Existem pessoas sem sentimentos?

05 Outubro, 2020
Todos nós conhecemos pelo menos uma pessoa que não tem empatia. Isso, como resultado, torna mais fácil pensar que existem pessoas sem sentimentos. Existem pessoas incapazes de sentir emoções?

Existem pessoas sem sentimentos? Muitos já se fizeram essa pergunta mais de uma vez. Você pode se perguntar isso quando conhece alguém que é frio e que carece de empatia e conexão emocional. A maneira como ele ou ela age o leva a acreditar que está diante de um “coração de gelo”. Sem dúvida, suas atitudes podem fazê-lo se sentir desconfortável.

Além disso, também é comum associar esses tipos de perfis a personalidades psicopatas. É muito fácil cair na ideia de que aqueles que são incapazes de compreender as realidades emocionais dos outros têm algum tipo de problema. Ou então, que as pessoas capazes de prejudicar os outros de alguma forma, física ou psicologicamente, são desprovidas de emoções.

Há algo de assustador nisso. Imagine uma pessoa que não tem sentimento algum, que é incapaz de sentir amor, medo, tristeza, vergonha ou felicidade. Honestamente, se realmente existisse um ser com essas características, ele não seria humano. Em vez disso, ele provavelmente seria algum tipo de robô sofisticado equipado com inteligência artificial.

Portanto, embora seja muito comum ouvir alguém dizer a outra pessoa que ela não tem sentimentos, é importante lembrar que isso não é verdade. Todos nós temos sentimentos e emoções. Agora, ser capaz de entendê-los e expressá-los corretamente é uma questão muito diferente. E é sobre isso que vamos falar neste artigo.

Pessoas sem sentimentos

Se há uma coisa com a qual qualquer psicólogo está familiarizado é ler as emoções das pessoas. Muitas pessoas podem sentir raiva, decepção ou frustração e não aparentarem. Todo mundo tem desejos, e qualquer desejo, seja com boa ou má intenção, esconde uma emoção por trás dele.

Basicamente, o que queremos dizer é que não existem pessoas sem sentimentos. Todos nós os temos porque esses estados psicofisiológicos orquestram quem somos; eles facilitam o aprendizado, nosso desenvolvimento, nossa interação diária e praticamente tudo o que somos. Esses processos estão presentes em todos os cérebros. No entanto, o fato de estarem presentes não significa que “funcionem” da maneira correta.

Vamos analisar isso melhor.

Personalidades antissociais

Personalidades antissociais: o vazio afetivo e as emoções instrumentais

Quando você se pergunta se existem pessoas sem sentimentos, é comum que pense em psicopatas. Hoje, o termo “psicopata” não é comumente usado. Em vez disso, nos referimos a essas pessoas como portadoras do transtorno de personalidade antissocial, condição que atinge 1% da população. Aqui estão algumas características das pessoas que sofrem desse transtorno:

  • São incapazes de criar laços emocionais fortes.
  • São motivados apenas por fins instrumentais. Em outras palavras, procuram experimentar sensações e obter o que desejam como resultado.
  • Diferentemente da crença popular, os psicopatas têm empatia. Mas existem nuances.
  • Um estudo realizado na Universidade de Rotterdam, na Holanda, mostra que eles têm empatia cognitiva (eles entendem o que a outra pessoa está sentindo). No entanto, eles carecem de empatia afetiva (não se conectam com os outros a nível emocional). Isso facilita que eles manipulem e enganem.

Pessoas com alexitimia

Essas pessoas vão dizer que o amam, mas não vão demonstrar isso, pelo menos não da maneira como normalmente se espera. Elas são distantes e frias. Na maioria das vezes, não têm senso de humor e se entediam facilmente. Além disso, são bem taciturnas e não possuem aquela faísca que acende a ligação emocional com os outros. Muitos acreditam que as pessoas com alexitimia são um exemplo claro de que existem pessoas sem sentimentos. No entanto, assumir isso seria, novamente, um erro.

A causa da alexitimia é um distúrbio emocional de aprendizagem ou um distúrbio neurológico. Seja como for, isso realmente não importa, pois o resultado final é o mesmo: são pessoas incapazes de compreender seus próprios estados emocionais (e de outras pessoas). Elas acham extremamente difícil identificar exatamente como estão se sentindo no momento.

Apesar disso, elas amam e sentem felicidade, medo, saudade, angústia e esperança. Mas apesar de terem emoções, elas as vivenciam de uma forma distorcida e são incapazes de expressá-las como consequência.

Pessoas com alexitimia

Existem pessoas sem sentimentos?

A resposta é não – não existem pessoas sem sentimentos. A realidade é que todos os seres humanos têm a capacidade de experimentar emoções. Somente aqueles sem um sistema límbico no cérebro seriam incapazes de fazê-lo. Essa região é a que orquestra, em grande medida, cada processo psicológico básico, cada sensação e cada impulso que nos faz rir, chorar, nos emocionar, lembrar de um momento ou querer esquecê-lo.

As pessoas não são seres racionais. Em vez disso, são seres emocionais com a capacidade de raciocinar. Por um lado, as emoções são respostas neuroquímicas e hormonais que originam sensações em uma pessoa. Por outro lado, os sentimentos são representações mentais das emoções. Ambos os processos são constantes em cada um de nós. Pense nisso, você está sempre experimentando emoções.

Todo ser humano sente, mas não da mesma maneira. Além disso, nem todos usam as emoções como instrumento para promover a convivência e criar conexões enriquecedoras.

E esse é, possivelmente, nosso maior problema e desafio atualmente.

  • Josanne D. M. van Dongen (2020)The Empathic Brain of Psychopaths: From Social Science to Neuroscience in Empathy. Frontiers in Psychology.  16 April 2020 | https://doi.org/10.3389/fpsyg.2020.00695