Como definir um plano de alimentação saudável que funcione para você

Quantas vezes você já se propôs a seguir um plano de alimentação saudável e, no final, não conseguiu cumpri-lo? Talvez seja porque você não está motivado o suficiente? Aqui, lhe daremos algumas dicas para que você consiga, de uma vez por todas, seguir aquele plano que tanto deseja.
Como definir um plano de alimentação saudável que funcione para você

Última atualização: 16 fevereiro, 2022

Quantas vezes você já se propôs a seguir um plano de alimentação saudável e, no final das contas, não conseguiu? Na maioria das vezes, o fator que acaba com o projeto é a falta de motivação, embora ela não falte no início. Por outro lado, muitas vezes os motivos que impulsionam esta dieta também fazem sentido em termos de saúde: cuidar do nosso corpo comendo melhor.

Podemos desejar emagrecer, ter mais energia, melhorar a aparência, prevenir desconfortos ou problemas derivados dos hábitos alimentares, etc. Em geral, seja qual for o motivo, o que quase todo mundo quer é encontrar uma maneira mais saudável de se alimentar.

Mas uma coisa é seguir um plano de alimentação saudável e outra é encontrar um que funcione para você pessoalmente.

Na verdade, um dos problemas é que atribuímos o fracasso em executar nosso plano à falta de vontade ou disciplina. No entanto, o verdadeiro problema de não cumprir aquele compromisso que adquirimos com nós mesmos pode ter sido simplesmente que aquilo que propomos é muito difícil, um passo que é – para o momento e para nós – grande demais.

Talvez esse plano seja aparentemente ideal, mas pode não ser adequado para você, porque as demandas são muitas e podem exceder o que você é capaz. O que você poderia fazer é encontrar algo que funcione para você, algo que você possa integrar como um hábito e que não envolva um nível tão alto de esforço.

Esse plano de alimentação saudável deve envolver uma mudança profunda e verdadeira na sua aparência ou na sua saúde para que funcione e para que você possa concluí-lo sem desistir. Ou seja, os próprios avanços devem atuar como reforçadores.

Se a mudança obtida for apenas temporária, então o benefício será apenas temporário e será mais fácil para você abandonar seus planos alimentares.



  • Bender, D. A. (1995). Introducción a la nutrición y al metabolismo. Zaragoza: Ed. Acribia.
  • Cervera, P., Clapés, J. y Rigolfas, R. (2004). Alimentación y dietoterapia (4ª ed). Madrid: Ed. McGraw-Hill Interamericana.