Conheça uma técnica para aumentar a autoestima

12 Outubro, 2020
"Só por hoje, pare de se julgar e lembre-se de que você vale mais do que pensa". Se você quer descobrir uma técnica simples e prática para melhorar aos poucos a sua autoestima e parar de autossabotar o seu potencial, experimente este exercício.

Ao buscar uma técnica para aumentar a autoestima, é comum encontrar vários tipos de abordagens. Afinal, poucos ofícios no universo humano são tão relevantes para a psicologia quanto este. Abraham Maslow, por exemplo, a definiu em sua época como uma necessidade básica; algo que, caso não seja cuidado, não nos permitirá alcançar a autorrealização e a felicidade.

A baixa autoestima é, de fato, o centro de muitos dos nossos problemas, dos transtornos de ansiedade, da depressão, de muitos problemas de relacionamento e, em essência, do sofrimento diário. São muitas as abordagens e escolas psicológicas que têm se aprofundado nesta área para nos fornecer conhecimentos e recursos para atendê-la, repará-la e curá-la.

Se essa dimensão é uma eterna negligenciada, é basicamente por dois motivos. O primeiro se deve geralmente à nossa infância, à maneira como fomos criados, se nossos pais foram capazes de nos validar, de nos fazer sentir valiosos, seguros e capazes de caminhar pela vida.

A segunda razão também é importante. A autoestima não é um conceito estável. Não é algo que se alcança e conserva até o fim da sua existência. Essa área da nossa arquitetura mental e emocional costuma ser muito instável. Basta uma experiência ruim para enfraquecê-la.

Portanto, as pessoas são obrigadas a cuidar dela como quem cuida de um jardim, todos os dias. Você tem que eliminar as ervas daninhas, plantar boas sementes e regar as flores que crescem naquela terra diariamente. Vamos conhecer um recurso simples para promover esse autocuidado.

A árvore da autoestima

Técnica para aumentar a autoestima

Muitos de nós estamos preocupados com o que os outros pensam de nós. Tanto que, às vezes, chegamos a esconder aspectos da nossa personalidade. Fazemos isso para obter aceitação e evitar julgamentos. Além disso, às vezes o simples fato de viver com uma pessoa narcisista pode acabar drenando completamente a nossa autoestima.

Passamos tanto tempo tentando ganhar o afeto ou a aprovação daquela pessoa (uma mãe ou pai narcisista, um parceiro, etc.) que é comum levar a autoestima ao mínimo. É necessário se distanciar dessas figuras de sofrimento para curar o trauma e fortalecer novamente essa área.

Como apontamos no início, essa tarefa deve ser diária. Um trabalho de pesquisa realizado por Crocker, J. e Parkh, L.E. (2004) na Universidade de Houston, Texas, indica que muitas vezes passamos a vida toda procurando fontes que reforcem a nossa autoestima. Essas fontes podem ser um novo relacionamento afetivo, um bom grupo de amigos, um bom trabalho, etc.

No entanto, toda essa busca externa é infrutífera. A melhor técnica para aumentar a autoestima é aquela que se concentra no trabalho interno diário. Não podemos procurar fora o que não está dentro de nós. Vamos conhecer um recurso simples para alcançar este objetivo.

“Só por hoje”: um treinamento mental para nos reconciliarmos com nós mesmos

O oposto da autoestima é a autossabotagem. Esse exercício tão prejudicial à nossa identidade e bem-estar psicológico é aplicado através de um diálogo interno negativo e danoso: “Por mais que eu tente, nunca serei bom nisso, não vale a pena tentar porque vou falhar, não sou tão determinado e capaz quanto aqueles ao meu redor, tenho certeza de que os desapontei“.

Chega um momento em que a nossa mente se acostuma com esses tipos de pensamentos. Isso é algo que devemos romper, desativar e mudar. Uma maneira de fazer isso é por meio desta técnica de aumento da autoestima, chamada “Só por hoje”:

  • Trata-se de treinar nosso foco para uma série de ideias simples e poderosas. Com elas, nos reconciliaremos com nós mesmos, despertaremos potenciais, curaremos ideias errôneas que temos alimentado por muito tempo, etc.
  • Essas ideias ou propostas visam desativar o diálogo negativo.
  • Todos os dias trabalharemos uma dimensão relacionada à autoestima.

Esses seriam alguns exemplos dessas propostas para trabalharmos diariamente.

  • “Só por hoje” falarei comigo mesma com gentileza, lembrando-me de que tenho valor, de que devo me amar como mereço.
  • “Só por hoje” vou me propor um objetivo, vou cumpri-lo e vou lembrar que sou capaz, que sou corajosa e habilidosa para transformar a minha realidade.
  • Hoje vou me distanciar do que me machuca, do que me gera dúvidas ou infelicidade. Só por hoje me permito fazer o que me faz rir, o que enriquece a minha autoestima.
Amar a si mesmo

A melhor técnica para aumentar a autoestima é se libertar do medo e da insegurança

Quando vivemos com insegurança, com medo de fracassar ou de não ser como os outros querem, com a angústia persistente de não saber se somos bons em certas coisas, o que fazemos é nos boicotar em todos os sentidos. Esse costume é muito nosso. Desistir exige estar ciente desses tipos de ideias.

É treinar a mente, harmonizar as emoções, iniciar comportamentos que nos façam sentir competentes e, também, cercar-nos de pessoas que nos enriquecem e que não apagam a nossa luz, o nosso potencial. Assim, vamos aplicar esta técnica para aumentar a autoestima. É simples, eficaz, e pode mudar nossas vidas.

  • Crocker, J., & Park, L. E. (2004, May). The costly pursuit of self-esteem. Psychological Bulletin. https://doi.org/10.1037/0033-2909.130.3.392