Pessoas amarguradas: características psicológicas e como entendê-las

Certamente você já conheceu pessoas com comportamentos tóxicos em relação aos outros e pensou: quanta amargura! Mas o que está por trás dessas pessoas amarguradas? Como podemos entendê-las melhor?
Pessoas amarguradas: características psicológicas e como entendê-las

Última atualização: 21 março, 2022

Ter que lidar com pessoas de mau humor pode ser desconfortável e até mesmo intimidador. Afinal, estas são situações complexas em que muitas vezes não sabemos como agir. No entanto, lidar com pessoas amarguradas não é necessariamente um desafio tão difícil quanto você imagina.

Todos nós passamos por alguns dias ruins nos quais o nosso comportamento não é o melhor. No entanto, existem pessoas que vivem constantemente nesse estado, projetando amargura o tempo todo, até mesmo nos supostos momentos em que “deveriam” estar felizes. Vamos descobrir um pouco mais sobre esse tipo de pessoa!

“Todo o nosso descontentamento por aquilo que nos falta procede da nossa falta de gratidão por aquilo que temos.”

-Daniel Defoe-

Como são as pessoas amarguradas?

Você certamente já conheceu uma pessoa amargurada em algum momento da vida. Inclusive, é provável que em muitos momentos você não tenha sido exatamente a representação da alegria. Mas será que você sabe o que é a amargura? Não se preocupe, pois vamos te explicar tudo.

A amargura é uma mistura bastante complexa de emoções, entre as quais se destacam a tristeza e a raiva. Porém, isso não significa que todos nós, ao sentir raiva ou tristeza, vamos nos tornar pessoas amarguradas. Isso acontece quando não conseguimos administrar as emoções de forma assertiva e, ao invés de drenar essas emoções e liberá-las, as guardamos dentro de nós, transformando-as em ressentimento ao longo do caminho.

Homem falando com uma mulher amargurada

O que gera a amargura?

Decepção, sentimento de traição, sentimentos de injustiça ou de fracasso em atender às expectativas podem levar à amargura. Isso afeta diretamente todas as áreas da vida, com um impacto negativo nas relações interpessoais.

Esse tipo de pessoa geralmente joga com a culpa. Elas têm muitíssima dificuldade para assumir as suas responsabilidades, então procuram e apontam ao seu redor para aqueles que elas entendem ou identificam como a causa de seus infortúnios.

Por que as pessoas amarguradas são assim?

Tentar entender por que uma pessoa é amargurada pode se tornar um verdadeiro trabalho de investigação. Afinal, estamos falando de vários fatores que influenciam no aparecimento da amargura, e também de pessoas que geralmente são muito reservadas e que submetem os outros a vários testes antes que possam se abrir.

No entanto, há um aspecto geral que podemos citar: o manejo inadequado das emoções. Assim, a amargura geralmente é apenas a forma que a raiva, a decepção ou a tristeza assumem.

Outras causas que explicam o comportamento dessas pessoas

A raiva reprimida e ignorada também pode ser um fator importante para o aparecimento da amargura. Além disso, ter vivido situações de injustiça que permaneceram sem resolução também é algo que pode contribuir para o surgimento da amargura.

As pessoas amarguradas permanecem ancoradas em eventos do seu passado nos quais experimentaram emoções que fizeram com que se sentissem mal. Uma vez que não possuem a habilidade para administrar esse sentimento ruim, elas ficam presas em um estado do qual não conseguem sair.

“Aqui embaixo haveria menos amargura se os homens não se dedicassem tanto a recordar velhas dores, em vez de suportar com integridade as presentes.”

-Goethe-

Atitudes e características psicológicas comuns das pessoas amarguradas

As pessoas amarguradas geralmente apresentam comportamentos repetitivos, tais como:

  • Culpar os outros por tudo o que acontece.
  • Acreditar de antemão que tudo o que fizerem vai acabar muito mal.
  • A queixa é uma constante em sua vida.
  • Reclamar constantemente por qualquer coisa.
  • Geralmente se percebem como vítimas em todas as situações.
  • Seus tópicos de conversa giram em torno de coisas negativas e problemas.
  • Geralmente afastam/se afastam das pessoas e, por isso costumam ser muito solitárias.
  • Procuram ferir os outros emocionalmente, muitas vezes sem motivo aparente.
  • Têm discussões constantes com seus parceiros e parentes.
  • São egoístas. Seus interesses estão acima dos outros.
  • Criam ambientes hostis nos lugares em que estão com frequência, tais como casa ou trabalho.
casal reclamando

O que podemos fazer?

Ter qualquer tipo de interação com uma pessoa amargurada é bastante difícil e pode até mesmo nos deixar de muito mau humor também. No entanto, é importante ter em mente que as pessoas amarguradas geralmente não vivem nesse estado durante o dia todo. Então o que podemos fazer?

  • Há momentos específicos em que a amargura é muito pior e é justamente nesses momentos que o melhor que podemos fazer é evitar interagir com essas pessoas.
  • Entenda que pessoas amarguradas não têm conflitos apenas com você; esta é a maneira que elas se relacionam com os outros. Portanto, não leve para o lado pessoal.
  • A empatia. Sabemos que pode ser muito difícil lidar com uma pessoa amargurada, mas tente enxergar além das suas atitudes negativas. A compreensão é a chave para saber que ela não está fazendo isso porque é uma pessoa ruim.
  • Não deixe que ela use comportamentos passivo-agressivos com você. Essa é uma das qualidades mais marcantes das pessoas amarguradas e, por esse motivo, é importante que você impeça esse tipo de comportamento para evitar problemas.
  • Fale sempre com compreensão, mas seja firme. Também estabeleça limites em relação às suas atitudes com você, mas com a mente e o coração abertos para tentar entender porque a pessoa age dessa forma.

Essa aura de desânimo que as pessoas ao nosso redor carregam pode nos causar um grande desconforto em determinados momentos. Inclusive, a nossa maior tentação pode até mesmo ser a de nos afastarmos para evitar essa erosão, quase obrigatória, quando essa situação ocorre.

Neste artigo, no entanto, vimos algumas estratégias que podemos usar se tivermos vontade de tentar melhorar o humor do outro.

Pode interessar a você...
Se alguém o trata mal, há algo errado com ele, não com você
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Se alguém o trata mal, há algo errado com ele, não com você

Se alguém o trata mal, lembre-se de que a responsabilidade não é sua. São as pessoas que estão errando, que têm "algo de ruim" em seu interior.



  • Goleman, D. (1996) Inteligencia emocional. Editorial Kairós.
  • Moya-Albiol L, Herrero N & Bernal MC. (2010). Bases neuronales de la empatía. Rev Neurol, 50, 89-100.
  • Pedrajas, N. et al. (s.f.). Gestión emocional: los primeros pasos desde la infancia.
  • Sober, E. (1998). El egoísmo psicológico. Isegoría, (18), 47-70