Você sabe o que é o bud sex?

· abril 24, 2019

Bud sex é um novo conceito no campo das relações sexuais. É um termo usado para se referir à prática sexual entre homens heterossexuais por mero prazer que, além disso, reivindicam seu status como héteros.

Muitos consideram que é impossível fazer bud sex sem ser homossexual, enquanto outros o consideram uma atividade sexual por mero prazer. A questão é que aqueles que o praticam defendem sua heterossexualidade. Inclusive, em alguns casos eles têm parceira e filhos, e explicam que simplesmente o fazem para satisfazer seus instintos.

O que é bud sex?

O fenômeno do bud sex surgiu à luz de uma pesquisa realizada pelo sociólogo Tony Silva, da Universidade de Otago. Este estudo consistia na análise dessa prática entre homens de uma população rural. De fato, a partir de seus depoimentos, o professor Silva apontou algumas das principais características nas quais esse tipo de relação se baseia, bem como o significado que tem para os envolvidos.

Tony Silva explicou que o objetivo era estudar o bud sex e relacioná-lo aos múltiplos fatores que afetam a identidade sexual, como a cultura, contexto social, lugar, momento histórico e interpretações pessoais.

Homens na cama

De acordo com os dados obtidos na pesquisa, os participantes desta prática sexual selecionavam seus parceiros com base na masculinidade, raça e identidade sexual. Ou seja, muitos dos homens escolhem outros homens “masculinos”, de sua raça (brancos, pois o estudo foi realizado com essa população) e heterossexuais ou, secretamente, bissexuais.

Dessa forma, eles normalizavam os encontros como heterossexuais e normativamente masculinos (apesar de terem relações sexuais entre homens), uma vez que a escolha de pessoas como eles faz com que se sintam “afastados” da homossexualidade.

Características do bud sex

No bud sex não há romantismo, embora seja verdade que alguns laços emocionais podem ser criados, pois seus membros estabelecem as bases de sua relação na cumplicidade e amizade. Na verdade, eles geralmente compartilham hobbies, comentários sobre política, mulheres, etc. Desta forma, o sexo atua como um elemento adicional ao relacionamento.

“O sexo sem amor só alivia o abismo que existe entre dois seres humanos momentaneamente.”
-Erich Fromm-

Outra das características fundamentais do bud sex é o sigilo que essa prática envolve. A maioria dos entrevistados reconheceu que precisava manter segredo. Desta forma, descobrimos que o pilar fundamental não é tanto o que eles fazem entre eles, mas como eles o realizam.

Aqueles que praticam bud sex mantêm uma relação não romântica e oculta e interpretam os atos sexuais a partir da heteronormatividade atual para reafirmar sua masculinidade.

Assim, os perfis dos homens que realizam essa prática sexual são homens heterossexuais, brancos, geralmente casados ​​e com filhos, de 50 anos e que internalizam a heteronormatividade e as regras masculinas há muito tempo. Normalmente, viveram em uma época em que era difícil expressar qualquer outro tipo de desejo sexual. Além disso, entendem a masculinidade como um traço carente de características femininas, baseada em estereótipos de gênero.

Homens se beijando

O discurso homofóbico

Apesar de manter um relacionamento sexual com um homem, a maioria mantém um discurso homofóbico. A rejeição ao feminino é evidente no momento da escolha do parceiro sexual. Na verdade, homens de aparência afeminada são rejeitados. O fato de estar com outro homem que visualiza mais abertamente a homossexualidade faz com que eles tenham uma visão de si mesmos que não concorda com o que eles aprenderam.

Por outro lado, esse pensamento homofóbico pode surgir de um pensamento estereotipado anterior, em relação aos papéis feminino e masculino. Ou seja, os atributos femininos foram considerados inferiores. Os masculinos, por outro lado, foram valorizados positivamente.

Em conclusão, o bud sex é uma prática que alguns homens exercem para expressar seu desejo sexual. Um desejo de qual eles tenham sido privados por um tempo. Entretanto, a moral aprendida e as normas internalizadas guiam seu comportamento. Assim, o modo como o praticam e o perfil do parceiro sexual permitem reafirmar suas crenças.

  • Figari, C. (2008). Heterosexualidades masculinas flexibles. Todo sexo es político.
  • Silva, T. (2017) Bud Sex: Constructing normative masculinity among rural straight men that have sex with men. Gender and Society. 31 (1), 51 – 73
  • Valcuende del Río, J. M. (2010). Sexo entre hombres: los límites de la masculinidad. Revista Internacional de Ciencias Sociales y Humanidades, SOCIOTAM20(1).