o sentido dado à frase é o mesmo que transcende até os dias de hoje, ou seja, que as ofensas e os danos devem ser pagos proporcionalmente.

A frase também é conhecida como Lei de talião, que significa “o idêntico” ou “o semelhante” e também se refere à necessidade de proporcionalidade entre os delitos e as penas para que a justiça seja feita.

No entanto, pagar com a mesma moeda realmente garante justiça ou simplesmente alimentamos uma incansável espiral de vingança?

Satisfação imediata, consequências permanentes

A vingança é uma tentativa fracassada de equilibrar a balança porque, não importa quantos ajustes sejam feitos, sempre permanecerá desequilibrada. A pessoa ferida se sentirá inferior àquela que causou o dano e tentará ferir a outra pessoa a fim de recuperar sua posição inicial de equilíbrio ou superioridade.

A primeira emoção que costuma aparecer quando nos vingamos é a satisfação e a sensação de que tudo voltou ao equilíbrio. No entanto, esse sentimento desaparece rapidamente para dar lugar a sentimentos de culpa e remorso. Também pode aparecer a sensação de vazio, como quando terminamos um grande projeto, se, por exemplo, o tempo e os recursos que dedicamos para planejar e executar essa vingança foram muitos.

fingir

Nos casos em que não há remorso após a vingança, o equilíbrio também não se equilibra completamente. As consequências da vingança perduram e seus efeitos podem se refletir em tempos futuros, onde o desejo de prejudicar desapareceu e aparece a tristeza pelo dano causado.

É impossível prever o futuro e saber de quem precisaremos ao nosso lado. Talvez aquela pessoa que você quer ferir hoje seja importante em sua vida amanhã. Lembre-se de que os sentimentos de vingança desaparecem, mas a mágoa causada por esse sentimento pode ser profunda ou permanente.

Vingança da Terra do Nunca Jamais

Quando uma pessoa abre a primeira página do livro de vingança e a outra continua sua história, é difícil que a história não continue crescendo até atingir o clímax dessa situação. A intensidade das ações de ambos os personagens tende a aumentar à medida que os capítulos da história avançam.

A vingança reside na Terra do Nunca Jamais, onde você permanece jovem, não há regras, não há responsabilidade.

jovem abraçando luas

Quando surge um problema entre duas ou mais pessoas existem várias alternativas: fugir, atacar ou resolvê-lo. No caso da vingança, a alternativa escolhida é o ataque. Se ambas as pessoas decidirem usar a mesma estratégia, haverá uma escalada de conflito que aumentará até que uma das partes decida que já se perdeu muito nessa luta.

O mundo carece de compaixão e muita honra

Na cultura da honra, onde o importante não é o dano causado, mas a honra reparada, os relacionamentos são incendiados ao queimar as pessoas. Alimentar a vingança com ataques apenas atiçará a chama do ódio. Apagar o fogo é apenas o primeiro passo que permitirá que algo novo surja das cinzas.

Não há justiça na vingança, nem reparação no ataque.

Responder à dor com mais dor não mudará a situação, nem fará você se sentir melhor. Na maioria das vezes ser corajoso não significa responder mais forte que o outro, mas se colocar no lugar de quem te machucou e decidir que não quer que mais ninguém reviva essa dor.

This might interest you...
A neurociência da vingança
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
A neurociência da vingança

A neurociência da vingança diz que há pessoas que alimentam o ódio chegando até mesmo a planejar uma forma de devolver o desgosto sofrido.