O papel dos serviços sociais na luta contra a pobreza

novembro 1, 2019
Você sabe como os serviços sociais atuam em situações de pobreza? Falamos de uma questão relevante para uma sociedade em que há cada vez mais desigualdade.

A grande crise econômica de 2008 vivida em todo o mundo aumentou ainda mais a desigualdade na sociedade. Milhares de pessoas sofreram seu impacto, deixando muitas famílias em situação de exclusão social. Esse fenômeno se acentuou, sobretudo, nos entornos mais vulneráveis; a consequência foi que a demanda por serviços sociais na luta contra a pobreza aumentou significativamente.

Geralmente, a pobreza é relacionada a baixos níveis de renda. No entanto, não existe um critério universal ou absoluto, mas sim um critério relativo, referente ao momento em se efetua a medição e ao nível médio de renda em uma determinada área territorial (Del Barrio, 2014).

Devemos entender, primeiro, que o conceito de pobreza é multidimensional. Não existe uma abordagem única nem afeta apenas uma área. Portanto, queremos nos aprofundar um pouco mais e diferenciar alguns termos importantes.

“A pobreza iguala a diferenças sociais”.
-Pedro Muñoz Seca-

Pobreza e exclusão social

Pobreza e exclusão social

A pobreza, como dissemos anteriormente, não possui uma definição única ou apenas uma classificação. Esse fenômeno, portanto, pode ser medido de diferentes maneiras (Del Barrio, 2014):

  • Segundo o tipo de informação de base utilizada para medi-la: objetiva ou subjetiva.
  • Levando em consideração a referência utilizada para estabelecer os limiares de pobreza: absoluto ou relativo.
  • Segundo o período de tempo objeto de estudo: transversal (em um ano fixo) ou de longa duração/persistente.
  • Para as análises baseadas na impossibilidade de acessar o consumo básico: privação multidimensional.

Para o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a pobreza significa o indeferimento de opções e oportunidades para viver uma vida tolerável.

Esse programa toma como referência o Índice de Pobreza Multidimensional (IPM). Esse índice foi projetado para refletir as privações sofridas de forma simultânea pelas pessoas, e inclui tanto a incidência dessas privações multidimensionais quanto a sua intensidade.

O mesmo vale para o termo exclusão social. Afeta indivíduos, pessoas e áreas geográficas. Portanto, pode ser visto não apenas em termos de renda, mas também ligado a questões como saúde, educação, acesso a serviços, moradia e dívidas.

Assim, os fenômenos que derivam da exclusão social incluem (Spicker, Álvares e Gordon, 2009):

  • Aumento do número de pessoas sem moradia.
  • Crises urbanas.
  • Tensões étnicas.
  • Aumento do desemprego de longa duração.
  • Altos níveis persistentes de pobreza.

O papel dos serviços sociais na luta contra a pobreza

Não há dúvida de que os serviços sociais são um pilar fundamental do sistema de assistência socialOs profissionais que trabalham todos os dias para dar uma boa atenção às pessoas estudam cada caso. É por isso que propõem pautas de trabalho adaptados a cada situação.

Embora dentro dos serviços sociais existam diferentes tipos de auxílio para melhorar ou aliviar as demandas levantadas, não se trata de corrigir o problema.

Por isso, é recomendável deixar de lado o paternalismo e começar a trabalhar com a pessoa para que ela desenvolva capacidades que lhe permitam lidar tanto com o problema atual quanto com os que surgem ao longo do tempo.

No campo dos serviços sociais, devemos tentar educar as pessoas para que não caiam em uma situação contínua e crônica.

Os serviços sociais e seu papel na luta contra a pobreza

Em geral, é preciso atender uma série de requisitos para ter direito aos diferentes tipos de benefícios disponíveis. Esses benefícios podem ter como destino:

  • Pagamentos de hipoteca ou aluguel.
  • Auxílio para alimentação.
  • Gastos com energia elétrica, água…
  • Pagamento de contas.
  • Pensões não-contributivas.
  • Procura de emprego.
  • Formação.
  • Organização e planejamento dos recursos familiares.

Assim, embora o dinheiro possa ser uma grande ajuda, deve prevalecer o trabalho com os próprios beneficiados. Por esse motivo, desenvolver projetos individualizados de atenção ou inserção, nos quais se buscam objetivos alcançáveis, pode ser a melhor solução a longo prazo.

Nesse sentido, lembremos da necessidade de tornar as pessoas livres e autônomas, capazes de gerenciar suas próprias vidas e prover uma solução para os problemas.

Del Barrio, J.M., “Estructura Social y Desigualdades”. Universidad de Salamanca. Salamanca (2014)

Kliksberg, B. (1989). Cómo enfrentar la pobreza. Estrategias y.

Spicker, P., Álvares, L., & Gordon, S. (2009). Definiciones de pobreza: doce grupos de significados. Pobreza: Un glosario internacional, 291-306.

SÍNDIC DE GREUGES DE LA COMUNITAT VALENCIANA (2017). El papel de los servicios sociales generales en la lucha contra la pobreza y la exclusión social en los municipios valencianos durante la crisis.