Carta aberta ao mundo em que vivemos - A Mente é Maravilhosa

Carta aberta ao mundo

novembro 2, 2016 em Emoções 1271 Compartilhados
Carta aberta ao mundo

Quando eu era pequena, havia uma frase que eu repetia para mim mesma, que faz parte de mim como se tivesse sido esculpida na pedra: “Aquele que se esforça sempre obtém aquilo que merece”. Mas este mundo me ensinou que aquele que se esforça pode se chocar contra um muro e o colapso pode quebrar seus ossos em muitos pedaços.

Quando criança a gente sonha em ser mais velho, crescer para poder ter mais voz no mundo e fazer grandes coisas. Porque você fará a diferença. E naquele momento não era um exercício de narcisismo, e sim uma crença fruto da inocência que somente a inocência pode entender.

É fácil ser feliz quando as coisas estão bem, quando ao redor se respira a tranquilidade que somente os olhos de uma criança ingênua enxergam em um mundo repleto de pessoas que fingem levar uma vida de cinema. Quando é mal visto se queixar e ser humano. Quando a ditadura da felicidade inundou nossas vidas.

É então que você cresce e o mundo muda

O que você pensava se transforma em uma absurda crença em um mundo justo, uma ideia irracional que dominava a sua vida e que agora é uma corda que prende o peito, uma corda que às vezes não deixa você respirar.

Você cresce e já nem sabe nem quem é porque as possibilidades se tornaram impossíveis. Porque o que você sonhava quanto criança parece distante e já não está ao alcance das mãos. Você cresce e vê que o esforço implica um sofrimento que muitas vezes não é recompensado.

mulher-mundo-fantastico

Você cresce e se lamenta negando a si mesmo coisas que nem sequer entende mas que prejudicam você profundamente na alma. Porque às vezes as palavras que dizemos a nós mesmos são gritos surdos que nos acorrentam à culpa que habita as nossas próprias almas por ter perdido a inocência.

Você cresce e descobre que a magia não existe, que a razão quer dominar em um mundo onde a incoerência alimenta o ego daqueles que têm o presente envenenado de uma vida mais fácil, sem nem sequer terem precisado se esforçar.

E então você sente que é uma decepção para si mesmo e para aqueles que amam você. Tem a sensação de ter sido tão ingênuo no passado e ter se rendido no presente, deixando-se levar por essa corda que o amarrava ao mundo, esse que você construiu quando criança e que parecia perfeito.

Mas você decide não parar de sonhar

Decide não procurar os responsáveis do passado para aceitar a sua própria responsabilidade pelo futuro. Decide que quando está cego de olhar o sol da injustiça, é muito provável que não encontre o caminho que leve à sombra que lhe dê abrigo enquanto você procura o seu lugar no mundo.

mulher-com-asas-por-do-sol

Você decide que vai se reerguer como uma ave fênix, ressurgindo das suas cinzas e voando com a cabeça elevada sobre o mar da indecisão no qual mergulhou quando perdeu a inocência, quando deixou de ser uma criança que lia histórias para se transformar no protagonista da sua própria história.

Então você decide tomar o leme do seu barco mesmo que seja contra a corrente. Mesmo que as ondas alheias respinguem com as censuras que refletem as suas próprias frustrações. Porque você aprendeu que é invencível se realmente luta por aquilo que quer.

E mesmo que em algum lugar o relógio continue correndo desfavoravelmente por não ter encontrado ainda o seu lugar no mundo, você sabe que tudo o que vale a pena nesta vida sempre é difícil de encontrar e muito mais difícil de obter.

Além disso, agora você já sabe responder a uma pergunta importante: a vida é uma porcaria? Sim, mas agora eu já aprendi e agora jogo com vantagem. A vantagem dos que lutam, sonham e persistem, dos que não se entregam, dos que realmente vivem com paixão cada passo incerto que dão para a frente, dos que mesmo com medo prosseguem. Porque a vida é isso, simplesmente isso.

Recomendados para você