Flexibilidade cognitiva em bebês: características e como melhorá-la

O que é a flexibilidade cognitiva em bebês? Como podemos favorecê-la? Se você quiser saber mais sobre esse assunto, continue lendo!
Flexibilidade cognitiva em bebês: características e como melhorá-la

Última atualização: 16 maio, 2022

A flexibilidade cognitiva é uma capacidade que nos permite enfrentar os desafios que surgem na nossa interação com o meio ambiente, desde o nascimento.

Para um bebê, essa habilidade representa um ponto de apoio para se adaptar ao ambiente em que nasceu e ajustar seu comportamento em relação ao que a situação exige dele. Agora, o que sabemos sobre ela? Como podemos promovê-la nos pequenos?

O que é a flexibilidade cognitiva em bebês?

bebê andando
A flexibilidade cognitiva é uma habilidade cognitiva que tem seu próprio desenvolvimento e nível de maturação cerebral.

É a capacidade de passar de uma tarefa para outra e de modificar o foco de atenção para enfrentar os diferentes desafios de cada uma. Essa habilidade permite que os bebês modifiquem conceitos para lidar com os problemas e desafios que enfrentam na interação com seu ambiente.

A flexibilidade é algo em que os humanos são muito bons, especialmente os bebês, pois ainda não foram enraizados em seus cérebros padrões comportamentais ou cognitivos que os levem a persistir em certas formas de agir. Quanto mais adultos somos, mais não nos apegamos aos nossos esquemas e padrões.

O cérebro dos bebês é cheio de conexões e neurônios que serão perdidos ao longo do tempo com base nas experiências que eles têm e na estimulação do ambiente. Este processo de morte neuronal é conhecido como poda neuronal. Graças a esta poda, as células nervosas e as sinapses desnecessárias são descartadas, permitindo assim a otimização do funcionamento do cérebro.

Por meio do grande número de sinapses e neurônios que os bebês possuem, eles podem fazer uso da flexibilidade cognitiva com mais facilidade para resolver os problemas que o ambiente lhes apresenta. Essa disponibilidade de conexões neurais é a base para a adaptação dos bebês a um contexto em mudança, tecido por uma série de significados.

A flexibilidade cognitiva nos bebês é importante para que eles possam desenvolver a criatividade, a imaginação e outros processos mentais que permitirão que eles avancem cognitivamente e exibam qualquer comportamento necessário para atingir uma meta ou objetivo.

Importância da flexibilidade cognitiva em bebês

bebê sentado
A flexibilidade cognitiva ajuda os bebês a se adaptarem às mudanças.

A flexibilidade cognitiva é importante por várias razões:

  • Permite a detecção mais eficaz e eficiente de informações do ambiente.
  • Ajuda a tolerar melhor as mudanças no ambiente.
  • Facilita a adaptação a diferentes contextos vitais.
  • Permite contemplar coisas, conceitos, ideias e problemas de múltiplas perspectivas.
  • Potencializa o desenvolvimento da resiliência, permitindo assim enfrentar os obstáculos e dificuldades da vida.
  • Ajuda a desativar esquemas e padrões para agir de forma diferente, conforme a situação exige.
  • Permite adaptar a atividade mental às exigências do ambiente.
  • Facilita a transição de uma atividade para outra.
  • Por fazer parte das funções executivas, permite formular metas, planejar, supervisionar, ajustar e avaliar um plano de ação.

Como promover a flexibilidade cognitiva em bebês?

A flexibilidade cognitiva torna-se relevante nos anos pré-escolares, mas pode ser estimulada a partir dos anos anteriores. Para promovê-la, tenha em mente o seguinte:

  • Permita que o bebê explore seu ambiente e dê a ele a oportunidade de tocar objetos diferentes. Isso irá ajudá-lo a interagir e se familiarizar com coisas diferentes.
  • Deixe o bebê interagir com o mesmo brinquedo de maneiras diferentes.
  • Estimule seus sentidos com diferentes estímulos. Mas não faça tudo de uma vez, não sobrecarregue seus sentidos. Isso permitirá que ele perceba o mundo de diferentes perspectivas.
  • Inclua surpresas ou atividades diferentes na rotina do bebê para que ele desenvolva sua capacidade de se adaptar a diferentes situações.
  • Facilite a interação com brinquedos diferentes em diversos momentos do dia.
  • Leia um livro de histórias infantis. Isso ajudará seu bebê a se familiarizar com os sons das palavras, além de estimular sua imaginação e ajudá-lo a aprender sobre o mundo ao seu redor.

Para finalizar, a flexibilidade cognitiva em bebês é uma potencialidade inata. Por meio dela podem ajustar e desenvolver seus processos cognitivos para se adaptarem ao ambiente. Essa habilidade é um facilitador da criatividade e do aprendizado, pois através dela os conceitos podem ser associados a partir de diferentes perspectivas.

Pode interessar a você...
Por que carregar os bebês do lado esquerdo os acalma?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Por que carregar os bebês do lado esquerdo os acalma?

Carregar os bebês do lado esquerdo realmente os acalma, e por isso 80% das mães o fazem instintivamente. Saiba mais detalhes neste artigo.



  • Santaella, Maribel. (2006). La evaluación de la creatividad. SAPIENS7(2), 89-106. Recuperado en 11 de mayo de 2022, de http://ve.scielo.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1317-58152006000200007&lng=es&tlng=es.
  • Bausela Herreras, Esperanza. (2014). Funciones ejecutivas: nociones del desarrollo desde una perspectiva neuropsicológica. Acción Psicológica11(1), 21-34. https://dx.doi.org/10.5944/ap.1.1.13789
  • Buttelmann, F., & Karbach, J. (2017). Development and plasticity of cognitive flexibility in early and middle childhood. Frontiers in psychology, 1040.