9 coisas que é melhor não dizer no início de uma conversa

Tem gente que estraga uma conversa com a primeira palavra que fala. É necessário levar em consideração uma série de dicas para sabermos como criar diálogos eficazes e enriquecedores.
9 coisas que é melhor não dizer no início de uma conversa
Valeria Sabater

Escrito e verificado por o psicólogo Valeria Sabater.

Última atualização: 15 Novembro, 2021

Há coisas que é melhor não dizer no início de uma conversa, se não quisermos estragar esse diálogo de imediato. Levar em conta uma série de frases e expressões nos permitirá ser bons artesãos de diálogos práticos e, acima de tudo, enriquecedores. Como bem sabemos, são muitos aqueles que se valem de um estilo agressivo que nos deixa bloqueados com a primeira palavra.

Ainda não estamos totalmente cientes de como nossa realidade pode mudar quando nos tornamos bons comunicadores. Por exemplo, a pessoa que é hábil em iniciar e manter uma conversa reforça a sua autoconfiança. Não apenas a capacidade de chegar a acordos é otimizada, mas também a autoestima e a visão de si mesmo.

Assim, se é importante saber ouvir, transmitir uma mensagem com clareza e segurança e usar a assertividade, é igualmente decisivo saber abrir o diálogo. Começar uma conversa é como bater à porta de outra pessoa e nos apresentar à sua casa, no seu espaço íntimo e privado. Você não só tem que fazer isso com respeito, mas também cativar.

“Homens sábios falam porque têm algo a dizer; tolos porque têm que dizer algo.”
-Plato-

Amigos conversando

Coisas que é melhor não dizer no início de uma conversa

Existem ótimas maneiras de iniciar uma conversa e nove maneiras de estragá-la desde o início. O mais surpreendente é que, em muitos casos, aqueles que usam essas aberturas infelizes nem sempre estão cientes das limitações das suas habilidades de comunicação. Essas introduções inábeis costumam ser o resultado da má gestão emocional.

Às vezes, há quem se deixe levar pela raiva, impaciência ou frustração. Além disso, devemos ter em mente que essa forma agressiva de entrar no diálogo é característica da personalidade narcisista. Inclusive, estudos como os realizados na University of Iowa e na University of Texas destacam essa mesma variável.

O narcisismo conversacional é aquele que se concentra em você mesmo e ignora o seu interlocutor. De certa forma, o fato de iniciar um diálogo apenas com base em seus próprios sentimentos e necessidades (e nunca nos dos outros) tem muito a ver com esse perfil.

Portanto, vejamos as coisas que é melhor não dizer no início de uma conversa.

1. Com todo o respeito…

“Com todo o respeito, o que você disse há pouco não faz muito sentido, vim dizer que acho…”. Este poderia ser o exemplo de um iniciador de conversa que aplica esse conjunto de palavras. Como bem podemos imaginar, alguém que começa a falar conosco dessa forma já nos coloca na defensiva.

Esta é uma forma de sarcasmo e um estilo rude de diálogo. Existem muitas outras maneiras de abordar alguém para lhe dizer algo específico, e é melhor não começar assim.

2. Oi, eu não deveria te dizer isso, mas…

São muitas as pessoas que, de repente, vêm até nós dizendo esta frase para depois revelar algum tipo de informação. Sejamos claros: quem usa essas palavras é fofoqueiro ou está violando a confiança de alguém. Ele não é alguém em quem se possa confiar.

3. Eu sei que você não vai gostar do que vou te dizer, mas eu tenho que…

Como poderíamos nos sentir se alguém viesse até nós dizendo isso? O que sentiríamos é uma sensação de alarme e, depois de algum tempo, adotaríamos uma atitude defensiva. Ele vai nos dizer algo “ruim” e devemos nos preparar. Entre as coisas que convém não dizer no início de uma conversa, este é um exemplo claro.

Existem muitas maneiras de criticar alguém, mas essa não é a melhor delas. Em vez disso, podemos usar outros exemplos: Como vai você, como foi o seu dia? Se você tiver tempo, gostaria de falar com você sobre um aspecto. Respeito e entendo a sua posição, mas acho que talvez fosse bom pensar em outras opções (…).

4. Você e eu temos que conversar…

Entre as coisas que convém não dizer no início de uma conversa, esta é a mais marcante. É aquela que o valentão clássico do colégio usaria para intimidar outro aluno. Se você está com raiva de alguém, escolha outras maneiras, outros recursos, para comunicar isso.

5. Sem ofensa, mas eu acho…

Quando alguém se dirige a outra pessoa com o termo “sem ofensa”, já está sendo ofensivo. A comunicação é uma dinâmica tão sutil e delicada que palavras, tons e expressões podem ser armas muito dolorosas. Vamos tentar evitar esse “lead de conversação”.

6. Olha, na minha humilde opinião…

Nenhuma opinião é humilde. As opiniões são carregadas de valor e buscam expor uma realidade, a de cada um. Portanto, iniciar uma conversa dessa forma cria alguma preocupação. Na verdade, esses tipos de recursos são típicos de personalidades manipuladoras.

Homem e mulher conversando

7. Eu sei que não é da minha conta, mas…

Certamente ficaremos boquiabertos se alguém vier até nós dizendo algo assim. Na verdade, assim como o resto das coisas que é melhor não dizer no início de uma conversa, gera o mesmo sentimento: o de ameaça e até de medo.

8. Faz muito tempo que não conversamos, parece que você está me evitando

A pessoa que nos diz isso pode incluir um toque de humor em sua fala. No entanto, essa técnica não é educada nem adequada para iniciar um diálogo. É sempre melhor iniciar uma conversa evitando alusões pessoais e perturbadoras como esta.

9. Tenho que ser honesto com você

“Olá, tudo bem, olha, tenho que ser sincero com você (…)”. Esta forma de iniciar um diálogo encherá o receptor de preocupação desde o primeiro segundo. Todos nós sabemos que, quando alguém quer dar uma demonstração de sinceridade (e nos avisa), acaba sendo agressivo em sua mensagem, e isso é algo que deve ser evitado.

Todos nós sabemos que os processos de comunicação são altamente complexos. Porém, com um pouco de empatia, atenção e bom senso, podemos viver experiências harmoniosas e enriquecedoras, nas quais esses tipos de expressões nunca aparecerão.

Pode interessar a você...
Como a linguagem não verbal pode atrapalhar a nossa comunicação?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Como a linguagem não verbal pode atrapalhar a nossa comunicação?

A linguagem não verbal que atrapalha a comunicação influencia de forma significativa a nossa relação com os demais. Saiba como.



  • Ferguson, Sherry Devereaux (March 2014). Communication in everyday life : personal and professional contexts. Lennox Terrion, Jenepher, 1963-. Don Mills, Ontario, Canada. ISBN 978-0-19-544928-0. OCLC 861207333
  • Trenholm, Sarah, 1944- (2013). Interpersonal communication. Jensen, Arthur, 1954- (7th ed.). Oxford: Oxford University Press.
  • Vangelisti, Anita & Knapp, Mark & Daly, John. (1990). Conversational narcissism. Communication Monographs – COMMUN MONOGR. 57. 251-274. 10.1080/03637759009376202.