Como aumentar seu foco nos estudos e aprender mais rapidamente

Técnicas para aumentar seu foco nos estudos e aprender mais rapidamente

maio 27, 2016 em Curiosidades 922 Compartilhados
Aumentar o foco nos estudos

Você precisa maximizar seu foco nos estudos? Precisa aplicar estratégias para aprender melhor? Conseguir se concentrar é a chave para poder aplicar todas essas estratégias que, com certeza, são do seu conhecimento. As técnicas de estudo não servem de nada se você não conseguir aumentar o foco.

Colocar a ênfase no aumento do foco nos estudos é importante para aquelas pessoas que conciliam o trabalho e/ou a família com os estudos, ou aquelas que voltaram a estudar depois de muitos anos. É preciso ter muita força de vontade e muita disciplina.

Mas, além disso, é necessário aprender a isolar tudo o que não tem a ver com os estudos para poder focar apenas neles. As técnicas que analisamos a seguir irão ajudá-lo a aumentar sua motivação para os estudos e a ter mais foco para alcançar seus objetivos.

Filtre as informações que você recebe

Vivemos em um mundo saturado de informações que vão desde notícias políticas, econômicas e eventos até novidades culturais, estréias do cinema, fofocas, passando pelas novidades em nosso círculo mais próximo e, como não poderia deixar de ser, pelas redes sociais e outros meios de comunicação em massa. Toda a informação que nos cerca nos bombardeia e faz com que percamos nosso foco de atenção.

jovem-com-foco-nos-estudos

Você deve evitar receber informação externa na mesma medida que precisa do seu foco. Isso significará não se conectar às redes sociais, ver televisão ou escutar rádio, ler revistas e jornais e todas aquelas distrações que ajudam a procrastinar.

Não espere bater a vontade de estudar

Se você tem que estudar, tem que estudar, quer goste ou não. O hedonismo ao qual estamos acostumados nos faz pensar que tudo o que temos que fazer é por gosto e com gosto. Sinto muito, mas não é assim. Independentemente de quão excitante pareça ser, se você precisa estudar, nem sequer pense se vai gostar ou não. Vá direto ao ponto e não dê mais voltas.

Não se submeta à ideologia limitante de que tudo na vida são flores e de que é preciso sentir um estímulo motivador e agradável para iniciar algo. Desse jeito você apenas conseguirá sucumbir a uma miríade de distrações que se encontram ao seu redor.

Concentre-se em seus objetivos

Lembre cada manhã que você possui grandes motivos para estudar: seus objetivos. Você estuda por algo e para algo. E apenas conseguirá se estudar.

Você pensa cada manhã: como vou alcançar minhas metas de hoje? Esqueça o que você quer fazer nesse momento, e pense no que você vai poder aproveitar quando alcançar seus objetivos.

Primeiro estude, depois relaxe

É preciso mais do que tempo de estudo para assimilar os conhecimentos. A informação é absorvida e se torna parte de você quando você relaxa. Assim, o descanso é essencial após o estudo. Você precisa descansar para assimilar a informação. Por isso, perder horas de sono não é nem um pouco eficaz.

pessoa-com-foco-nos-estudos

Além disso, você deve intercalar momentos de relaxamento em suas sessões de estudo. Além de intercalar alguns minutos para se mover a cada 30 minutos, você deveria fazer uma parada de 20 minutos para cada hora e meia, onde deve descansar e relaxar para que a informação se estabeleça no seu cérebro. Feche os olhos e deixe o que você aprendeu ser absorvido.

Estude antes de dormir

Algumas pesquisas afirmam que dormir depois de estudar pode melhorar a memória do que foi previamente estudado e consolidar a aprendizagem. Isso tem muito a ver com o que explicamos no ponto anterior. Ler antes de dormir também pode fazer maravilhas para o funcionamento da memória a longo prazo.

No entanto, isso não significa que você tenha que perder horas de sono. Foi demonstrado que a privação do sono diminui significativamente o aprendizado de até três dias depois.

Coma bem e pratique exercícios

Estudar não significa que você tenha que se esquecer da saúde e do corpo. Comer bem, evitando o excesso de cafeína e, claro, de álcool, é fundamental para ter um bom rendimento no estudo. Os alimentos ricos em ácidos graxos essenciais são bons para o cérebro, e parecem ajudar a estimular a memória e as lembranças.

O exercício também é bom para o cérebro, já que com ele obtemos uma fonte adicional de sangue e oxigênio que pode melhorar a função cerebral.

Recomendados para você