Benefícios psicológicos das tradições natalinas

março 21, 2019

O Natal geralmente evoca tranquilidade, paz e descanso. É uma época repleta de tradições que se repetem a cada ano. Quando, por várias razões, perdemos as comidas tradicionais ou não podemos participar da trocar de presentes, o Natal não é o mesmo. É uma festa que parece perder boa parte de seu significado quando alteramos as tradições natalinas.

O Natal é um presente sensorial. As luzes das ruas, as cores do papel de embrulho, os sabores da comida e os aromas das bebidas. É uma mistura de sensações que não vivemos em qualquer outra época do ano. Mas, acima de tudo, o Natal é uma época para estar em família, para reunir-se com entes queridos e sair da rotina.

Uma fuga para a ansiedade

O cotidiano é estressante, nos consome e vamos acumulando uma fadiga que pode acabar se tornando crônica. Por outro lado, nos deparamos com a incerteza, que muitas vezes é o melhor alimento para pensamentos catastróficos.

Por tudo isso, muitas pessoas precisam de um tempo como o Natal. Uma data especial a cada ano para viajar para a infância, reivindicar o direito de se sentir triste por aqueles que já não estão mais presentes ou desfrutar com aqueles que passam a maior parte do ano fora. Um tempo para abrir presentes, mas, especialmente, para receber abraços.

Não há tradição natalina completa sem uma refeição festiva

As tradições festivas, desde as orações até levantar um copo para fazer um brinde, são baseadas em rituais. Experimentos de laboratório e estudos de campo mostram que as ações estruturadas e repetitivas que intervêm nesses rituais podem atuar como apaziguadores contra a ansiedade ao transformar nosso mundo em um lugar mais previsível.

Naturalmente, muitos desses rituais também podem ser realizados em outras épocas do ano mas, durante o Natal, adquirem um significado maior. São celebrados em um lugar especial (a casa da família) e com um grupo especial de pessoas (nossos parentes e amigos mais próximos).

Por isso há mais pessoas que viajam no final do ano do que em qualquer outra época. As reuniões de pessoas que chegam de lugares distantes ajudam a deixar as preocupações para trás e permitem se reconectar com as antigas tradições familiares.

As tradições natalinas nas refeições

Não há tradição natalina completa sem uma refeição festiva. As longas horas gastas entre fogões para que a comida fique deliciosa são compensadas pelas horas gastas degustando a comida ou socializando na sobremesa. Além disso, como é de se esperar, ocasiões especiais exigem refeições especiais. Essas receitas geralmente incluem ingredientes secretos, não apenas culinários, mas também emocionais.

Compartilhar comida é um símbolo de comunidade, reúne toda a família ao redor da mesa e abre o caminho para as conversas e a conexão. Diversos estudos demonstram que realizar um ritual antes de uma refeição melhora a experiência de comer e faz com que a comida pareça mais saborosa.

Outros estudos descobriram que quando as crianças participam da preparação da comida, gostam mais dela, e que, quanto mais tempo leva para preparar um prato, mais o apreciamos. Assim, pode-se dizer que o esforço e a demora associados aos banquetes melhoram a experiência gastronômica.

Os presentes tradicionais

Uma das tradições natalinas é a troca de presentes que, interpretada a partir de uma perspectiva racional, não faz sentido. Quando trocamos presentes, o dinheiro é reciclado: de alguma forma, se pensarmos no valor dos presentes que damos e no dos que recebemos, os cálculos costumam se anular.

A partir deste ponto de vista, comprar o próprio presente seria mais eficiente. No entanto, dar é um ato que vai além: os presentes mantêm vínculos sociais ao nos forçar, mesmo que por apenas alguns minutos ou horas, a pensar no outro.

Embora o dinheiro seja reciclado, a satisfação de dar e receber presentes permite desfrutar daqueles que participam da troca deles. Além disso, o dinheiro gasto a mais no Natal geralmente é investido em presentes planejados com antecedência. Muitas pessoas preferem esperar o Natal para presentear algo.

Tradições familiares e natalinas

Tradições natalinas familiares

Sem dúvida, a função mais importante do Natal é a manutenção e o fortalecimento dos vínculos familiares. De fato, para parentes que moram longe, os rituais dessas festas podem ser a cola que mantém a família unida. As crianças, ao participarem das tradições natalinas, desenvolvem vínculos mais fortes com seus familiares. Além disso, ter melhores recordações dos rituais familiares está associado a interações mais positivas com as crianças.

Em resumo, rituais e costumes são indicadores de identidade e pertencimento ao grupo. Portanto, essa época cheia de tradições natalinas gera sentimentos de pertencimento e promove a generosidade. Talvez seja apenas uma desculpa, mas não vale a pena?

  • Mason, J., & Muir, S. (2013). Conjuring up traditions: Atmospheres, eras and family Christmases. Sociological Review. https://doi.org/10.1111/j.1467-954X.2012.02138.x