O curioso caso das pessoas que se divertem sem álcool

Se divertir sem beber álcool é possível. Descubra todos os detalhes neste artigo!
O curioso caso das pessoas que se divertem sem álcool

Última atualização: 05 Janeiro, 2022

Consumir álcool é um costume mundial que faz parte do ambiente de festa, tanto que todos se surpreendem quando alguém recusa um copo. Mas o fato é que as pessoas também podem se divertir sem tomar uma gota de bebida alcoólica.

As pessoas que não gostam o álcool têm motivos importantes para isso, como cuidar da saúde e estarem conscientes das próprias ações durante a noite. No entanto, essas pessoas ouvem um grande número de perguntas incômodas, como “não deixam você beber?” “você teve algum problema no passado?” ou “você não gosta de estar com a gente?”

Isso faz com que as pessoas se sintam interrogadas durante a festa, e tenham que inventar muitas desculpas. Por isso, a seguir contaremos uma anedota que esclarece o quão incômoda é a pressão social por não beber álcool.

O reflexo de se divertir sem beber álcool

Reza a lenda que existe uma pessoa que vai a festas e não bebe nem uma gota de cerveja, vinho ou qualquer bebida alcoólica.

Dançando na festa.

Esse indivíduo ficou na festa até de manhã, dançando e rindo. Isso mostra que algumas pessoas simplesmente têm gostos diferentes, e não veem muita graça em bebidas alcoólicas.

Mesmo assim a maioria das pessoas costumava chamá-lo de abstêmio e chato, e o obrigavam a passar por situações específicas que são experimentadas por quase todas as pessoas que vão a festas e não bebem álcool.

O início das perguntas por não beber álcool

O evento tinha acabado de começar, alguém viu a pessoa sem uma bebida na mão e a sequência característica de acontecimentos começou:

“Você não bebe? Vamos, toma pelo menos uma cerveja”. Mas diante da recusa, o questionamento seguiu com “então como você consegue se divertir?”

Nesses casos, diante de tanta insistência a pessoa tinha que repetir que sempre tinha saído sem precisar beber.

Na festa.

Além disso, ela também enfatizou que se divertia com a música, porque adorava sair para dançar ou cantar.

As perguntas continuam

Horas depois as perguntas ainda continuavam, desta vez foi a vez de “você não bebe porque teve uma experiência ruim?”

Ao que a pessoa respondeu novamente que não, que simplesmente nunca se interessou pela bebida. Então, tomado pela surpresa, um dos questionadores ignorou tudo que havia sido dito antes e disse que pagaria uma bebida para o outro.

Este era o momento mais incômodo, pois é difícil ir contra cordialidade e recusar a oferta. Por conta disso a pessoa não teve escolha a não ser aproveitar qualquer descuido para sair do local deixando o copo intacto no balcão.

O licor no bar.

A parte final da noite

Durante a madrugada os questionadores já estavam bêbados, então deixaram de perceber que alguém não estava bebendo.

No entanto, em alguns momentos reaparecia uma das perguntas que faltava: você usa drogas para aguentar?

Nesses casos cabia ao indivíduo explicar novamente a sua situação e tentar evitar dúvidas adicionais durante o resto da festa.

Você já percebeu o quão incômodo esse episódio se torna? Por isso hoje é um bom momento para mudar e não se comportar desta forma.

Como se divertir sem beber álcool?

Nas festas são múltiplos os elementos que geram bem-estar nas pessoas sem a necessidade de recorrer ao álcool. A primeira delas é a música, pois esse é um recurso que ativa o cérebro, libera dopamina e gera sensações únicas de prazer.

Além disso, dançar é outro dos caminhos ideais. Por se tratar de um exercício lúdico que enche as pessoas de energia, ela aumenta o humor, reduz o estresse e liberta a mente das preocupações.

Por último, o ato de socializar é um elemento que permite que as pessoas se divirtam. Isso acontece porque elas se sentam importantes, ouvidas, podem falar sobre acontecimentos que as fazem felizes e perceber que os outros também estão se divertindo.

Dançar.

O que você deve ter em mente

Cada pessoa tem gostos diferentes, e é importante aprender a respeitá-los. A diversidade é necessária para descobrir novos pontos de vista, ter empatia e construir relacionamentos interpessoais saudáveis.

Além disso é importante não abusar das bebidas alcoólicas, pois elas podem causar dependência, problemas cardiovasculares e depressão.

Pode interessar a você...
Três coisas simples que se tornaram complicadas
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Três coisas simples que se tornaram complicadas

Vivemos em tempos contraditórios em que coisas extremamente complexas se tornaram simples e coisas simples se tornaram complicadas.



  • Díaz R. Serrano L. Lo que necesitas saber sobre el alcohol para tomar tus propias decisiones [Internet]. Barcelona: SOCIDROGALCOHOL; 2003 [citado 16 de agosto de 2021]
  • Trujillo R. Flores G. Arias J. Dopamina: síntesis, liberación y receptores en el Sistema Nervioso Central [Internet]. México: Medigraphic; 2000 [citado 16 de agosto de 2021]