A ética do trabalho: em que consiste?

A ética no trabalho significa que nosso trabalho é definido por valores e comportamentos guiados pelo respeito, convivência, senso de justiça, profissionalismo e humildade.
A ética do trabalho: em que consiste?

Última atualização: 16 fevereiro, 2022

Compromisso, honestidade, lealdade, sentido de justiça… A ética do trabalho é um atributo que todos os trabalhadores procuram nas suas empresas e que também se esforçam por assumir. São um conjunto de valores que enriquecem os ambientes de trabalho e os transformam em espaços de respeito onde se pode conviver e desenvolver-se profissionalmente.

Filósofos como André Gorz apontaram no final do século passado que a ética do trabalho está cada vez menos presente. Nessa sociedade pós-industrial, disse ele, descobrimos que trabalhar mais não é sinônimo de produzir mais e que produzir mais não nos faz felizes. Há algo errado com essa equação. A revolução do microchip, como ele a chamou, está desumanizando nossos empregos.

É necessário criar ambientes de trabalho mais nutritivos e respeitosos. Além disso, quando um conjunto de padrões básicos de comportamento e normas são estipulados e seguidos sobre o que é ou não aceitável fazer no trabalho, melhora a saúde mental e a motivação de toda a equipe humana de uma empresa.

Vamos ver em que consiste essa interessante dimensão ética.

Assédio, divulgação de fofocas e rumores são exemplos claros de falta de ética no trabalho

Mulher realiza trabalho sobre ética no trabalho

Os pilares da ética de trabalho

Em pesquisa realizada na George Mason University, na Virgínia, Estados Unidos, eles destacaram algo importante já em 2002. A ética de trabalho pode melhorar o avanço de qualquer economia. Quando estes pilares básicos são aplicados em um cenário de trabalho, o bem-estar e a eficiência econômica são otimizados.

Como o sociólogo e economista Max Weber apontou em sua época, o desejo instintivo de ganhar dinheiro não está na natureza do ser humano. As pessoas querem ganhar dinheiro para viver, e não viver apenas para trabalhar. Assim, algo que ele apontou é que o capitalismo moderno nos leva justamente para o último: ter uma existência dominada exclusivamente pelo trabalho.

Se somarmos a isso que nossos cenários de trabalho estão cada vez mais estressantes, injustos e precários, temos a bomba-relógio perfeita. Organizações sem uma ética de trabalho são ineficazes, tóxicas, improdutivas, incapazes de gerenciar talentos e cenários infelizes.

Nenhuma empresa ou organização tem projeção se não aplicar os pilares que a definem.

O cuidado

O primeiro pilar da ética de trabalho é respeitar os interesses e a integridade de todos os componentes de uma organização. Isso significa que tanto a própria empresa quanto os colaboradores devem ter em mente as necessidades e expectativas de todos naquele contexto.

Da mesma forma, é importante conhecer o potencial e as fraquezas dos outros para respeitar ou fortalecer os últimos e otimizar os primeiros.

A confiabilidade

Você pode confiar em seus colegas de trabalho e chefes? São figuras que cumprem as funções de sua posição? A ética de trabalho também exige que todos os membros cumpram suas tarefas, objetivos e prazos. Eles também precisam ser figuras que, através de seu trabalho, tragam qualidade a cada processo, harmonia ao grupo e apoio para cada desafio.

Dedicação à tarefa e respeito pelos outros

Um trabalho será executado da melhor maneira, desde que a pessoa se comprometa com sua tarefa e respeite os outros que cumprem a sua. Isto se refere a todo o organograma de uma empresa, desde o mais alto nível de gestão até o mais baixo nível de subordinados.

Dessa forma, fatores como o assédio no local de trabalho ou a irresponsabilidade de qualquer uma dessas figuras dinamizam completamente o que entendemos como uma ética de trabalho.

Quando há harmonia, respeito por todos os integrantes de uma empresa e cada um assume total responsabilidade pelo seu trabalho, os resultados chegam.

Justiça e integridade

Justiça se refere ao tratamento que dispensamos a cada pessoa que se relaciona em um ambiente de trabalho. É respeitar os direitos dos trabalhadores, atender adequadamente os clientes, fornecedores, investidores e até mesmo a equipe de limpeza. Todo ser humano merece um tratamento digno e que seus direitos sejam respeitados; e algo tão básico que não pode faltar no trabalho.

Da mesma forma, e quando se trata de integridade, é fundamental que haja sempre transparência, respeito e honestidade. É um valor que todos aprendemos com nossos pais, que eles nos ensinam na escola e que também aplicamos em nossos empregos. Ser íntegro é fazer a coisa certa em todas as circunstâncias, ser leal, honesto e disciplinado.

figuras que simbolizam a ética de trabalho

Perseverança e Compromisso

Perseverança é mais do que apenas um traço de personalidade. É uma dimensão psicológica que todos devemos desenvolver para ter sucesso na vida. Assim, em um ambiente de trabalho é fundamental que seus membros tenham uma atitude persistente, que saibam como lidar com a frustração para atingir objetivos.

O oposto de perseverança é passividade e esse traço não cria harmonia. Se temos, por exemplo, um colega de trabalho ou um líder passivo, custa muito nos comprometermos ou realizar nosso próprio trabalho. O mesmo ocorre com outro fator da ética no trabalho: o compromisso.

Somente pessoas comprometidas com sua equipe, seus trabalhadores, seus colegas de trabalho e seus projetos de negócios contribuem para o avanço e o bem-estar dessa organização.

A atitude profissional

O profissionalismo é uma atitude que realmente integra todas as dimensões anteriormente mencionadas. Define as pessoas que realizam seu trabalho com seriedade, eficiência, respeito e competência.

Cooperação: a arte de saber ser uma equipe

Cooperar é ter a capacidade de formar uma equipe, partilhar, chegar a acordos, saber discordar, compreender os outros, respeitar as diferenças, ajudar, ter empatia… Todas estas áreas formam um belo mosaico de valores irrefutáveis que tornam as organizações mais poderosas, aquelas que todos deveríamos estar promovendo.

Só assim o trabalho será mais digno, satisfatório e otimizado não só para atingir objetivos, mas para contribuir com o potencial humano.

This might interest you...
Os tipos mais comuns de assédio no trabalho
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Os tipos mais comuns de assédio no trabalho

Os tipos de assédio no trabalho podem ser muito sutis no início, mas aos poucos vão ganhando força até afetar o equilíbrio psicológico.



  • Schawbel, Dan (December 21, 2011). “Reviving Work Ethic in America” forbes.com. Retrieved 18 March 2018.
  • Miller, M.J., Woehr, D.J., & Hudspeth, N. (2002). The meaning and measurement of work ethic: Construction and initial validation of a multidimensional inventory. Journal of Vocational Behavior, 60, 451–489. https://doi.org/10.1006/jvbe.2001.1838
  •  T. Marek; W. Karwowski; M. Frankowicz; J. Kantola; P. Zgaga (2014). Human Factors of a Global Society: A System of Systems Perspective CRC Press. pp. 276–277. ISBN 978-1-4665-7287-4.