5 técnicas para evitar maus-tratos

· setembro 26, 2016

Os maus-tratos são situações que podem surgir de diversas formas em nosso dia a dia. Talvez venham de seu companheiro, um amigo ou um colega de trabalho, alguém que não saiba lidar com você sem machucá-lo.

Isso é algo que você pode evitar, porque não é fácil maltratar algumas pessoas. Os agressores escolhem aquelas mais “frágeis”, mais inseguras e que não sabem responder quando estão em uma situação que foge do seu controle.

“Os maus-tratos são descritos com palavras como submissão, humilhação, domínio, medo, escravidão.”
-Juan Antonio Cobo Plana-

Quer aprender a responder ou reagir diante uma situação de maus-tratos? Quer pôr um fim, mas tem medo? Não se submeta a isso, não aceite o que não quer. Hoje é o dia de evitar os maus-tratos.

Conselhos para evitar os maus-tratos

1. Responda corretamente

passarinho-gaiola-maus-tratos

Uma resposta adequada pode evitar que essa pessoa siga machucando-o, mas como você pode fazer isso? Nem sempre temos a coragem necessária, mas é preciso encontrar forças, de onde quer que seja, e saber responder.

Às vezes permitimos que nos maltratem (da forma que seja) porque nossa maneira de agir não é a mais correta. Responda corretamente dessas duas maneiras: A primeira forma de responder é usar frases de encerramento, frases curtas, concisas e breves que vão acompanhadas de uma firmeza e segurança palpáveis, por exemplo:

  • Desculpe, as cinco tenho que ir.
  • Hoje não posso, desculpe.
  • Tenho outras prioridades no momento.
  • O que você disse é muito interessante, vou refletir sobre o tema.
  • Gostaria de pensar sobre isso.

Algumas podem parecer um pouco limitantes, mas se queremos evitar que nos maltratem de uma ou de outra maneira, temos muitas vezes que mudar nossa posição amável para uma mais firme.

A segunda forma de responder é fazê-lo como um disco arranhado. A força decorrente de repetirmos a mesma coisa continuamente fará com que o outro seja consciente da nossa posição, e assim reafirmaremos o que realmente não queremos que se repita.

2. Proteja seu senso de humor

Ninguém tem o direito de apagar um sorriso. Ainda que esteja em uma situação difícil, levante-se com um sorriso; isso irá ajudá-lo a não dar importância ao que os outros possam dizer. A chave está em conhecer a si mesmo. Saber no que você é bom e no que não é, quais são seus pontos fortes e quais os fracos, saber do que precisa, mas também o que você possui.

Se você está seguro de si mesmo, ninguém poderá rebaixá-lo. Qualquer palavra ou comentário maldoso que podem dizer passará como se nada tivesse acontecido. Você sabe quem é, ninguém deve defini-lo! Sorria diante das coisas que podem lhe dizer com o objetivo de humilhar ou rebaixar. Você sabe a verdade. Eles também sabem, mas tentam feri-lo independentemente disso.

“A melhor forma de vencer as dificuldades é atacando-as com um magnífico sorriso.”
-Robert Baden-Powell-

3. Diga o que sente

mulher-fugind-de-maus-tratos

Por que você fica calado quando tem tanta vontade de dizer o que sente? Por que tem medo? O medo, além de nos dominar, faz com que não digamos o que pensamos. Provavelmente você sente medo de que possam feri-lo, mas não tenha dúvida de que dizer o que pensa é o certo. Aprenda a dizer o que sente, aprenda a se expressar. Isso fará você mais forte e evitará que o machuquem.

Se você não está gostando do tom de voz que estão usando com você, diga! Se não gosta de como estão agindo, apenas diga! O que há de errado nisso? Aprenda a se expressar. Se os outros têm a ousadia de atacá-lo, você tem todo o direito de se defender.

4. Pergunte, não afirme!

Quando alguém que maltrata nos diz algo, somente ficamos calados. Dessa maneira, estamos afirmando o que estão dizendo, ainda que não concordemos com eles. O silêncio, nesses casos, vai contra nós.

Por isso, hoje você deve aprender a questionar o que lhe dizem, fazendo com que o agressor tenha que ampliar seus argumentos. Mas, sabe de uma coisa? Você não vai conseguir fazer isso direito. O agressor responderá que “porque sim”, mas você deve forçar a situação e fazer com que ele argumente, pois não tem sentido.

Desta forma, não se humilhe, não se dê por vencido. Fique no mesmo nível dessa pessoa, permitindo que explique algo que não pode explicar. Assim você saberá que ela não tem razão e, portanto, não poderá lhe causar danos.

5. Desarme seu agressor

menina-com-lobo-representando-manipulador-e-maus-tratos

Quer saber como você pode desarmar a pessoa que o maltrata? É simples, você só tem que fazer um bloqueio e saber como não responder. Vimos uma dessas coisas anteriormente, mas existem muitas mais:

  • Convide-a a refletir para mostrar que ela não tem razão.
  • Use palavras monossilábicas que impeçam que você entre no jogo dela.
  • Fale em tom baixo e devagar, pois se ela já está gritando, não é preciso fazer o mesmo. Mostre-se tranquilo.
  • Aborreça-a! Da maneira que for, responda como se você fosse um papagaio.
  • Responda-a com um “e?”.

O que acontece quando agimos assim? Elas nos deixam em paz. Se quando nos dizem “essas cores não combinam, está horrível!” respondemos com um “e?”, o agressor se chocará contra um muro. Lembre-se de que essas pessoas  se alimentam da sua submissão.

Livre-se dos maus-tratos! Não importa o que lhe dizem ou como dizem. Não importa como o definem. Você sabe quem é e deve se defender.

O agressor é uma pessoa insegura que acredita se sentir segura humilhando os demais. Não permita isso. Em você reside a opção de que o maltratem ou não, seja em uma relação amorosa, na escola ou no trabalho.

Imagens por cortesia de Angela Carte, Gustav Klimt.