O que chamamos de respeito?

O respeito é a base para qualquer tipo de convivência. No entanto, é preciso conhecer suas características e internalizar essa atitude.
O que chamamos de respeito?

Última atualização: 03 junho, 2022

O respeito é uma atitude que favorece as relações interpessoais adequadas e satisfatórias. Além disso, o respeito é a atitude necessária para conviver sem conflitos, aceitando as diferenças entre as pessoas.

Respeitar é se distanciar da perspectiva diferente da outra pessoa e, portanto, isso nos ajuda a não julgá-la por causa da sua escolha ou opinião. Respeito implica levar em consideração a outra pessoa em suas diferenças individuais, sem pretender que ela seja de outra forma, que pense ou se comporte de uma maneira distinta do que é próprio dessa pessoa.

“Respeito é uma via de mão dupla, se você deseja recebê-lo, você deve cumpri-lo.”

-RG Risch-

Como conseguir respeitar a todos?

Respeitar é perceber que cada pessoa tem o direito de escolher ser quem realmente é, em sua forma de pensar, opinar, sentir, agir e até mesmo em seus gostos e preferências de vida. Cada um de nós é diferente dos outros, então desqualificar aquele que está diante de nós por ser diferente pode significar cruzar a linha do respeito.

Portanto, se cada pessoa tem o direito de ser quem decidir ser, ninguém mais deve opinar ou decidir sobre a outra pessoa. Podemos ter gostos diferentes, visões diferentes, mas, enquanto houver harmonia dentro da diferença, haverá respeito e, dessa forma, as relações pessoais fluirão adequadamente.

Querer que todos pensem como nós, mais do que falta de respeito, é algo irreal. Há tantos pontos de vista quanto há pessoas no planeta. Assim, o importante não é pensar da mesma forma, mas sim nos entendermos e convivermos em equilíbrio.

O respeito se expressa quando a outra pessoa não é julgada por sua perspectiva, suas decisões, seu comportamento ou seu modo de vida. Ela também não é censurada por nada, nem recriminada por ser do jeito que é, e também não se espera que ela seja de outra forma. A aceitação do outro é um sinal de abertura mental. Desta maneira, o respeito representa ter uma mente livre de preconceitos e emoções aflitivas em relação aos outros.

Assim, o respeito é o maior sinal de que aceitamos a outra pessoa em sua individualidade, em sua totalidade como a pessoa que é, e não como queríamos ou gostaríamos que fosse. Dessa forma, não impomos os nossos critérios aos outros, mas sim deixamos que fluam.

Amigos falando uns com os outros com respeito

Como expressar o respeito?

O respeito é demonstrado a partir da empatia, ou seja, a partir da atitude comunicativa que mostra que conhecemos, aceitamos e respeitamos a forma como a outra pessoa é. Embora possamos não compartilhar das suas decisões, opiniões ou comportamentos, isso não significa que deva haver confronto. Através do respeito, integramos diferentes pontos de vista e, ainda assim, a protagonista é a boa convivência.

A empatia é a ferramenta utilizada na comunicação assertiva ou adequada. É aquela que mostra respeito, depois de ouvir a outra pessoa, observando de onde ela fala, com seus sentimentos e suas experiências pessoais. Colocar-nos no lugar do outro também nos ajudará a entender melhor a sua maneira de pensar. Assim, se não conseguirmos entender totalmente o ponto de vista do outro, colocar-nos no seu lugar pode ser muito útil.

Para isso, expressa-se a compreensão e o entendimento em relação ao seu direito. E, se for o caso, posteriormente se expressa a própria opinião que, ainda que seja diferente, é sempre respeitosa diante da perspectiva alheia.

“A empatia consiste na experiência interna de compartilhar o estado emocional momentâneo de outra pessoa.”

-Roy Schafer-

Quando é mais difícil respeitar?

casal zangado virando as costas

É mais difícil respeitar quando queremos a todo custo que nos deem a razão. Também quando assumimos que, acima de qualquer perspectiva, a nossa posição é a única possível e a que tem absoluta certeza. Essa maneira de pensar só levará ao confronto e à hostilidade. Se nos apegamos a um ponto de vista específico e o tomamos como o único válido, corremos o risco de acreditar em uma superioridade moral que nos distanciará dos demais.

Por outro lado, o respeito é improvável quando a atitude é agressiva em relação à outra pessoa. Nos gestos, na comunicação não verbal e nas atitudes, mesmo com palavras adequadas, o respeito não estará presente.

O respeito por si mesmo também é importante

Quando se pensa em respeito, o olhar geralmente se volta para fora. No entanto, respeitar a si mesmo também é parte fundamental dessa dinâmica, pois se trata de valorizar a própria existência. Por meio disso, projeta-se o respeito aos demais seres vivos que cercam o indivíduo.

Desenvolver esse tipo de respeito é um desafio, pois ele é questionado diariamente pelos outros e pela própria pessoa. Desenvolvê-lo e aplicá-lo na vida cotidiana requer reflexão, introspecção e honestidade. Somente através do autorrespeito é que podemos ganhar autoconfiança, otimismo e esperança.

Respeitar…

Temos que considerar a nossa perspectiva como apenas uma possibilidade entre tantas outras. Devemos falar na primeira pessoa, dando nossa opinião e expressando qual é o nosso ponto de vista, não como quem proclama “a lei como verdade absoluta”.

É fundamental aceitar que a nossa percepção, embora pareça objetiva, não é objetiva de forma alguma, pois está sujeita à nossa própria interpretação, com base em experiências anteriores, estado de humor e até mesmo crenças anteriores que já existem em cada pessoa. Tudo isso em função de sua própria aprendizagem.

E, ao nos dirigirmos aos outros, devemos partir da empatia. Isso inclui ouvir e observar a perspectiva da outra pessoa, bem como aceitar o seu direito de ser como quiser ser.

Pode interessar a você...
Empatia, a difícil e enriquecedora tarefa de se colocar no lugar do outro
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Empatia, a difícil e enriquecedora tarefa de se colocar no lugar do outro

Estamos conectados com o nosso interior, mas também com o exterior, e nos dois tipos de conexão a empatia desempenha um papel muito importante.