Fale sobre você: como responder em uma entrevista de emprego

Quando pedirem que fale sobre você em uma entrevista de emprego, evite repetir informações que já estejam no seu currículo. Via de regra, o que o recrutador procura é ter uma ideia rápida e geral de como você é.
Fale sobre você: como responder em uma entrevista de emprego

Última atualização: 27 março, 2022

Entrevista presencial ou virtual. Se há algo do qual é difícil escapar durante os processos seletivos, é a clássica pergunta “fale sobre você ”. Portanto, sabemos que essa pergunta quase sempre aparece, que é uma parte decisiva, mas, apesar disso, é comum ficarmos travados ou até mesmo acabarmos falando de aspectos que não nos beneficiam.

Poucas perguntas são tão difusas quanto alguém nos pedir para falar sobre nós mesmos. Por onde começar? Será que devemos nos referir aos nossos hobbies, propósitos ou valores? Também não tem sentido voltar a citar dados sobre a própria experiência profissional ou acadêmica, uma vez que essa informação já está refletida no próprio currículo.

Porém, vamos nos lembrar de um detalhe simples e transcendental ao mesmo tempo. Os recrutadores consideram essa pergunta um ponto altamente relevante. Ela permite que tenham uma ideia rápida e geral de como somos, tanto do ponto de vista profissional quanto do pessoal. Por isso, é aqui que podem se destacar as suas habilidades sociais, o seu carisma, a sua determinação e também as suas soft skills.

Assim, vale a pena treinar antes para esta parte da entrevista. Afinal, o sucesso nada mais é do que a sutil e perfeita combinação do talento e, acima de tudo, da preparação.

Quando nos pedirem para falar sobre nós mesmos em um processo seletivo, é importante argumentar por que queremos trabalhar para aquela empresa.

Entrevista de emprego em que aparece a pergunta Fale sobre você

“Fale sobre você”, a pergunta para a qual devemos nos preparar em uma entrevista de emprego

Vamos admitir: nem todos gostam de falar sobre si mesmos. Afinal, é algo que nos parece estranho e, às vezes, até mesmo petulante. No entanto, no contexto de uma entrevista de emprego, é preciso virar a chave. No fim das contas, precisamos “nos vender”, passando uma imagem positiva, confiável e decisiva de nós mesmos. E isso implica não só ter atenção ao que vamos dizer, mas também à forma como vamos transmitir esta mensagem.

Além disso, trabalhos de pesquisa, como os realizados na Universidade de Calgary (Canadá), também insistem em um aspecto fundamental. É comum que, como candidatos a um emprego, possamos (às vezes) recorrer a estratégias enganosas para causar uma melhor impressão no entrevistador. Porém, essa não é uma boa estratégia, ainda mais sabendo que nos dizem “fale sobre você” no início da entrevista, para quebrar o gelo.

É possível passar uma imagem excepcional sem recorrer ao exagero ou à falsidade. O carisma aparece na confiança do candidato, na sua capacidade de se comunicar de forma sucinta, mas, ao mesmo tempo, inspiradora. Portanto, é fácil deduzir que, para ser bem-sucedido em uma entrevista, é preciso dominar uma série de estratégias.

Contornar com sucesso esse momento em que devemos falar sobre nós mesmos dependerá de termos ou não as seguintes chaves em mente.

Sinais de alerta: aspectos que devemos evitar

Quando nos dizem “fale sobre você”, há linhas que não devemos cruzar. Não importa o quanto estejamos nervosos, nem o quanto estejamos interessados em obter esse emprego. Vamos manter a mente calma para não cometer os seguintes erros:

  • Falar sobre a sua vida pessoal e seus hobbies.
  • Começar a sua apresentação listando os seus estudos ou fornecendo dados ou datas específicas que já aparecem no seu currículo.
  • Tente não improvisar. O maior erro que você pode cometer é não se preparar para essa entrevista e que, ainda por cima, isso também seja perceptível.

Uma fórmula simples: passado, presente e futuro

“De onde você vem, por que está aqui e o que espera do futuro?”. Esta é uma fórmula simples que pode nos permitir preparar, de forma eficaz, a pequena apresentação que vamos fazer quando a pergunta “fale sobre você” aparecer. A fórmula seria a seguinte:

  • Passado: explique ao entrevistador qual foi a sua trajetória e como você chegou a esse ponto da sua vida. Tente expandir as informações que você já forneceu no currículo.
  • Presente: argumente sobre o momento onde você está na sua vida atualmente, o que você está procurando e por que você quer trabalhar nessa empresa.
  • Futuro: passe para o recrutador uma imagem simples e inspiradora do que você espera alcançar a curto e longo prazo. Argumente sobre seus objetivos e perspectivas futuras.

Além disso, também é importante que, ao falar desses três momentos de vida, você possa vinculá-los de alguma forma ao cargo para o qual está se candidatando nessa empresa. O entrevistador deve perceber o seu comprometimento e interesse e, acima de tudo, perceber como você pode contribuir.

Seja concreto e inspirador; é preciso se diferenciar dos outros candidatos

Quando ouvir “fale sobre você”, mantenha um detalhe em mente. Muito provavelmente, você acabará recorrendo a frases que 99% dos candidatos usam. “Sempre sonhei em ser arquiteto; desde criança sinto a necessidade de ajudar as pessoas; acho que posso contribuir muito para esta empresa.”

Evite frases clichês e tente ser dinâmico e original. Faça isso de forma concreta, sem se estender demais, buscando o contato visual e usando uma atitude positiva. Além disso, também tente criar uma marca emocional e inspiradora no recrutador.

Durante uma entrevista de emprego, devemos evitar recitar um roteiro milimetricamente memorizado ou regurgitar detalhe por detalhe do nosso currículo. Vamos ser originais, vamos praticar em voz alta previamente e tentar nos destacar dentre os outros ao falar sobre nós mesmos.

garota em uma entrevista no Google em que pedem para falar sobre você

A necessidade de saber a quem nos dirigimos

Quando disserem “fale sobre você”, tenha em mente que, na verdade, o recrutador só quer saber se você é o tipo de pessoa que pode contribuir de alguma forma para a sua empresa. Como consequência, é decisivo que você saiba a quem se dirige, bem como qual é o projeto e quais são os valores que a organização defende.

Ou seja, não basta você se preparar para a entrevista desenvolvendo ao máximo a sua comunicação e carisma; também tente se informar melhor sobre a empresa para a qual você está se candidatando. Isso te dará uma vantagem e permitirá, acima de tudo, que você possa ajustar a sua fala.

Para concluir, embora seja verdade que qualquer processo seletivo gera incerteza e ansiedade, a preparação nos permite participar com uma maior segurança. Além disso, confiar em nós mesmos e no nosso potencial também funcionará como um valor agregado.

Pode interessar a você...
Como falar sobre seus defeitos em uma entrevista de emprego
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Como falar sobre seus defeitos em uma entrevista de emprego

É inevitável que sejamos questionados sobre nossos defeitos em uma entrevista de emprego. A chave é responder honestamente.



  • Bourdage, Joshua & Roulin, Nicolas & Tarraf, Rima. (2018). “I (Might Be) Just That Good”: Honest and Deceptive Impression Management in Employment Interviews. Personnel Psychology. 71. 597-632. 10.1111/peps.12285.
  • Charbonneau, Brooke & Reed, Madeline & Powell, Deborah. (2021). Self‐verification behavior as an employment interview tactic. International Journal of Selection and Assessment. 29. 10.1111/ijsa.12349.
  • Macan, Therese. (2009). The Employment Interview: A Review of Current Studies and Directions for Future Research. Human Resource Management Review. 19. 203-218. 10.1016/j.hrmr.2009.03.006.
  • Mccarthy, Julie & Goffin, Richard. (2004). Measuring Job Interview Anxiety: Beyond Weak Knees and Sweaty Palms. Personnel Psychology. 57. 607 – 637. 10.1111/j.1744-6570.2004.00002.x.