Percepção extrassensorial: é possível ler mentes ou sentir a presença de espíritos?

É possível ler mentes ou sentir a presença de espíritos? Pesquisas sobre percepção extrassensorial apontam para uma distância significativa nesse campo entre o que parece acontecer e o que realmente acontece.
Percepção extrassensorial: é possível ler mentes ou sentir a presença de espíritos?

Última atualização: 06 junho, 2022

Casos de pessoas com supostas habilidades psíquicas especiais, como telepatia ou clarividência, são frequentes na história. Esses tipos de habilidades são geralmente classificados como percepção extrassensorial. Há quem diga que desenvolver esse tipo de “dom” é possível, enquanto outros descartam essa ideia.

Embora pareça ser um assunto ligado ao “mágico” ou “místico”, sérias tentativas foram feitas para investigá-lo cientificamente. Os achados nesse sentido são interessantes, apontando para a ideia de que existe uma distância considerável entre o que parece acontecer e o que realmente acontece.

O que é percepção extrassensorial?

O termo “percepção extrassensorial” (PE) refere-se a um conjunto de supostas habilidades psicológicas sobre-humanas. São chamadas de “extrassensoriais” porque, segundo sua descrição, não dependeriam dos sentidos humanos “normais”, como visão ou audição. Esse tipo de percepção está associada a outro tipo de habilidades sensoriais que não conhecemos bem.

Do ponto de vista histórico, a PE é um tema comum nas culturas humanas. As sociedades antigas costumavam contar com os talentos de xamãs ou curandeiros que possuíam habilidades supostamente anormais. Normalmente, seu poder estava relacionado à presença de alguma divindade, espírito ou demônio.

No entanto, foi somente no século 20 que esse fenômeno começou a ser investigado no campo da ciência. Dessa forma, Joseph Banks Rhine, um botânico dos Estados Unidos, começou a realizar experimentos de percepção extrassensorial. Por isso, é considerado uma das principais figuras na ascensão da parapsicologia como campo de pesquisa.

Mulher com luz para representar pessoas atenciosas

Tipos de fenômenos extrassensoriais

Dando continuidade ao exposto, Rhine desenvolveu pesquisas para verificar diferentes fenômenos extrassensoriais. Como resultado desses estudos, foi possível aprofundar a compreensão desses conceitos que conheceremos a seguir.

Telepatia

A telepatia é uma suposta habilidade psíquica que permite fazer coisas diferentes. Em primeiro lugar, a pessoa poderia ler os pensamentos e emoções de outra sem a necessidade de expressá-los. Da mesma forma, ela seria capaz de transmitir suas próprias ideias à mente de outra pessoa sem usar nenhum tipo de linguagem.

Um dos experimentos de Rhine para fornecer dados a favor da telepatia foi baseado nas cartas Zener. Estamos falando de uma série de cartas com figuras que o experimentador embaralha e depois escolhe uma carta. A ideia era que o participante tentasse adivinhar a carta usando sua habilidade telepática.

Clarividência

Outro fenômeno de percepção extrassensorial conhecido é a clarividência. Trata-se da suposta capacidade de ter visões sobre pessoas ou eventos. Por exemplo, um clarividente poderia adivinhar a localização de alguém que desapareceu usando sua habilidade.

Um famoso experimento de clarividência foi desenvolvido por Upton Sinclair, um escritor americano. Sinclair afirmou que sua esposa era capaz de reproduzir com precisão os desenhos que ele fazia, sem vê-los. Quer dizer, era como se ela pudesse visualizar as figuras à distância através de algum tipo de visão remota.

Médiuns

Os médiuns costumam ser personagens frequentes em filmes de terror devido à sua suposta capacidade de entrar em contato com espíritos ou demônios. Aqueles que se identificam como médiuns afirmam ser capazes de ouvir ou sentir seres de outros mundos. Por isso, é comum que eles se envolvam na investigação de fenômenos paranormais como as “casas mal-assombradas”.

Uma das médiuns mais famosas é Lorraine Warren, uma parapsicóloga americana. Ela, junto com o marido, foi encarregada de investigar diferentes casos de atividade “sobrenatural”. De fato, o popular filme The Conjuring é baseado em um de seus casos.

É possível desenvolver algum tipo de percepção extrassensorial?

Aqueles que defendem a existência da percepção extrassensorial costumam dizer que é uma capacidade humana inata. Em outras palavras, nascemos com essas habilidades, mas elas permanecem “adormecidas” por falta de estímulo ou prática. Seguindo essa lógica, seria possível despertar nossos dons psíquicos se nos exercitássemos para isso.

Algumas técnicas que costumam ser recomendadas para esse fim são a meditação ou ioga. Exercícios de visualização mental, uso de cristais com propriedades “místicas” e outros tipos de rituais também estão incluídos. Agora, é realmente possível? Vamos ver o que dizem as evidências científicas.

Silhueta de mulher representando a mente iluminada

Evidências científicas sobre a percepção extrassensorial

Para começar, os experimentos realizados no passado para avaliar esse tipo de percepção foram criticados na época. Por exemplo, no caso das cartas Zener, falava-se de um fator estatístico em que se considerava a probabilidade de sucesso por acaso. Nesse mesmo sentido, os experimentos de Sinclair também foram questionados por sua falta de rigor científico.

Por outro lado, muitos dos conceitos nos quais o PE se baseia também não podem ser verificados com experimentos. A existência de fenômenos como chacras ou energia psíquica são incompatíveis com o que conhecemos da anatomia humana. Muitos deles são baseados em textos religiosos antigos com descrições imprecisas do corpo humano.

Além disso, a evidência experimental é contrária ao que propõem os teóricos que defendem o PE. Huang (2019) publicou um artigo no qual explica que os fenômenos extrassensoriais estão provavelmente associados a falsas percepções. Segundo o autor, uma falsa estimulação interna seria confundida com um estímulo objetivo que é detectado pelos sentidos.

Da mesma forma, Liu (2021) realizou uma meta-análise sobre estudos de telepatia. Em suas conclusões ele aponta que, em condições experimentais, os efeitos da telepatia são quase “nulos”. Assim, embora as hipóteses sobre a percepção extrassensorial sejam interessantes, todavia não há evidências científicas suficientes para apoiá-las.

Pode interessar a você...
A telepatia entre gêmeos: verdade ou mentira?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
A telepatia entre gêmeos: verdade ou mentira?

Fala-se da telepatia entre gêmeos há muito tempo, e há centenas de relatos que parecem confirmar a existência desse tipo de conexão especial. Saiba...



  • Huang, W. (2019). A Psychological Perspective on Extrasensory Perception. In Biophysics and Neurophysiology of the Sixth Sense (pp. 107-110). Springer, Cham.
  • Liu, Y. (2021, October). Detecting Telepathy: A Meta-analysis for Extrasensory Perception Experiments in Last 20 Years. In 2021 6th International Conference on Modern Management and Education Technology (MMET 2021) (pp. 428-432). Atlantis Press.