3 exercícios para meditar em casa

20 Agosto, 2020
Você está pensando em meditar e não sabe por onde começar? A seguir, vamos propor três exercícios simples que você pode fazer em casa.

A meditação é uma técnica milenar usada para treinar a mente a fim de reduzir o estresse e a ansiedade e promover a conexão consigo mesmo. Meditar por apenas 30 minutos por dia, sem sair de casa, pode ajudar a reduzir consideravelmente esses estados. Na verdade, não apenas diminui o mal-estar, como também ajuda a se sentir melhor do que o habitual.

Além disso, meditar em casa traz muitos benefícios. Entre eles, pode facilitar sua vida na hora de encontrar um lugar sem distrações. Da mesma forma, ajuda a nos sentirmos melhor e mais protegidos. Além disso, podemos praticar a qualquer momento.

Se você nunca meditou antes, pode ser um pouco difícil no início atingir o estado ideal de concentração e relaxamento. No entanto, seguindo alguns passos simples e praticando com frequência, vai ficar cada vez mais fácil.

Mulher meditando na sua cama

Primeiro, crie uma atmosfera

Antes de preparar o ambiente para a meditação, é necessário decidir se o exercício será realizado de forma livre, seguindo algumas pequenas orientações ou de forma guiada com um aplicativo ou vídeo.

Os aplicativos são muito úteis: você pode programar o tempo que deseja dedicar à prática e o nível inicial da atividade. Além disso, sempre será uma variação mais fácil no caso de uma pessoa que esteja começando.

Depois de decidir como será realizada a meditação, você deverá levar em consideração os seguintes aspectos para obter o máximo proveito:

  • Encontrar um lugar tranquilo. É essencial encontrar um canto que esteja o mais silencioso possível, onde a possibilidade de interrupção seja mínima ou nula. Se a atividade for interrompida, é possível que o resultado adequado não seja obtido.
  • Posição confortável. A posição de lótus é a escolha clássica para meditar, mas você pode começar experimentando outras posturas, até mesmo deitado. Independentemente de como você estiver posicionado, o importante é que não haja tensão muscular e que você possa se esquecer do seu corpo.
  • Evitar distrações. Como indicado acima, é fundamental evitar qualquer fonte de distração: desligar o telefone, a televisão, fechar a porta da sala, evitar ruídos externos…  O clima deve ser tranquilo para que você possa se focar nas sensações corporais.
  • Por fim, encontrar o momento oportuno. Embora a meditação deva permitir atingir um estado de relaxamento, se a pessoa estiver muito ativa ou com pressa, será bastante difícil realizar a prática corretamente e ela não terá nenhuma utilidade. Por isso, é necessário escolher um momento em que você esteja minimamente tranquilo para que possa passar algum tempo sem pressa e aproveitar.

Exercícios básicos para meditar em casa

Existem diferentes técnicas ou exercícios de meditação, mas alguns deles são mais simples para quem está começando a meditar em casa.

1. Exercícios de respiração

É o exercício mais básico de relaxamento e meditação e consiste em trabalhar a respiração. O controle desse mecanismo fisiológico é fundamental para relaxar e, embora possa parecer muito fácil, requer prática e concentração.

Deixando de lado os estímulos externos, devemos começar a fazer respirações profundas e pausadas, prestando atenção no movimento e percebendo como o corpo vai ficando cada vez mais relaxado. Se surgirem pensamentos, tente ignorá-los e volte a prestar atenção ao seu próprio corpo.

Esse exercício, além de ser muito útil por si só, é uma prática que deve ser realizada e mantida nos demais exercícios. Portanto, serve como uma iniciação e deve ser usado como base para o resto.

2. Observação objetiva

No exercício anterior, o foco era evitar pensamentos, mas nesse exercício devemos fazer o contrário. A observação objetiva consiste em relaxar o corpo e, em silêncio, deixar os pensamentos fluírem.

Assim, será necessário focar na observação dos pensamentos, sem tentar mudá-los ou intervir. Basta prestar atenção a eles sem se envolver.

Em suma, trata-se de ser um espectador dos pensamentos e não se deixar levar por eles. Pensar neles sem julgá-los; é como se os víssemos passar na nossa frente sem nos envolver com nenhum em particular.

3. Body scan

Outro exercício simples para meditar em casa é o Body Scan. Nesse exercício, enquanto ficamos em uma posição confortável e controlando nossa respiração, devemos observar mentalmente as diferentes áreas do corpo e as sensações experimentadas.

Para isso, primeiro você deve tentar deixar sua mente em branco e, em seguida, passar a pensar de forma focada nos diferentes grupos musculares.

Por exemplo, comece conectando-se com os pés, sinta-os, sem julgá-los, e perceba as sensações que você sente neles. Em seguida, passe para as pernas, observe o peso, o calor, a forma… e assim por diante, até percorrer o corpo todo.

Meditar em casa

Perceber o progresso ao meditar em casa

Como todo exercício, o fundamental é persistir, ter constância e ser paciente. Provavelmente no começo você não vai notar grandes avanços, e talvez isso te decepcione um pouco. No entanto, é muito difícil obter benefícios de curto prazo. Para isso, é necessário tempo e sempre tentar de novo, mesmo que não saia como gostaríamos.

Dizem que um hábito se constrói em cerca de 21 dias, mas, além disso, é preciso construir um novo estilo de vida, integrar essa atividade à sua rotina e tentar encontrar o momento e o ambiente adequados. Principalmente quando se trata de trabalhar os aspectos mais emocionais, como é o caso da meditação, o progresso é lento, mas o crescimento é enorme.