Você sabe o que é uma experiência transpessoal?

As experiências transpessoais são comparáveis ​​às que ocorrem em práticas espirituais, jejuns, transes xamânicos ou diferentes rituais de diferentes culturas. Hoje nos aproximamos do movimento que define esse tipo de experiência como um elemento importante da nossa psique.
Você sabe o que é uma experiência transpessoal?

Última atualização: 26 Abril, 2021

Quando falamos de experiência transpessoal e psicologia transpessoal, estamos nos referindo a uma escola de pensamento que se encontra fora do que é cientificamente aceito. A psicologia transpessoal, pela sua própria natureza, ainda não pôde ser avaliada de acordo com o método científico que rege as bases da psicologia.

O termo transpessoal se refere à transcendência dos limites normais ou ordinários na própria experiência. Esses tipos de episódios são conhecidos como experiências místicas, espirituais, ocultas, mágicas ou paranormais. Ou seja, fazem referência a experiências que vão além da nossa realidade diária.

A cultura ocidental, especialmente, não aceita esses tipos de experiências como reais. Inclusive, como são experiências totalmente subjetivas, que o indivíduo vive dentro de si, não é possível estudá-las sob a arquitetura da metodologia científica atual.

É importante esclarecer esse ponto e reconhecer que o assunto em questão hoje está fora do campo científico. A motivação deste artigo nada mais é do que fazer uma curiosa abordagem da chamada quarta força, que surgiu da posição mais extrema da psicologia humanista.

Meditação

O que é “normal”?

Qualquer abordagem dessa escola de pensamento começa com a discussão sobre o que se entende por “normal". Um critério para definir a normalidade seria aquele que englobasse o que é considerado maioritário, comum ou admissível com base em uma perspectiva social. Ou seja, tudo que estiver localizado fora desse epicentro seria considerado “anormal".

O argumento dos psicólogos transpessoais diante desse fato envolve a identificação de que muitas das “anomalias" na verdade representam os primeiros passos e esforços de algumas pessoas para superar a mediocridade.

Nesse sentido, o “normal" seria mais uma construção social do que uma realidade. A discussão também passa pelas conotações negativas ou positivas que se queira dar a essa saída, ou tentativas de saída, do que é socialmente considerado normal.

Dentro da normalidade ou não, a verdade é que existem muitas pessoas que passam por esses tipos de experiências transpessoais. A abordagem terapêutica dos problemas que podem resultar desse tipo de experiência ou processo, como os decorrentes de qualquer mudança importante na vida das pessoas, também varia consideravelmente entre a psicologia científica e a não científica.

A emergência espiritual

As experiências transpessoais podem ocorrer em pessoas ativamente envolvidas em dar um significado mais transcendental às suas vidas. No entanto, também podem ocorrer em pessoas que não estão interessadas nessas questões. A verdade é que esse tipo de estado de consciência, diferente do ordinário, pode se desenvolver com diversos níveis de intensidade.

Uma experiência transpessoal descreveria um desenvolvimento gradual do potencial espiritual da pessoa sem interromper seu funcionamento psicológico, social e profissional. Em muitos casos, a experiência se intensifica e começa a ficar além do controle do indivíduo.

Isso é conhecido na psicologia transpessoal como “emergência espiritual". O renomado médico psiquiatra Stan Grof e sua esposa, Christina Grof, dedicaram suas vidas ao cuidado de pessoas em “emergência espiritual".

A experiência transpessoal: além dos cinco sentidos

Existem várias experiências que podem ser classificadas como transpessoais. A lista é enorme, mas as mais comuns são as experiências de quase morte, fenômenos energéticos, vivências arquetípicas universais, sincronicidades impressionantes, compreensão intuitiva de símbolos universais, etc.

Também merecem destaque as experiências de memórias de outras vidas, identificação com a consciência de outros seres humanos ou animais ou o desenvolvimento de uma consciência planetária. Todas essas vivências podem ser consideradas experiências transpessoais.

Para as tradições orientais, esse tipo de experiência não é um sinal de doença mental. Pelo contrário, são consideradas experiências místicas fora da consciência ordinária e são a passagem para outros tipos de consciência. Ou seja, o que para a nossa sociedade ocidentalizada é um problema, para a outra grande parte do mundo é um sinal de evolução. Sem dúvida, essa questão do conceito de normalidade de que falamos no início tem muito a dizer.

Aprenda sobre a experiência transpessoal

Unificando critérios

A psicologia transpessoal visa combinar a metodologia da psicologia convencional com as abordagens e disciplinas de consciência de outros tipos de tradições orientais. Essa escola também oferece outra maneira de compreender a psicopatologia.

Para psicólogos transpessoais, o conceito de cura inclui a modificação da consciência e o despertar espiritual. Eles consideram que o ser humano é muito mais do que suas experiências ordinárias e que, quando recebem a atenção devida, as experiências transpessoais podem gerar melhoras psicológicas importantes. O debate está aberto.

Pode interessar a você...
Christina Grof: o aspecto espiritual da natureza humana
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Christina Grof: o aspecto espiritual da natureza humana

Christina Grof trabalhou por mais de 30 anos no campo da psicologia transpessoal. Ela dedicou muito do seu tempo dando workshops e palestras no mundo todo.